“Bolsonaro merece Nobel da estupidez”, diz jornal francês

Tânia Rêgo / Agência Brasil

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro

A imprensa francesa, nacional e regional, debate o quiprocó entre Brasil e França, que começou com a questão da Amazônia, resvalou para insultos pessoais por parte dos representantes brasileiros e, nesta quarta-feira (28), trata do recuo de Bolsonaro sobre a oferta de ajuda do G7 para combater o fogo na Amazônia.

Na noite de terça-feira (27), o porta-voz Otavio Rego Barros foi insistentemente questionado sobre se a ajuda do G7 seria recebida e se a exigência do pedido de desculpas de Macron havia sido deixada de lado.

No entanto, ele repetiu por diversas vezes que o Brasil só irá impor que a verba seja condicionada ao reconhecimento da soberania e a governança do governo brasileiro.
A maioria dos jornais francesas considerou que o fato de Macron condicionar a continuidade do tratado comercial entre o Mercosul e a União Europeia à medidas ambientais de proteção na Amazônia fez com que Bolsonaro fosse obrigado a recuar.

Para Macron, foi a oportunidade de voltar a ser bem visto por boa parte da opinião pública francesa que o criticava, dizendo que o tratado era uma ameaça a medidas ambientais.

Criticar Bolsonaro mas com mira em Trump

Em editorial, o jornal Charente Libre diz que para Emmanuel Macron “enfrentar o Trump brasileiro é bem menos arriscado que criticar o presidente da primeira potência mundial, e assim se apresentar como o defensor do clima. Criticar Bolsonaro permite ao mesmo tempo falar mal do modelo americano, que apoia o brasileiro abertamente, sem atacar [Trump] de frente. Essa foi a estratégia de início de mandato que não deu certo”.

“Se a estupidez e a irresponsabilidade tivessem um prêmio Nobel, ele seria indiscutivelmente dado a Jair Bolsonaro, apesar da forte concorrência atualmente no cenário internacional em tempos de pobreza intelectual”, diz o jornal L’Union, de Reims.

Já o Courrier Picard, opina que, “ao condicionar o tratado comercial entre a União Europeia e o Mercosul com exigências ambientais, e principalmente ao respeito ao Acordo de Paris, Emmanuel Macron ganhou parte da opinião pública e assim pressiona Bolsonaro. Se o brasileiro quiser exportar suas mercadorias, precisa ceder às exigências da Europa. Ponto para Macron, que ao mesmo tempo se livra de um tratado indigesto e que divide”.

O editorialista acrescenta que “Bolsonaro não para de gritar, mas líderes populistas devem ser combatidos de frente, insistindo sobre as consequências de seus atos”.

Estratégia errada de Bolsonaro

O editorialista do Sud-Ouest lembra que o presidente francês “disse claramente que uma floresta tão importante para o clima mundial e compartilhada por nove países – incluindo a França, na Guiana – poderia ter um estatuto internacional, o que foi interpretado como uma bandeira vermelha para o nacionalismo brasileiro, do qual Bolsonaro é o representante”.

Para “apagar o fogo que ameaça sua popularidade, Bolsonaro deveria restaurar uma política de proteção ambiental, para a qual nenhum apoio internacional seria desprezível”, acrescenta.

Segundo La Presse de La Manche, “a tensão criada, em sua origem, por Bolsonaro e seus insultos à França são no mínimo medíocres, inadmissíveis e preocupantes”. Para resolver a situação, “bastaria chamar a Paris nosso embaixador do Brasil, para acalmar o jogo e só retomar o diálogo quando o senhor Bolsonaro sair de sua crise de histeria”, acrescenta.

// RFI BR

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

“Não existe gene gay”, afirma estudo genético feito com meio milhão de DNAs

Como ser baixo ou alto, mais ou menos inteligente, o fato de amar homens ou mulheres não é definido por um único gene, mas por várias regiões do genoma e, como qualquer aspecto humano complexo, …

Este projeto social está buscando 7 pessoas para viajar o mundo com tudo pago

A empresa portuguesa YourBestLife está recrutando sete pessoas para viajar o mundo realizando trabalhos de impacto social com tudo pago. As inscrições vão até o dia 31 de outubro e podem se candidatar pessoas que …

Pela primeira vez na história cientistas conseguem reverter envelhecimento

Nenhuma pessoa está livre do tempo: seja um jovem, uma criança, um recém-nascido ou um adulto em idade madura, todo mundo irá envelhecer e sentir os efeitos desse processo. Essa é uma verdade incontestável em qualquer …

Greta Thunberg protesta em frente à Casa Branca ao lado de estudantes pelo clima

A militante do meio ambiente, Greta Thunberg, participou nesta sexta-feira (13) de uma pequena manifestação sobre o clima em frente à Casa Branca. “Nunca desistam”, disse a ativista aos jovens que foram até o local …

Snowden alerta para propagação de mentiras na internet

Há seis anos, ex-analista da NSA causou terremoto político ao revelar atividades ilícitas do serviço secreto dos EUA. Em entrevistas a jornais alemães, Snowden conta que ainda almeja asilo político na Alemanha. Seis anos após divulgar …

Visita de objeto interestelar intriga comunidade científica

  O objeto interestelar foi detectado por um astrônomo amador, e desde então o visitante passou a intrigar a comunidade científica. Gennady Borisov, astrônomo amador, utilizou um telescópio que ele mesmo construiu para avistar o objeto. Sua …

Homem morto há 22 anos é encontrado com ajuda do Google Earth

Os restos mortais de um homem desaparecido há duas décadas, nos EUA, foram encontrados dentro de um carro submerso em um lago graças ao Google Earth. William Moldt foi dado como desaparecido em Lantana, na Flórida, …

O plano japonês de jogar ao mar água radioativa de Fukushima

Nesta semana, o ministro do Meio Ambiente do Japão, Yoshiaki Harada, declarou que despejar no Oceano Pacífico mais de 1 milhão de toneladas de água contaminada pelo desastre nuclear de Fukushima seria a "única opção" …

Incêndio no Hospital Badim deixou 11 mortos no Rio de Janeiro

Um incêndio atingiu o Hospital Badim, no Maracanã, zona norte do Rio de Janeiro, na noite de quinta-feira, deixando pelo menos onze mortos, conforme noticiado pela imprensa brasileira. Os pacientes foram retirados às pressas da unidade …

Origem dos cometas é revelada em novo estudo

Pesquisadores da Universidade de Leiden (Holanda) aplicaram modelos químicos em 14 cometas e encontraram um padrão em sua composição. Os cometas são bolas de gelo, poeira e pequenas partículas parecidas com pedras. Seus núcleos podem alcançar …