As famosas mini janelas de vinho de Florença voltaram a funcionar com a pandemia

Na Itália, o mínimo detalhe pode ser parte de uma bonita e antiga tradição, e caminhar por uma cidade como Florença é colecionar esses pequenos traços e sinais presentes na arquitetura, nos hábitos e nos símbolos da vasta e ancestral cultura italiana.

Na cidade toscana considerada berço do Renascimento no país, um desses detalhes se revela como símbolo de um curioso hábito que marca Florença desde o Século XVI: pequenas janelas do tamanho de uma garrafa de vinho na parede dos palacetes em vinícolas da região como traços exclusivos da arquitetura florentina – que antigamente serviam para justamente permitir que qualquer passante, com um punhado de moedas e desejo de vinho, pudesse comprar uma garrafa ou uma taça sem precisar adentrar os locais.

Conhecidas como buchette del vino (que em tradução literal significa buraquinhos do vinho) as pequenas janelas conectavam – e ainda conectam – a rua à cozinha dos edifícios, por onde as garrafas podiam ser vendidas ou onde copos eram diretamente servidos.

Outros produtos, como azeite, carnes curadas, farinha ou vegetais produzidos pela família também costumavam ser vendidos pelos “buraquinhos”, mas o vinho era mesmo produto preferencial.

As janelas costumam ter cerca de 18 centímetros por 35 centímetros de altura, e serem perfeitas reproduções da porta principal da vinícola ou do palácio em questão.

No atual contexto da pandemia, as janelas do vinho em Florença vêm sendo utilizadas em abundância e de volta à sua função original, para isolar o cliente das pessoas dentro dos palácios.

Tal retomada não é, no entanto, coincidência mera em forma alguma: entre os anos de 1347 e 1351 a Peste Negra assolou a Europa como a maior pandemia da história, e o impacto sobre Florença foi especialmente devastador – estima-se que a cidade só recuperou sua média populacional no Século XIX.

Assim, os buchette del vino não só permitiam que os produtores de vinho vendessem diretamente para a população sem intermediário, como também o fizessem respeitando um isolamento social que ainda se fazia necessário – seja como medida sanitária, seja como trauma e paranoia.

Assim, as janelas atualmente voltaram a ser utilizadas de tal forma que a Associação das Janelas de Vinho emitiu uma nota explicando o fenômeno em seu site.

“Durante o período de quarentena por conta da pandemia da Covid-19, os proprietários da janela do vinho na Via dell’Isola delle Stinche na sorveteria Vivoli decidiram reativar sua janela para oferecer café e sorvete, ainda que não vinho. Outras duas janelas próximas também nos levaram nessa viagem no tempo ao utilizarem-nas em seu propósito original – a venda de vinho com distanciamento social”, diz a nota.

“Durante a terrível epidemia de peste bubônica que ocorreu na Europa na época, os produtores de vinho que vendiam pelas janelas nos palácios florentinos entenderam o problema do contágio. Eles passavam a garrafa para o cliente pela janela, mas não recebiam o pagamento diretamente: ao invés, passavam uma paleta de metal onde as moedas eram depositadas, e o vendedor então as desinfetava com vinagre antes de guarda-las”.

Atualmente somente 4 ou 5 janelas em Florença estão sendo utilizadas, mas existem, na cidade, mais de 150 outros buchette del vino que podem voltar à ativa – e quem sabe trazer um pouco de alegria para um momento tão embriagado de dureza como o atual.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …