Biden promete “esforço de guerra” contra covid-19

Joe Biden

O novo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, divulgou nesta quinta-feira (21/01) o plano de resposta de seu governo à pandemia de covid-19, que inclui dez decretos.

A estratégia amplia iniciativas que já haviam sido antecipadas e detalha as medidas elaboradas para controlar a pandemia e ajudar na recuperação do país, o mais afetado do mundo pela covid-19, com mais de 24 milhões de casos confirmados e 410 mil mortes por complicações da doença.

De acordo com a emissora CNN, ao chegar à Casa Branca, a equipe de Biden soube que o governo do ex-presidente Donald Trump não havia elaborado nenhum plano de distribuição de vacinas contra a covid-19, motivo pelo qual a equipe do governante recém-empossado precisou projetar um a partir do zero.

A iniciativa tem entre suas metas a aceleração do ritmo de vacinação dos americanos, proporcionando mais recursos aos governos estaduais e locais, criando mais pontos de vacinação e uma campanha nacional de educação para restaurar a confiança da população.

“A Estratégia Nacional proporciona um roteiro para guiar os EUA a sair da pior crise de saúde pública em um século”, afirma o plano, de 200 páginas.

“As coisas vão piorar antes de melhorar”, avisou Biden, referindo-se à pandemia, alertando também que o número de mortes relacionadas ao coronavírus nos Estados Unidos provavelmente ultrapassará a marca de 500 mil em fevereiro.

Biden descreveu sua abordagem como um “esforço de guerra”, ressaltando que mais americanos já morreram em consequência da covid-19 do que na Segunda Guerra Mundial.

O conselheiro de Biden para assuntos de saúde, Anthony Fauci, no entanto, deixou claro quão difícil será tal esforço. Ele afirmou que tratamentos poderosos usando anticorpos fabricados, que foram usados em Trump, não são eficazes contra variantes mais infecciosas do vírus que circulam na África do Sul e no Brasil, que ainda não foram detectadas nos Estados Unidos.

Lei de guerra

O governo de Biden também prevê recorrer à Lei de Produção de Defesa, adotada em 1950 em resposta à Guerra da Coreia e que permite mobilizar o setor industrial para priorizar questões de segurança nacional, acelerando o fornecimento de insumos para a fabricação de máscaras, respiradores e outros equipamentos contra a pandemia.

O plano do democrata também visa aumentar a realização de testes de coronavírus. Trump se opunha a isso por considerar que apenas aumentava as estatísticas negativas da incidência da doença.

A estratégia tem como metas a reabertura de escolas, negócios e retomada de viagens de maneira segura, assim como frear a propagação do vírus, que atualmente causa cerca de 3 mil mortes por dia no país, com recordes de até 4 mil em alguns dos últimos dias.

Além disso, o presidente estipulou a meta de aplicar 100 milhões de doses de vacinas nos primeiros 100 dias de mandato.

Apoio a esforços internacionais

Para financiar as medidas, ele pretende lançar um novo pacote de estímulo econômico no valor de 1,9 trilhão de dólares (mais de R$ 10 trilhões). O Congresso ainda não aprovou os fundos.

A estratégia prevê ainda que os Estados Unidos apoiem um plano global para combater a covid-19 e obter vacinas para os países mais pobres. O plano inclui pressionar o Congresso americano para obter mais financiamento para esforços internacionais. O retorno dos EUA a órgãos e acordos internacionais está entre as prioridades de Biden.

Uma de suas primeiras ações no cargo foi rescindir o plano de retirada dos EUA da Organização Mundial da Saúde (OMS), anunciado por Trump.

Quarentena para viajantes

“Quem vier de outro país para os EUA terá que ser testado antes de embarcar no avião”, afirmou Biden. “E terá que entrar em quarentena quando chegar aos EUA.” O presidente americano não deu detalhes sobre a duração da quarentena.

Um dos decretos prevê que viajantes estrangeiros sejam obrigados a aderir às diretrizes do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) sobre viagens internacionais, incluindo “autoquarentena ou autoisolamento”.

O CDC já havia anunciado na semana passada que um teste negativo de coronavírus será necessário antes da viagem aérea para os EUA. A medida entrará em vigor no dia 26 de janeiro. Ao mesmo tempo, as autoridades recomendaram ficar em casa pelos sete dias após a entrada – mas se trata apenas de uma recomendação.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Em pior momento da pandemia, Bolsonaro critica 'mimimi' e diz que brasileiro tem que enfrentar vírus

Um dia após o registro de novo recorde diário de mortes pela covid-19 no país, o presidente Jair Bolsonaro deu uma série de declarações dando a entender que o choro pelas vítimas é "frescura" e …

89% dos norte-americanos veem a China como inimiga ou concorrente

A maioria dos norte-americanos não vê a China como parceira e expressa preocupações crescentes sobre o histórico de direitos humanos e as práticas econômicas de Pequim, revelou uma nova pesquisa do Pew Research Center nesta …

Governadores pedem a Bolsonaro maior esforço por vacinas

Em meio ao pior momento da epidemia de covid-19 no Brasil, os governadores de 14 estados brasileiros enviaram nesta quinta-feira (04/03) uma carta ao presidente Jair Bolsonaro pedindo um maior esforço para a compra de …

Nova Zelândia lança alerta de tsunami e ordena retirada de habitantes da costa nordeste

Um alerta de tsunami foi emitido após um forte terremoto de magnitude 7,8 nas remotas ilhas Kermadec, na Nova Zelândia, no oceano Pacífico. As autoridades determinaram a retirada de todos os habitantes do litoral …

União Europeia começa exame contínuo da vacina russa Sputnik V

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês) deu início ao exame contínuo do dossiê de registo da vacina Sputnik V para verificar sua conformidade com as normas europeias de eficácia, segurança e …

Afrouxar uso de máscaras é "pensamento neandertal", diz Biden

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, criticou nesta quarta-feira (03/03) a decisão dos estados do Texas e do Mississippi de suspender a obrigatoriedade do uso máscaras para conter a propagação do coronavírus. O democrata …

Argentina só vai habilitar motoristas que fizerem curso sobre igualdade de gênero

A partir de março e 2021 quem quiser tirar carteira de habilitação na Argentina terá de estudar mais do que somente as leis de trânsito, o funcionamento do automóvel e a própria condução de um …

ONGs denunciam grupo Casino na Justiça francesa por desmatamento na Amazônia

Organizações de defesa do meio ambiente e dos povos indígenas denunciaram nessa quarta-feira (3) o grupo Casino na Justiça francesa. A empresa é acusada de responsabilidade no desmatamento da Amazônia através da venda de …

Físico cria algoritmo de IA que pode provar que a realidade é uma simulação

Um cientista criou um algoritmo de computador que pode levar a descobertas transformadoras em energia e cuja própria existência levanta a probabilidade de que nossa realidade possa realmente ser uma simulação. O algoritmo foi criado pelo …

The Crown "é baseada na verdade", diz Harry que dá ideia de convívio com família real

Principe Harry defendeu a série “The Crown” da Netflix, dizendo que – embora não fosse “estritamente preciso” – retratava as pressões da vida dentro da família real. Em uma entrevista com James Corden, do programa americano …