Beirute soma mais de 100 mortos e 4000 feridos após explosões

Nabil Mounzer / EPA

A destruição no porto de Beirute, no Líbano

O Líbano vive nesta quarta-feira (5) um dia de luto nacional, após as explosões na região portuária de Beirute, na tarde de ontem. A tragédia soma pelo menos 100 mortos, 4.000 feridos e 300.000 desabrigados.

Os danos afetaram quase metade da cidade, com prejuízos avaliados em mais de US$ 3 bilhões, de acordo com as estimativas do governador da capital, Marwan Abboud.

As autoridades libanesas ainda trabalham com a versão de que a explosão ocorreu por causa de um depósito de nitrato de amônia, um produto usado como fertilizante, mas também altamente explosivo. O Governo anunciou uma vasta investigação para buscar os responsáveis pela tragédia.

As primeiras informações revelam que entre os suspeitos a serem investigados estão o diretor do porto de Beirute e gerentes responsáveis pela estocagem de material. Há uma pressão muito grande por parte da população nas redes sociais para que as autoridades apontem os responsáveis, em um momento em que o país é palco de protestos antigoverno e anticorrupção, além de uma crise econômica sem precedentes.

A prioridade para o governo e as autoridades locais no momento é o resgate de sobreviventes. Grupos de socorristas anunciaram que buscam também corpos de vítimas no mar na região portuária.

Há um sentimento de solidariedade entre a população que oferece ajuda e doações de sangue nos hospitais, que enfrentam problemas de superlotação. Moradores também organizam doações de alimentos às famílias das vítimas, outros oferecem suas casas para abrigar pelas próximas noites aqueles que perderam suas moradias. Acostumados a passarem por situações de guerras e por crises, os libaneses são rápidos em organizar ações efetivas de ajuda em momentos como este.

Por enquanto, não há informações sobre vítimas brasileiras. A Embaixada do Brasil em Beirute não anunciou qualquer informação neste sentido.

Organizados em grupos de Whatsapp, brasileiros que moram no país trocam notícias entre si, para saber se conhecidos foram atingidos pela explosão. Com exceção de ferimentos leves, não há registro de vítimas brasileiras. Mas este cenário pode mudar, visto que muitos brasileiros possuem dupla cidadania e podem ter sido identificados como libaneses.

O Líbano precisa de ajuda internacional, por conta da imensa crise econômica e social que o país vive no atual momento. A população convive com cortes de energia elétrica e de água constantemente, enfrenta altos índices de desemprego e cerca de 50% dos libaneses encontram-se na linha da pobreza.

A pandemia do novo coronavírus só piorou a situação que já existia desde o ano passado. Já a explosão na zona portuária agrava a fraca infraestrutura do país, principalmente de hospitais. Certamente a ajuda internacional será bem recebida por Beiture.

Muitos países já ofereceram ajuda ao Líbano, incluindo a França, que enviará toneladas de equipamentos médicos nesta quarta-feira.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Apple é acusada de enganar usuários através de aplicativos fraudulentos na App Store

A Apple segue batendo recordes financeiros. No entanto, escândalos um atrás do outro aumentam a preocupação em torno da App Store. Após chamar a atenção internacional com as recentes revelações sobre a existência de cassinos ocultos …

Chile escolhe representantes para elaborar nova Constituição

O domingo foi o último dia de votação no Chile para a escolha dos redatores da nova Constituição do país. Os 155 representantes eleitos terão a tarefa de mudar o texto herdado da ditadura. …

China consegue pousar veículo não tripulado em Marte

A China conseguiu neste sábado pousar um veículo autônomo não tripulado em Marte. A fase final da operação Tianwen-1 aconteceu sem falhas, informou a TV estatal chinesa, que transmitiu um programa especial chamado Alo …

Lewandowski permite que Pazuello fique em silêncio na CPI

Ex-ministro da Saúde será obrigado a comparecer ao depoimento, mas não precisará responder perguntas que possam incriminá-lo. No entanto, será obrigado a falar a verdade em fatos e questões relacionados a terceiros. O ministro do Supremo …

Como o coronavírus afeta o fígado

O SARS-CoV-2, vírus causador da covid-19, mudou completamente a cara do mundo que conhecíamos até então. Ele afetou praticamente todos os aspectos da vida cotidiana e causou mudanças substanciais nas ciências da saúde e, portanto, na …

'Síndrome de Havana': lesão cerebral atinge ao menos 130 diplomatas e oficiais americanos, dizem EUA

Diplomatas, agentes da CIA e oficiais de defesa dos EUA relataram sintomas graves da perturbação conhecida como "síndrome de Havana" nas últimas semanas. O elevado número de casos causa espanto. Nas últimas semanas, foram relatados mais …

RJ comunica 1º caso de raiva em cachorro em quase três décadas

Pela primeira vez desde 1995, o Laboratório Municipal de Saúde Pública (Lasp) do Rio de Janeiro diagnosticou um caso de raiva animal. A descoberta parte do resultado de perícia no corpo de um cão morto …

O que dizem cientistas sobre isenção de máscaras para vacinados nos EUA

Os Estados Unidos anunciaram nesta quinta-feira (13/05) o fim da obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção na maioria das situações para pessoas que já foram completamente vacinadas contra a covid-19. Segundo a nova orientação do …

Putin: Rússia reagirá de maneira devida às ameaças perto de suas fronteiras

Durante reunião com membros do Conselho de Segurança da Rússia nesta sexta-feira (14), o presidente da Rússia pediu que lhe fosse reportado sobre o agravamento do conflito israelo-palestino, que toca diretamente os interesses de segurança …

Covid: 16 mil pessoas foram imunizadas com doses de vacina trocadas no Brasil

Um levantamento de dados da Folha de São Paulo com informações do DataSUS, base de dados do Ministério da Saúde, mostrou que pelo menos 16 mil pessoas receberam doses de vacinas diferentes em seu processo …