Bill Gates vai investir US$ 18 milhões no combate ao mosquito da dengue

O surto de dengue, zika e chikungunya que eclodiu no Brasil e em vários países no ano passado parece ter chamado atenção do homem mais rico do mundo, Bill Gates. Isso porque o executivo revelou na última semana que fechou um acordo com o governo e entidades dos Estados Unidos para investir US$ 18 milhões no combate ao Aedes aegypti.

Uma das principais metas é modificar geneticamente os mosquitos, tornando-os estéreis.

De acordo com o Gates, a maioria dos testes está sendo realizada na Antioquia (Colômbia), nos subúrbios do Rio de Janeiro e na Indonésia. Pesquisas também acontecem no Vietnã, onde os cientistas já observaram resultados positivos.

Os assessores do fundador da Microsoft afirmam que essa pode ser a iniciativa de saúde de maior impacto da Gates Foundation, organização que já destinou mais de US$ 500 milhões para estudar diversas doenças.

No caso do Aedes aegypti, a meta é contaminar o mosquito com uma bactéria chamada “Wolbachia”, presente em 60% dos mosquitos e insetos na natureza, mas não no Aedes. A ideia é que, uma vez estéreis, as próximas gerações do inseto não tenham a capacidade de transmitir o vírus causador das doenças.

Caso o plano seja bem-sucedido, a proteção da população nos locais mais afetados pode aumentar em até 40%, e resultados mais conclusivos serão divulgados até o final deste ano.

No Brasil, o executivo tentou encontrar parceiros para apoiar o desenvolvimento de vacinas, mas disse não ter conseguido fechar um acordo com institutos nacionais. “Há um grande trabalho no Brasil. Mas, por enquanto, não temos uma vacina”, destacou.

Além desses experimentos, Gates disse que está investindo em novos pesticidas. Entre 2005 e 2016, ele injetou US$ 100 milhões em um projeto de pesquisas no Reino Unido e já prometeu investir mais US$ 75 milhões para os próximos cinco anos. “Estamos fazendo muito esforço para lidar com o controle de vetores. Aqueles produtos que temos hoje, já criaram resistência [nos mosquitos]”, afirmou.

Segundo Gates, o financiamento passou por um debate na Organização Mundial de Saúde (OMS) para assegurar que esses novos químicos estejam dentro das normas estabelecidas.

Um estudo recente aponta que o maior risco do zika, por exemplo, é o de reverter os ganhos sociais dos últimos anos. O impacto da doença tem sido maior que os programas sociais de combate à pobreza, como o Bolsa Família, nas regiões mais carentes do país.

“No Brasil, os custos indiretos da microcefalia foram estimados em US$ 1,7 mil por mês, seis vezes o valor do benefício adicionado ao Bolsa Família para mães e crianças com microcefalia”, completou.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Astrônomos mapeiam 1 milhão de galáxias previamente desconhecidas

Cerca de um milhão de galáxias previamente desconhecidas para além da Via Láctea foram adicionadas a um mapa detalhado de seção de espaço. Pesquisas sobre o espaço normalmente demoram anos para serem completas, mas um novo …

Brasil recebe vacina de Oxford em janeiro, promete Pazuello

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse que o primeiro lote das vacinas de Oxford chega ao Brasil em janeiro. Serão 15 milhões de doses entre janeiro e fevereiro, totalizando 260 milhões ao longo do …

Cingapura é primeiro país a aprovar venda de carne de laboratório

Empresa californiana obteve autorização da cidade-Estado para usar sua carne de frango produzida a partir de cultura celular em chicken nuggets e garante que preço será competitivo. Cingapura é o primeiro país do mundo a aprovar …

Relatório da ONU aponta que 2020 deve ser um dos 3 anos mais quentes já registrados

A Organização Meteorológica Mundial (OMM) publicou um relatório que aponta que o ano de 2020 deve ser um dos três anos mais quentes desde o início dos registros de temperatura. O secretário-geral da OMM, Petteri Taalas, …

Documentos oficiais mostram que a China escondeu informações sobre a Covid-19

Relatórios oficiais chineses teriam sido transmitidos à rede de TV americana CNN por meio de um informador anônimo. A investigação se chama “Wuhan files” e tem como foco o começo da pandemia de Covid-19, em …

Jovem que filmou morte de George Floyd por policiais brancos ganha prêmio por bravura

A mulher que filmou o assasinato de George Floyd pelo policial Derek Chauvin vai ser condecorada com um prêmio por sua coragem. Darnella Frazier, de 17 anos, fez o registro enquanto ia com o primo …

Remédio experimental reverteu o declínio mental da idade avançada em dias

Apenas algumas doses de um medicamento experimental podem reverter o declínio relacionados à idade na memória e flexibilidade mental em ratos, de acordo com um novo estudo realizado por cientistas da UC San Francisco. A droga, …

Bebê nasce de embrião congelado há 27 anos: quase a idade da mãe

A pequena Molly Everette Gibson, de um mês, estabeleceu um novo recorde no mundo. A garotinha, filha de Tina e Ben Gibson, nasceu de um embrião que foi congelado há 27 anos e gerado por …

Covid-19: exame pioneiro mostra danos em pulmões 3 meses depois de infecção por coronavírus

A covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus, pode estar causando anormalidades pulmonares ainda detectáveis mais de três meses após os pacientes serem infectados, revela um novo estudo. Cientistas da Universidade de Oxford, no Reino Unido, …

"Hyperloop de levitação": a próxima revolução nas viagens?

Imagine viajar para o trabalho a quase 1.000 km/h, pairando um pouco acima do solo, sem barulho de motor. Pode soar como um filme de ficção científica, mas este cenário se aproximou da realidade quando o …