“Paris, capital anti-Bolsonaro”, publica jornal Le Monde

Marcelo Sayao / EPA

O jornal Le Monde desta sexta-feira (21) publica uma matéria sobre a mobilização na França de associações, intelectuais e artistas contra o atual governo brasileiro. “Paris, capital anti-Bolsonaro” é a manchete do texto assinado pelo jornalista Nicolas Bourcier.

Na matéria, Le Monde lembra que a mobilização em prol da democracia brasileira teve início em 2016, na primeira manifestação contra a destituição da presidente Dilma Rousseff, diante da embaixada do Brasil em Paris.

Entrevistada pelo jornal, a historiadora e professora da Universidade de Versalhes, Anaïs Flechet, lembra que as relações entre a França e o Brasil são antigas, com picos durante os anos 1960 e 1970, quando a França acolheu exilados brasileiros, ou durante os anos Lula, quando as relações entre Paris e Brasília se estreitaram.

Mas, a partir de 2016, diz a especialista em estudos brasileiros, “sentimos que pessoas que eram pouco politizadas tomaram, subitamente, consciência que o país entrava em uma fase perigosa e que era preciso agir”.

O movimento teve sequência com a criação do coletivo Solidariedade França Brasil e com o Movimento Democrático do 18 de Março, o MD18, criado por intelectuais, professores e artistas. Le Monde também lembra a atuação da Arbre – Associação pela Pesquisa sobre o Brasil na Europa – e a Autres Brésils, associação dinâmica e influente, criada em 2003.

A condenação e prisão de Lula, o assassinato da vereadora Marielle Franco, o incêndio do Museu Nacional do Rio e a ascensão de Jair Bolsonaro nas pesquisas de intenção de voto, em 2018, intensificaram os movimentos e os debates na França sobre o futuro da democracia brasileira.

Desde então, ressalta o diário, ciclos de debates são realizados na Casa da América Latina e no Instituto de Altos Estudos da América Latina em Paris. Tribunas foram publicadas pelos jornais Le Monde, Libération e L’Humanité. Um manifesto contra Bolsonaro chegou a ser assinado por personalidades políticas de vários partidos, “com exceção da Reunião Nacional”, legenda da extrema direita, ressalta a matéria.

Depois da eleição de Bolsonaro, uma plataforma de troca de ideias e informações também foi lançada na França, a Rede Europeia pela Democracia (Red) do Brasil, ligada ao site americano US Network for Democracy in Brazil, criado em Nova York pelo especialista em ditadura militar brasileira, James Greene. Em, paralelo, uma iniciativa da Red, ONGs e associações foi aprovada pela prefeitura de Paris para criar um jardim público, no 10° distrito da capital que levará o nome de Marielle Franco.

Leitura de cartas para Lula

Le Monde também fala da grande expectativa para o próximo 25 de junho, quando juízes do Supremo devem analisar um novo recurso da defesa de Lula, que pede sua libertação. No mesmo dia, cerca de 50 artistas e intelectuais brasileiros e franceses lerão, no Teatro Monfort, em Paris, cartas escritas ao ex-presidente desde sua prisão. Com presença do cantor Chico Buarque, “a noite promete e o evento já está lotado”, conclui Le Monde.

// RFI BR

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Aula de spinning em academia no Canadá contaminou 61 pessoas com a COVID-19

Academias não são locais recomendados neste momento de pandemia, mesmo que alguns estabelecimentos estejam reabrindo com todas as medidas de segurança adequadas. Prova disso aconteceu recentemente em Hamilton, na província de Ontario, no Canadá, quando uma …

Estrela supergigante vermelha Betelgeuse é menor e está mais próxima da Terra

A estrela supergigante vermelha Betelgeuse, uma das mais brilhantes, é menor e está mais próxima da Terra do que se acreditava. "Estudos anteriores sugeriram que poderia ser maior que a órbita de Júpiter. Nossos resultados dizem …

Ao tentar desativar uma bomba imensa a Marinha da Polônia acidentalmente a explode

Uma enorme bomba da Segunda Guerra Mundial explodiu durante uma delicada operação na terça-feira para desativar o dispositivo de cinco toneladas em um canal perto do Mar Báltico, mas ninguém foi ferido, afirmaram autoridades polonesas. O …

Candidato a vereador vai plantar uma árvore para cada voto que receber em Dourados

O combate às mudanças climáticas e ao desmatamento para Franklin Schmalz, candidato pelo PSOL a vereador na cidade de Dourados, no Mato Grosso do Sul, é um compromisso direto e concreto, a ser posto em …

Líder nacionalista manobra para chegar ao poder após renúncia de presidente do Quirguistão

O presidente do Quirguistão, Sooronbai Jeenbekov, cedeu à pressão de manifestantes nacionalistas e anunciou sua renúncia nesta quinta-feira (15), após dez dias de uma crise política aberta pela vitória de dois partidos governistas nas …

Planetas semelhantes à Terra parecem ser "protegidos" por gigantes como Júpiter

A organização dos planetas rochosos não é aleatória e, ainda, parece depender de algumas condições iniciais — é o que indica um novo estudo feito por uma equipe internacional de astrônomos e liderado por Martin …

1º parque temático da Nintendo será inaugurado em 2021 com área dedicada a Super Mario

“It’s me, Mario!” O encanador mais famoso do mundo vai trazer seus tubos verdes e aventuras para o mundo real. O Universal Studios do Japão inaugura, em 2021, o Super Nintendo World, o primeiro parque de …

Na TV, Biden volta a mencionar Amazônia

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e seu rival democrata na corrida à Casa Branca, Joe Biden, responderam a perguntas do público em canais de televisão concorrentes na noite desta quinta-feira (15/10). Pela segunda vez …

Qual é a eficácia do toque de recolher na luta contra a Covid-19?

A partir de sábado (17), a França entra em uma nova fase da luta contra a epidemia de coronavírus. Na noite de quarta-feira (14), o presidente francês, Emmanuel Macron, anunciou medidas inéditas para tentar …

'Motivo de orgulho', diz Bolsonaro sobre operação que flagrou senador com dinheiro na cueca

Presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira (15) que a operação da Polícia Federal que encontrou dinheiro na cueca do vice-líder do governo no Senado, Chico Rodrigues (DEM-RR), era "motivo de orgulho". A declaração foi feita a …