Joe Biden anuncia força-tarefa para combater covid-19

Médica brasileira e cientista rebaixado por Trump por criticar a hidroxicloroquina fazem parte da equipe. Grupo vai traçar a estratégia do governo do presidente eleito para responder à pandemia nos EUA.

Em uma de suas primeiras ações, o presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou nesta segunda-feira (09/11) a criação de uma força-tarefa para desenvolver a estratégia de combate à de covid-19 no país, que é o mais atingido pela pandemia no mundo. Uma médica brasileira é uma das escolhidas pelo democrata para integrar a equipe formada por 13 especialistas.

“Lidar com a pandemia de coronavírus é uma das batalhas mais importantes que o novo governo irá enfrentar e eu serei assessorado por cientistas e especialistas“, afirmou Biden numa clara guinada na política sobre o tema em relação à atual administração americana, que minimizou a pandemia ao longo dos meses.

Formada para atuar durante a transição, a força-tarefa irá auxiliar na preparação da resposta do novo governo à covid-19. “O conselho consultivo ajudará a forma minha abordagem para administrar o aumento das infecções, garantir a segurança e eficácia das vacinas, além de uma distribuição eficiente, equitativa e gratuita delas e para proteger os grupos de risco”, destacou Biden.

A força-tarefa é composta por especialistas em saúde pública e cientistas. Entre eles está a médica brasileira especialista em doenças infecciosas Luciana Borio, que vive desde os anos 1980 nos Estados Unidos. Entre 2010 e 2019, Borio trabalhou no Conselho de Segurança Nacional americano na área de biodefesa, onde atuou no combate à epidemia de zika e ao surto de ebola.

Biden incluiu ainda na equipe o virologista Rick Bright, que perdeu um cargo de chefia de uma agência de pesquisa federal americana após criticar a resposta do governo Donald Trump à pandemia. Ele alegou que foi rebaixado de cargo por resistir à pressão política para promover a hidroxicloroquina no tratamento da covid-19. O medicamento para tratar malária não tem eficácia comprovada contra o coronavírus.

Biden afirmou ainda ver um sinal de “esperança” no anúncio da farmacêutica americana Pfizer de que a sua vacina é 90% eficaz contra a covid-19, mas alertou que a “batalha” ainda continua. O presidente eleito lembrou que a vacinação ampla não deverá ocorrer já nos próximos meses e destacou a importância de usar máscara e manter o distanciamento social.

“Os americanos deverão continuar confiando em máscara, no distanciamento, no rastreamento de contatos, na lavagem das mãos em outros medidas para se manterem seguros no próximo ano. As notícias de hoje são ótimas, mas não mudam o fato”, ressaltou.

Com 9,9 milhões de casos, os EUA são a nação mais atingido pela pandemia e recentemente o número diário de novas infecções vem batendo recordes e já ultrapassou 100 mil por dia. O país também concentra o maior número de mortes, com 237 mil óbitos, segundo a Universidade Johns Hopkins.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Rede 5G pode transmitir energia elétrica e aposentar as baterias no futuro

O mundo já conhece os benefícios da tecnologia 5G como a alta velocidade na transmissão de dados e baixa latência. Agora, os cientistas do Instituto de Tecnologia da Geórgia, nos EUA, descobriram que essas redes …

Covid: como evitar a trágica marca de 5 mil mortes por dia no Brasil?

No dia 19 de maio de 2020, o Brasil atingiu pela primeira vez a marca das mil mortes diárias por covid-19. Esse número permaneceu relativamente estável, em um patamar considerado alto, durante todo o segundo semestre …

Físicos afirmam que o universo é um computador de aprendizado de máquina

Físicos teóricos que trabalham com a Microsoft lançaram um artigo na sexta-feira afirmando que o universo é essencialmente um computador de aprendizagem de máquina (machine learning, em inglês). Os pesquisadores, vários afiliados à Microsoft, pré-publicaram um …

Mundo ainda tem países sem uma única dose de vacina

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 600 milhões de doses de vacina contra a covid-19 já foram aplicadas em todo o mundo. Mas a discrepância entre países é alta: enquanto, …

Covid: site calcula quando você será vacinado. Resultados não animam

Um grupo de voluntários chamado CoronavirusBra desenvolveu uma plataforma para calcular quando você será vacinado contra a covid-19. O ‘Quando vou ser vacinado?’ utiliza dados públicos como a média de imunizados com o número de pessoas …

Rússia inicia desenvolvimento de mais uma vacina contra COVID-19

Sendo o primeiro país a registrar uma vacina contra a COVID-19, a Rússia anunciou o início do desenvolvimento de mais uma vacina contra o coronavírus. A criação do novo medicamento estará a cargo do Instituto Smorodintsev …

Especialista chinês: ascensão da China faz EUA entrarem em pânico e ficarem nervosos

O desenvolvimento econômico e a ascensão do país asiático fazem os EUA ficarem nervosos e entrarem em pânico, mas este medo se origina em seus preconceitos, disse em entrevista à Sputnik um especialista chinês. Li Junru, …

Interação de múons, a nova força da natureza que cientistas acreditam ter descoberto

Desde colar um ímã na porta de uma geladeira até jogar uma bola em uma cesta de basquete, as forças da física funcionam em todos os momentos de nossas vidas. Todas as forças que experimentamos todos …

Receita afirma que "só rico lê" e reforça preconceito de classe brasileiro

A Receita Federal deseja manter o projeto que cobra impostos sobre livros. Através da mesclagem entre PIS e Cofins, a nova CBS (Contribuição sobre bens e serviços), uma espécie de imposto sobre valor agregado, o …

Tribunal europeu dá aval a vacinação obrigatória

Corte de direitos humanos diz que medida pode ser necessária em sociedades democráticas e abre precedente no combate à covid-19. Tribunal julgava ação de famílias tchecas que se recusaram a vacinar os filhos. O Tribunal Europeu …