As águas do Antártico podem absorver menos CO2 do que antecipávamos

A vastidão das águas geladas que separa o continente da Antártida dos restantes continentes é um poço de mistério para a maioria das pessoas. Contudo, este remoto, tempestuoso oceano trás grandes benefícios para a humanidade.

Segundo estimativas dos cientistas, a cada ano, o oceano Antártico absorve cerca de 40% das emissões de dióxido de carbono emitidos pelas populações humanas aquando da queima dos combustíveis fosseis.

Isto ajuda imenso a abrandar o passo cada vez mais rápido do aumento dos gases de estufa na atmosfera e a conter em parte as alterações climáticas. Contudo, alguns pontos do oceano poderão estar a trabalhar no sentido oposto.

Os cientistas têm procurado de forma ambiciosa medir quando dióxido de carbono o oceano consegue absorver, usando sondas de alta profundidade que navegam pelos vários cantos do oceano.

O que os cientistas descobriram foi, contudo, surpreendente. Durante os meses do frio, escuro e rigoroso inverno Antártico, partes do oceano libertam dióxido de carbono em vez de o absorver.

Os dados recolhidos pelos cientistas leva-os a ponderar o quão mais complexo é o senário, e o quanto dióxido de carbono pode o oceano austral pode afinal absorver. Questionam-se também para onde escapa o dióxido de carbono, se para um outro oceano, para a atmosfera ou para a vegetação.

Os investigadores têm assim então de reavaliar as suas ideias sobre o fluxo de carbono na Terra.

Ao contrário das águas de outros oceanos, onde os continentes que os bordam moldam as correntes e restringem os seus movimentos, no oceano Antártico as águas fluem sem impedimento em redor do continente Antártico.

Isto cria um fenómeno de circulação de água em que as partes profundas do oceano são circuladas para a superfície, e vice-versa. Esta circulação de água da superfície para a profundidade, pensa-se, é uma das responsáveis pela capacidade do oceano para captar dióxido de carbono.

As águas á superfície absorvem o carbono que é depois movido para baixo na coluna de água. Em contrário, a água das profundezas sobre com um teor menos de carbono (ainda tem algum derivado dos seres vivos que morrem e vão dar ao fundo o oceano).

É importante compreender o papel deste oceano a nível da captação de dióxido de carbono e a sua contribuição para a retardação das alterações climáticas.

Das estimadas 375 giga toneladas (uma giga tonelada são 1 milhão de toneladas) de dióxido de carbono libertadas entre 1750 (início da era industrial) até 2011, estima-se que o oceano austral tenha absorvido cerca de 42 giga toneladas. Mais de 10% do total.

Importa perceber se este dióxido de carbono é definitivamente sequestrado, ou se há alguma dinâmica de sequestro e libertação, ou mesmo uma capacidade máxima, sem efeito para a sua acumulação.

Compreender o sistema de funcionamento e as dinâmicas do dióxido de carbono em relação ao oceano Antártico poderão ajudar a refinar os modelos de previsão das alterações climatéricas. Isso ajudar-nos-ia a perceber melhor onde estaríamos, daqui a 20 ou mesmo 50 anos, e a perceber melhor que medidas tomar para reverter as alterações climatéricas.

Ciberia //

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Calheiros anuncia nome das 14 pessoas que passaram de testemunhas a investigados na CPI da Covid

Segundo senador, é preciso mudar o "patamar" da investigação pois já há provas e indícios concretos contra as pessoas inseridas na lista, que agora será encaminhada ao presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM). Nesta sexta-feira (18), …

Turistas “madrugam” para visitar Disneyland Paris, que reabre após oito meses por causa da pandemia

Depois de oito meses de portas fechadas, o parque Disneyland Paris reabriu para o público nesta quinta-feira (17). A atração, um dos principais destinos turísticos da Europa, volta a funcionar, mas mantém medidas sanitárias …

Cientistas desvendam mistério de 'apagamento' de estrela gigante Betelgeuse

Astrônomos dizem que solucionaram o mistério sobre por que uma das mais conhecidas estrelas que iluminava o céu à noite começou a perder o brilho há cerca de um ano. Betelgeuse, uma supergigante vermelha da …

Portugal isola Lisboa para conter disseminação de variante

Em meio a alta de casos e difusão da variante delta do coronavírus, detectada inicialmente na Índia, governo português restringe circulação para dentro e para fora da região metropolitana da capital no fim de semana. Em …

Astrônomos descobrem as maiores estruturas giratórias conhecidas no universo

Tentáculos de galáxias com centenas de milhões de anos-luz de comprimento podem ser os maiores objetos giratórios do universo, um novo estudo descobriu. Corpos celestes muitas vezes giram, planetas, estrelas e galáxias. No entanto, aglomerados gigantes …

Facebook implementa software de IA capaz de detectar fotos e vídeos falsos

Os deepfakes são arquivos de mídia, incluindo fotos, vídeos e áudio, editados através de inteligência artificial (IA), que fornecem alto realismo e muitas vezes causam confusão após serem compartilhados nas redes sociais. Na quarta-feira (16), os …

China envia três astronautas para sua estação espacial

Grupo deverá ficar três meses no espaço e colocar em funcionamento o módulo central da estação espacial Tiangong. China não participa da ISS por decisão dos EUA. A primeira missão tripulada enviada pela China para a …

Putin “não quer Guerra Fria com EUA”, diz Biden após encontro com presidente russo

Os presidentes dos Estados Unidos, Joe Biden, e da Rússia, Vladimir Putin, participaram nesta quarta-feira (16) de uma esperada reunião bilateral. O encontro realizado em Genebra acontece em um contexto de forte tensão entre …

Variante lambda do coronavírus: o que se sabe sobre mutação que se espalha pela América do Sul e preocupa OMS

Os vírus usam técnicas diferentes para continuar infectando as pessoas. E o caso da covid-19 não é exceção. As versões atuais da doença estão se espalhando muito mais facilmente do que a original, que surgiu na …

Embaixadores da Rússia e dos EUA "regressam ao trabalho", diz Putin após cúpula com Biden

A Rússia e os EUA acordaram o regresso de seus embaixadores, informou Vladimir Putin. Vladimir Putin, presidente da Rússia, disse, após conversas com seu homólogo americano Joe Biden, que os embaixadores russo e norte-americano voltam …