Australianos criam protótipo de laser tipo “Estrela da Morte” capaz de destruir planetas inteiros

A Estrela da Morte de "Guerra das Estrelas" (1977) está mais próximo do que pensávamos

A Estrela da Morte de “Guerra das Estrelas” (1977) está mais próximo do que pensávamos

Um grupo de físicos australianos propõe, de modo completamente sério, recriar o super laser que foi usado na saga de George Lucas Guerra nas Estrelas para destruir planetas inteiros. Essa super arma futurística é constituída por vários raios de laser que se unem em um único feixe de luz destruidor.

Na verdade, a ideia de criar esse tipo de arma não é nova.  Durante décadas, engenheiros de todo o mundo tentaram desenvolvê-la, mas sempre enfrentaram alguns obstáculos naturais: a dispersão dos raios na atmosfera.

Este fenômeno, conhecido como Efeito Raman, resulta em perda substancial do seu potencial, ou, por exemplo, o sobreaquecimento do prisma que deveria “recolher” raios diferentes em um único super laser poderoso.

Agora, pesquisadores da Universidade Macquarie, em Sidney, na Austrália, conseguiram imitar em laboratório um processo para fazer convergir os raios de luz — e, à maneira do Império, aumentar (muito!) a energia do feixe luminoso, informa a Live Science.

Para conseguir isso, usaram um cristal de diamante ultrapuro no ponto de convergência dos diferentes raios, acumulando assim sua potência em um único raio poderoso, capaz de transmitir quantidade suficiente de energia em um ambiente vazio, tal como o Espaço.

(dr) Macquarie University

Diretamente de Star Wars: o raio laser da Estrela da Morte funciona mesmo. O "super-laser" australiano junta o poder de vários raios laser num só feixe convergente super poderoso.

Diretamente de Star Wars: o raio laser da Estrela da Morte funciona mesmo. O “super-laser” australiano junta o poder de vários raios laser num só feixe convergente super poderoso.

Felizmente, essa arma ainda não é capaz de destruir planetas inteiros como seu análogo na Guerra nas Estrelas, mas os pesquisadores acreditam que pode ser aplicada no espaço – pode ser usada por exemplo para impulsionar veículos espaciais ou para retirar lixo espacial da trajetória dos satélites, limpando a órbita.

Mas é preferível não pensar o que acontecerá se lasers de grande potência forem algum dia capazes de destruir satélites… ou qualquer outro objecto no espaço.

Principalmente porque, em 2015, o Inverse calculou quanta energia seria realmente necessária para uma “Estrela da Morte” destruir um planeta do tamanho da Terra – e concluiu que estamos mais perto do maléfico Império do que pensávamos.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Volkswagen vai indenizar ex-trabalhadores que denunciaram ditadura militar no Brasil

A subsidiária da montadora alemã Volkswagen anunciou que vai indenizar ex-trabalhadores por violações de direitos humanos no Brasil. Como reconhecido pela própria empresa, seus serviços de segurança interna colaboraram com a ditadura militar brasileira …

Coreia do Sul acusa Norte de ter matado brutalmente um de seus funcionários desaparecido

A Coreia do Sul afirmou que um dos funcionários de seu Ministério dos Oceanos e Pesca foi morto e queimado após ter desaparecido durante o serviço no mar. O funcionário de 47 anos teria desaparecido nesta …

Pedaço de gelo quase do tamanho do Recife se descola da última plataforma do Ártico

Um pedaço de quase 110 quilômetros quadrados de gelo se desprendeu da última plataforma de gelo da Groenlândia, chamada de Nioghalvfjerdsfjorden ou 79N. A título de comparação, o tamanho da parte que se soltou equivale …

Blue Origin quer criar habitats espaciais comerciais já na década de 2020

Parece que a Blue Origin, empresa de Jeff Bezos focada em voos espaciais comerciais, está mesmo querendo entrar no novíssimo e vindouro mercado de habitats na órbita da Terra — e pode ter a NASA …

Brasil é líder em conflitos socioambientais na Amazônia

Dono da maior extensão de Floresta Amazônica, o Brasil também é campeão em conflitos socioambientais na região. Um levantamento inédito comparando a situação de quatro países mostrou que, dos 1.308 confrontos registrados em 2017 e …

Lukashenko toma posse em cerimônia secreta em Belarus

O presidente de Belarus prestou juramento, nesta quarta-feira (26), em uma cerimônia mantida em sigilo. Este é o sexto mandato do chefe de Estado, no poder há 26 anos. "Alexander Lukashenko prestou juramento no idioma bielorrusso, …

Pássaros sacrificados como oferenda aos deuses são encontrados no Egito

Milhões de aves, que teriam sido utilizadas como oferenda aos deuses Hórus, Rá ou Thoth foram encontradas por uma equipe de arqueólogos no Egito. Os arqueólogos da Universidade Claude Bernard Lyon estavam trabalhando nas escavações de …

Navalny deixa hospital em Berlim

Oposicionista russo recebe alta após um mês de tratamento para curar envenenamento por agente neurotóxico do tipo Novitchok. Médicos dizem que recuperação total é possível, mas não sabem estimar efeitos de longo prazo. O oposicionista russo …

Governo pede suspensão de filme da Netflix após acusações de pedofilia

Após diversas acusações de pedofilia nas redes sociais ao filme Lindinhas, que estreou com exclusividade na Netflix, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos pediu a suspensão e investigação sobre sua distribuição …

Mais de 13 milhões de britânicos enfrentam novo lockdown diante do aumento de casos de Covid-19

Um quinto da população do Reino Unido acordou sob um novo lockdown nesta terça-feira (22). Essas pessoas estão sobretudo no norte da Inglaterra e no País de Gales, as regiões mais afetadas pela Covid-19 …