Beirute soma mais de 100 mortos e 4000 feridos após explosões

Nabil Mounzer / EPA

A destruição no porto de Beirute, no Líbano

O Líbano vive nesta quarta-feira (5) um dia de luto nacional, após as explosões na região portuária de Beirute, na tarde de ontem. A tragédia soma pelo menos 100 mortos, 4.000 feridos e 300.000 desabrigados.

Os danos afetaram quase metade da cidade, com prejuízos avaliados em mais de US$ 3 bilhões, de acordo com as estimativas do governador da capital, Marwan Abboud.

As autoridades libanesas ainda trabalham com a versão de que a explosão ocorreu por causa de um depósito de nitrato de amônia, um produto usado como fertilizante, mas também altamente explosivo. O Governo anunciou uma vasta investigação para buscar os responsáveis pela tragédia.

As primeiras informações revelam que entre os suspeitos a serem investigados estão o diretor do porto de Beirute e gerentes responsáveis pela estocagem de material. Há uma pressão muito grande por parte da população nas redes sociais para que as autoridades apontem os responsáveis, em um momento em que o país é palco de protestos antigoverno e anticorrupção, além de uma crise econômica sem precedentes.

A prioridade para o governo e as autoridades locais no momento é o resgate de sobreviventes. Grupos de socorristas anunciaram que buscam também corpos de vítimas no mar na região portuária.

Há um sentimento de solidariedade entre a população que oferece ajuda e doações de sangue nos hospitais, que enfrentam problemas de superlotação. Moradores também organizam doações de alimentos às famílias das vítimas, outros oferecem suas casas para abrigar pelas próximas noites aqueles que perderam suas moradias. Acostumados a passarem por situações de guerras e por crises, os libaneses são rápidos em organizar ações efetivas de ajuda em momentos como este.

Por enquanto, não há informações sobre vítimas brasileiras. A Embaixada do Brasil em Beirute não anunciou qualquer informação neste sentido.

Organizados em grupos de Whatsapp, brasileiros que moram no país trocam notícias entre si, para saber se conhecidos foram atingidos pela explosão. Com exceção de ferimentos leves, não há registro de vítimas brasileiras. Mas este cenário pode mudar, visto que muitos brasileiros possuem dupla cidadania e podem ter sido identificados como libaneses.

O Líbano precisa de ajuda internacional, por conta da imensa crise econômica e social que o país vive no atual momento. A população convive com cortes de energia elétrica e de água constantemente, enfrenta altos índices de desemprego e cerca de 50% dos libaneses encontram-se na linha da pobreza.

A pandemia do novo coronavírus só piorou a situação que já existia desde o ano passado. Já a explosão na zona portuária agrava a fraca infraestrutura do país, principalmente de hospitais. Certamente a ajuda internacional será bem recebida por Beiture.

Muitos países já ofereceram ajuda ao Líbano, incluindo a França, que enviará toneladas de equipamentos médicos nesta quarta-feira.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Conflito armado se acirra na fronteira entre Armênia e Azerbaijão

A Armênia e o Azerbaijão se acusaram mutuamente neste domingo (27/09) de iniciar confrontos mortais na região separatista de Nagorno-Karabakh, na fronteira entre os dois países, em meio a uma disputa territorial de décadas. Ao …

Grande depósito de ovos de dinossauro é descoberto na Espanha

O norte de Espanha foi palco de uma nova descoberta paleontológica. Foram encontrados ovos de 68 milhões de anos atrás, que podem conter embriões desses enormes répteis. José Manuel Gasca estava fazendo jogging um dia no …

Uma cidade brasileira pode ter atingido imunidade de grupo ao Covid-19 a um terrível custo

Um surto explosivo de COVID-19 em Manaus pode ter contaminado pessoas suficientes para que a imunidade coletiva tenha se manifestado, sugerem estudos iniciais. Exames de anticorpos mostram que até dois terços da população pode ter contraído …

O raro pedido de desculpas de Kim Jong-un pela morte de sul-coreano na Coreia do Norte

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, divulgou um raro pedido de desculpas pessoal pelo assassinato de um cidadão sul-coreano, segundo o governo da Coreia do Sul. Kim disse a seu colega sul-coreano, Moon Jae-in, …

Esses são os preparativos finais para a NASA coletar amostras do asteroide Bennu

A NASA já iniciou a contagem regressiva para o grande momento da missão OSIRIS-REx: a coleta de amostras do asteroide Bennu, que acontecerá no dia 20 de outubro. Será uma manobra complicada para a sonda …

Trump volta a lançar dúvida sobre processo eleitoral nos EUA

Após recusar comprometimento com transição pacífica de poder, presidente americano diz não saber se é possível um pleito "honesto". Líder republicano no Senado diz que transferência de mandato presidencial será ordenada. O presidente dos EUA, Donald …

Criador do Novichok aponta falta de principais sintomas da substância em Navalny

Leonid Rink não considera convincente a evidência apresentada pela Alemanha sobre o alegado uso do Novichok contra o opositor russo, pois, se isso tivesse acontecido, os efeitos teriam sido diferentes. Podem ter sido encontrados vestígios de …

Este pode ser o 1º planeta descoberto em outra galáxia, a 23 milhões de anos-luz

Astrônomos encontraram um candidato a planeta localizado em outra galáxia, bem longe da Via Láctea, em uma região de intensa atividade caótica. Este mundo distante parece ser um pouco menor do que Saturno e orbita um …

EUA: Trump causa alvoroço ao recusar transição pacífica caso perca as eleições

Donald Trump tensionou a classe política nos Estados Unidos ao se recusar a garantir uma passagem pacífica do poder se perder a eleição presidencial dos Estados Unidos para Joe Biden, em 3 de novembro. Bastou uma …

Escolas de samba adiam desfile de Carnaval no Rio de Janeiro

A Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Liesa) decidiu adiar os desfiles das escolas de samba do grupo especial, que aconteceriam em fevereiro, devido à pandemia de covid-19. A decisão foi tomada, …