Bélgica inocenta médicos que praticaram eutanásia

Um tribunal da Bélgica inocentou nesta sexta-feira (31/01) três médicos acusados de assassinato por envenenamento em um caso considerado crítico para as leis que permitem a eutanásia no país.

Em 2010, os médicos participaram da morte assistida de Tine Nys, uma mulher de 38 anos que sofria de problemas mentais. A família levou o caso à Justiça, alegando que a eutanásia não deveria ter sido realizada uma vez que as condições de Nys não eram irremediáveis e ainda era possível submetê-la a tratamento. Ela conviveu durante anos com problemas psiquiátricos e tentou várias vezes cometer suicídio.

As irmãs reclamaram na Justiça que os médicos tomaram uma decisão apressada e os acusaram de envenená-la. Elas afirmam que a jovem não recebeu todos os tratamentos possíveis após ser diagnosticada com autismo, dois meses antes de sua morte.

Os 12 jurados no tribunal da cidade de Ghent levaram oito horas para avaliar o caso e chegaram a um veredito na manhã desta sexta-feira. Mais de 100 pessoas que compareceram ao tribunal aplaudiram a decisão. “É um grande alívio. Isso nos acompanha há dez anos”, disse um dos acusados, o psiquiatra Lieve Thienpont.

A defesa dos médicos criticou o fato de o caso ter sido levado a júri popular em razão de um recurso impetrado pela família após uma derrota em instâncias inferiores. Alguns dos advogados especularam que isso teria ocorrido pela influência de forças conservadoras.

“É um alento para todos os médicos que têm que realizar essas tarefas tão difíceis”, disse o advogado de defesa Walter Van Steenbrugge. “Se a decisão tivesse sido outra, tantos outros médicos estariam agora com enormes problemas.” Ele avalia que poucos profissionais arriscariam praticar a eutanásia se houvesse a possibilidade de serem acusados de assassinato.

Apesar de o caso ter trazido à tona o desleixo de alguns médicos e as imperfeições da lei, o julgamento resultou na proteção aos princípios desse procedimento. “As pessoas continuam a se ater ao direto de morrer com dignidade, quando a morte é inevitável”, concluiu o psiquiatra Thienpont.

A Bélgica, que legalizou a eutanásia em 2002, é um dos poucos países que permitem que os médicos tirem a vida de pacientes que desejem a morte, e é uma das duas nações que estendem esses procedimentos a pessoas com problemas mentais.

Dos cerca de 2 mil casos de morte assistida ocorridos anualmente na Bélgica, poucos são permitidos em razão de problemas psíquicos.

Outros médicos que praticaram eutanásia no país também foram alvo de processos na Justiça, que acabaram sendo arquivados durante a fase de investigações.

Pela lei belga, a eutanásia é autorizada para pacientes com doenças terminais que requererem o procedimento “voluntariamente, ponderadamente e repetidamente”. Em 2014, esse direito foi estendido também para menores de idade, ainda que dentro de uma série de procedimentos legais rígidos.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Enorme monolito misterioso descoberto no deserto de Utah

Uma ocorrência totalmente comum. Você está em um helicóptero sobrevoando uma região remota do sul de Utah contanto cabras e bodes selvagens, quando de repente avista um monolito inexplicável saindo do solo. A KSL TV, relatou …

Funcionário de funerária é demitido após tirar selfie com corpo de Maradona

Foi demitido o funcionário da funerária responsável pelo velório do ex-jogador Diego Armando Maradona que tirou uma foto ao lado do caixão com o corpo do astro, enterrado nesta quinta-feira, dia 26, na Grande Buenos …

Museu de Londres reunirá relatos de sonhos de britânicos na pandemia

Projeto visa documentar mudanças no sono causadas pelo confinamento e pela crise gerada com a covid-19, além de coletar narrativas sobre o período para gerações futuras. Mudanças no sono aparentemente têm sido comuns durante a pandemia …

'O Gambito da Rainha': série da Netflix ignora sexismo no xadrez, diz ex-campeã

Existem várias cenas comoventes em O Gambito da Rainha, a série da Netflix que conta a história fictícia de Beth Harman, uma jovem prodígio do xadrez da década de 1960. Em uma delas, um jogador experiente …

Detectada "partícula fantasma" no Sol que confirma teoria da década de 1930

Uma equipe internacional de cientistas conseguiu, pela primeira vez, detectar diretamente a presença do ciclo carbono-nitrogênio-oxigênio (CNO) na fusão nuclear do Sol. Este ciclo representa uma das reações de fusão pelas quais as estrelas convertem hidrogênio …

Musk acertou? Tesla se aproxima dos US$ 500 bilhões de valor de mercado

Nesta segunda-feira (23), a Tesla atingiu o valor de mercado de US$ 498 bilhões. E isso em um momento em que não se sabe se a empresa vai conseguir atingir a sua meta de entregar …

Papai Noel é considerado 'trabalhador essencial' na Irlanda

Na mesma semana em que novas restrições de viagem foram colocadas em prática no Reino Unido e na Irlanda diante dos estragos causados pela segunda onda da pandemia de covid-19 na Europa, a Irlanda fez …

Especialistas da ONU advertem sobre viés racista em algoritmos

Os países devem fazer mais para combater o racismo, principalmente nos algoritmos de inteligência artificial utilizados para reconhecimento facial e controles policiais. Essas ferramentas podem reforçar discriminações, alertam especialistas da ONU. Segundo a especialista jamaicana …

Estudo de dentes de megalodonte revela segredos do tubarão de 18 metros

Especialistas em tubarões revelaram mais informações sobre um dos maiores predadores dos mares – o megalodonte. Nova pesquisa de dentes fossilizados da espécie Odotus megalodons, chamada também de megalodonte, sugere que os tubarões fêmeas desta espécie …

Escritor é alvo de censura e terá conta no Twitter suspensa por críticas contra Igreja Universal

O escritor J. P. Cuenca foi censurado por uma decisão judicial e terá sua conta do Twitter suspensa após o juiz da comarca de Campos dos Goytacazes (RJ), Ralph Machado Manhães Junior, acatar um pedido …