Novo míssil nuclear da Rússia é capaz de destruir todo o sul do Brasil

Yury Abramochkin / Sputnik

A empresa estatal russa de construção de mísseis Makeyev Rocket Design Bureau publicou essa segunda-feira (24), em seu site oficial, a primeira imagem do super pesado míssil balístico intercontinental RS-28 Sarmat.

O RS-28 Sarmat, mais conhecido como “Satan 2“, foi revelado depois de anos sendo alardeado pelo governo russo.

De acordo com a Sputnik News, a superarma nuclear tem uma carga capaz de destruir uma área “do tamanho do Texas”. Levando-se em conta que o estado americano possui 695.662 km², podemos concluir que essa carga é suficiente para destruir os três estados do sul do Brasil, mais o estado do Rio de Janeiro, de uma só vez.

A imagem do foguete foi publicada por designers do Makeyev Rocket Design Bureau.

“Em junho de 2011, o Ministério da Defesa da Rússia firmou um contrato para a criação do míssil Sarmat. Este sistema de mísseis estratégico está sendo desenvolvido para garantir a dissuasão nuclear efetiva e reforças as Forças Estratégicas da Rússia”.

(dr)

-

Desenvolvido desde 2009, o RS-28 Sarmat foi projetado para substituir o antigo míssil soviético R-36M Voevoda (“Satan” segundo a classificação da OTAN), como o componente básico do potencial nuclear da Rússia.

O primeiro Satan foi desenvolvido durante a Guerra Fria, na década de 1970, quando a União Soviética alcançou paridade nuclear com os EUA.

A nova arma pode implantar ogivas de 40 megatons, cerca de duas mil vezes mais potentes que as bombas lançadas sobre Hiroshima e Nagaski em 1945.

Para torná-lo ainda mais assustador, o Satan 2 também é capaz de evadir defesas de radar e poderia viajar longe o suficiente para atacar as Costa Leste e Oeste dos EUA.

Logo, não é nenhuma surpresa que a notícia tenha abalado o país do norte da América, que já possui relações tensas com a Rússia.

Embora as nações tenham assinado tratados em 2010 restringindo o número de mísseis balísticos intercontinentais que podem manter em reserva, a Rússia disse que deve conservar uma dissuasão nuclear forte por causa do envolvimento militar dos EUA na Europa e como resposta à instalação de sistemas antimísseis ocidentais no Leste Europeu.

As ogivas do Sarmat terão uma série de contra-medidas destinadas a penetrar qualquer “escudo” antimíssil. Os analisas dizem que o RS-28 também vai ter uma versão hipersônica convencional como o Advanced Hypersonic Weapon estadunidense ou o WU-14 chinês, que poderá ser usado como uma arma intercontinental de alta precisão em um conflito não-nuclear.

O Ministério da Defesa russo pretende colocar o Sarmat em serviço no final de 2018 e substituir o Voevoda até 2020. Enquanto quaisquer conflitos militares imediatos não são esperados, é certamente preocupante apenas saber que existem tais armas catastróficas.

Em meio a alegações de hacking e conflitos na Síria entre os países, e na esteira de um debate presidencial aquecido onde a democrata Hillary Clinton chamou o republicano Donald Trump de “fantoche” para o presidente russo, Vladimir Putin, vamos todos cruzar os dedos para que EUA e Rússia façam logo as pazes.

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. E os ESTADOS UNIDOE preocupados com a COREIA DO NORTE, QUEM NÃO TEM COMPETENCIA COMPRA, seus medrosos!

    Substituas seus CANHÕES E BAONETAS, que já estamos em NONATNOLOGIAS. SUAS DIPLOMACIAS NÃO FONCIONA MAIS.

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Japão lembra 75 anos de bomba de Hiroshima e pede união contra armas nucleares

Esta quinta-feira (6) marca o 75º aniversário do primeiro ataque com bomba atômica do mundo. Cerca de 140 mil pessoas morreram no bombardeio à cidade japonesa, realizado pelo Estados Unidos no fim da Segunda Guerra …

Donald Trump determina bloqueio do TikTok e WeChat nos EUA em 45 dias

O presidente dos Estados Unidos Donald Trump assinou na noite de ontem (6) uma ordem executiva determinando o fim de relações com as empresas responsáveis pelos apps TikTok e WeChat no país norte-americano. Em comunicado emitido …

Brasil caminha para ter 200 mil mortes pelo coronavírus até outubro, diz especialista

Na semana em que o Brasil deverá registrar 100 mil mortes pelo novo coronavírus, um especialista brasileiro indica que o país caminha para dobrar esse número em dois meses, atingindo 200 mil óbitos pela pandemia …

Petição defende que França assuma controle do Líbano

Suspeita de que desastre em Beirute foi causado por negligência eleva indignação dos libaneses, que pedem mandato francês pelos próximos dez anos no país. Apelo recebe mais de 50 mil assinaturas após visita de Macron. Quase …

Macron visita Beirute devastada e cobra reformas no Líbano

Presidente francês visita local da explosão e ouve apelos por mudanças por parte da população, para quem o desastre é consequência de anos de corrupção, caos público e má gestão. O presidente da França, Emmanuel Macron, …

Após ser engolido, besouro consegue escapar do intestino dos sapos

Uma pesquisa mostrou que o besouro aquático Regimbartia attenuata tem a capacidade de sobreviver ser engolido por um sapo. Todos já ingerimos coisas que parecem querer sair correndo de dentro de nós, mas deve ser muito …

Disney+ chegará à América Latina em novembro

Ao divulgar que ultrapassou a marca de 60 milhões de assinantes, a Disney também reforçou uma informação que traz esperança a muita gente: o Disney+ deve mesmo chegar à América Latina em novembro. A informação foi …

China exorta Trump a não abrir 'caixa de Pandora' com aquisição do TikTok

China apela aos EUA que não abram a caixa de Pandora, exigindo vender a companhia TikTok, eles serão os próprios culpados pelas consequências, declarou o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Wang Wenbin. O presidente …

Twitter bloqueia conta oficial de campanha de Trump

O Twitter anunciou nesta quarta-feira (5) ter bloqueado temporariamente a conta oficial da campanha de reeleição do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por conta de um tuíte que continha informação equivocada sobre a …

Líbano inicia luto nacional e recebe ajuda internacional

Diversos países enviam suprimentos médicos a Beirute. Presidente da França chega ao Líbano para avaliar situação. Megaexplosão deixou ao menos 137 mortos, incluindo diplomata alemão, e mais de 5 mil feridos. Beirute amanheceu nesta quinta-feira (06/08) …