Áustria anuncia lockdown nacional e vacina anticovid será obrigatória em fevereiro

Narendra Shrestha / EPA

Para conter a alta de casos de Covid-19, o chanceler austríaco, Alexander Schallenberg, anunciou, nesta sexta-feira (19), que um novo lockdown será instaurado no país a partir de segunda-feira (22). A medida atingirá toda a população, incluindo os imunizados contra o coronavírus. A vacinação contra a doença será obrigatória a partir de 1º de fevereiro de 2022.

Depois de ter instaurado, há poucos dias, o bloqueio para os não vacinados, a Áustria se torna o primeiro país da União Europeia (UE) a adotar as duas medidas. “Vocês têm que olhar a realidade de frente”, disse o chanceler. “Não conseguimos convencer as pessoas o suficiente para se vacinarem”, afirmou, explicando que as UTIs (unidades de terapia intensiva) já estão em situação crítica.

Aumentar o número de vacinados é a única maneira de sair deste círculo vicioso”, justificou. Desde segunda-feira (15), na Áustria, as pessoas não vacinadas não podem sair de casa, exceto para fazer compras, praticar esportes e receber atendimento médico.

Neste sábado (20), o partido de extrema direita FPÖ convocou uma manifestação em Viena. Seu líder, um convicto militante antivacinas, testou positivo para o coronavírus e não poderá participar. “A Áustria agora é uma ditadura”, disse Herbert Kickl nesta sexta-feira sobre as novas medidas anunciadas pelo governo.

Dos 8,9 milhões de habitantes do país, 66% estão totalmente imunizados, um percentual ligeiramente inferior à média europeia, apesar de o país ter adotado o passaporte sanitário em abril.

As recentes medidas adotadas pelo governo já tiveram um efeito positivo, com o aumento do número de pessoas que agendaram um horário para receberem uma dose. Mesmo assim, o número de casos de Covid-19 continua crescendo, com 15 mil novas infecções nas últimas 24 horas.

Taxas de vacinação na Europa são baixas, diz agência

A Europa deve diminuir a lacuna entre vacinados e não vacinados contra Covid-19 para impedir uma nova onda da doença, anunciou nesta quinta-feira (18) a Agência Europeia de Medicamentos (EMA). “Estamos vendo um número excessivo de casos, especialmente entre os não vacinados”, disse Marco Cavaleri, diretor de estratégia da EMA, durante uma entrevista coletiva.

As taxas de imunização em alguns países europeus são “inaceitavelmente baixas”, disse Cavaleri. “Temos que fechar essa lacuna e trabalhar para que o maior número possível de pessoas sejam vacinadas”, acrescentou. Vários países tomaram ou estão considerando tomar medidas visando os relutantes à vacina.

Esforços também estão sendo feitos para estimular a campanha e em busca de novos tratamentos para a Covid-19. Diante do crescente número de casos em crianças, a EMA planeja decidir, na próxima semana, se aprova o produto da Pfizer-BioNTech para crianças de 5 a 11 anos.

Além disso, “em vista da situação crítica em muitos estados membros”, o órgão estudará a aprovação da nova pílula contra o coronavírus da Pfizer, que mostra resultados preliminares “promissores”, disse. A revisão completa para a autorização do medicamento está prevista para começar na próxima semana, um processo que pode levar vários meses. O medicamento da gigante farmacêutica Merck, por sua vez, pode ser aprovada até o final do ano.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …

Reino Unido convoca reunião urgente do G7 sobre ômicron

Na presidência rotativa do grupo, governo britânico anuncia encontro de emergência de ministros da Saúde para debater nova variante do coronavírus. OMS apela para que fronteiras se mantenham abertas. O governo do Reino Unido convocou neste …

Covid: o que se sabe sobre nova variante detectada na África do Sul

Há a expectativa de que, na sexta-feira (26/11), a Organização Mundial da Saúde (OMS) batize com um codinome grego uma nova variante do coronavírus que foi registrada pela primeira vez na África do Sul e …

Ministro acredita que 5G no Brasil pode ficar até mais barato que 4G

O Leilão do 5G, realizado no início do mês, permitiu que cinco novas operadoras de telefonia móvel entrassem no mercado brasileiro para oferecer o serviço. As novatas são Brisanet, Consórcio 5G Sul, Cloud2u, Winity II …

Cuidado com o que 'encontram' em Marte, diz estudo sobre supostas descobertas de fósseis

Vários pesquisadores têm anunciado descobertas de possíveis organismos no Planeta Vermelho, mas dois cientistas advertem contra processos naturais que criam pseudofósseis. É necessário ter cuidado sobre supostos fósseis encontrados em Marte, advertem cientistas em um comunicado …

Famílias vendem crianças para sobreviver no Afeganistão

Situação no país ficou ainda mais caótica desde que o Talibã voltou ao poder em agosto. E a escassez de meios de sobrevivência tem levado pais e mães a venderem tudo, inclusive os próprios filhos. Com …

Crescer no Brasil faz mulheres nem perceberem que são vítimas de tantas violências, afirma ativista

Trinta por cento das mulheres brasileiras já foram ameaçadas de morte por seus parceiros ou por seus ex-companheiros. Uma em cada seis mulheres já enfrentou uma tentativa de feminicídio. Esses números de uma pesquisa …

Terra pode desenvolver 'anéis de Saturno' formados por lixo espacial

Atualmente existem milhares de escombros orbitais que constituem uma ameaça para os voos espaciais humanos e as missões robóticas. O professor de robótica da Universidade de Utah, Jake Abbott, afirmou em uma entrevista ao The Salt …

África do Sul identifica nova variante da covid-19

Variante com múltiplas mutações é potencialmente mais contagiosa e estaria por trás do aumento "exponencial" de casos na África do Sul, dizem autoridades. Reino Unido reage rápido e impõe restrições de viagem ao país. Cientistas da …

Naufrágio que matou ao menos 27 no Canal da Mancha era previsível, denunciam ONGs

  Uma quinta pessoa foi presa na madrugada desta quinta-feira (25), suspeita de tráfico humano e envolvimento no naufrágio que matou 27 migrantes no Canal da Mancha, entre a França e a Inglaterra, na quarta-feira …