Brasil é destaque entre as imagens premiadas na World Press Photo 2017

(dr) Lalo de Almeida / Folha de São Paulo / World Press Photo

O fotógrafo Lalo de Almeida ganhou o 2º lugar na categoria Assuntos Contemporâneos

O fotógrafo Lalo de Almeida ganhou o 2º lugar na categoria Assuntos Contemporâneos

Com dois fotógrafos premiados, o Brasil tem presença expressiva na 60ª edição da World Press Photo, exposição que reúne os mais impactantes registros do fotojornalismo mundial do ano anterior.

A mostra está aberta ao público na Caixa Cultural do Rio de Janeiro, única cidade brasileira a receber o evento realizado anualmente em 45 países.

A exposição World Press Photo 2017 pode ser visitada até 18 de junho, de terça-feira a domingo, das 10h às 21h, com entrada franca. A Caixa Cultural fica na Avenida Almirante Barroso, 25, no centro do Rio.

Fotógrafo do jornal Folha de S.Paulo, o brasileiro Lalo Almeida recebeu sua primeira premiação na World Press Photo, ao conquistar o 2º lugar na categoria Assuntos Contemporâneos com um ensaio sobre bebês com microcefalia, vítimas do vírus Zika no Nordeste. A matéria fez parte de um especial publicado pelo jornal em dezembro de 2016.

O brasileiro Felipe Dana, que trabalha para a agência Associated Press, ganhou o 3º lugar na categoria Notícias em Destaque com a imagem Batalha em Mosul, feita durante a ofensiva militar das forças aliadas para recuperar o controle da cidade iraquiana tomada pelo grupo terrorista Estado Islâmico.

(dr) Felipe Dana / The Associate Press / World Press Photo

O brasileiro Felipe Dana, que trabalha para a agência Associated Press, ganhou o 3º lugar na categoria Notícias em Destaque com a imagem "Batalha em Mosul"

O brasileiro Felipe Dana, que trabalha para a agência Associated Press, ganhou o 3º lugar na categoria Notícias em Destaque com a imagem “Batalha em Mosul”

A imagem vencedora do prêmio principal do World Press Photo 2017 também foi de um fato ocorrido no Oriente Médio. Um assassinato na Turquia, registrada em dezembro passado, mostra o policial Mevlut Mert momentos depois de ter atirado contra o embaixador da Rússia, Andrei Karlov, em uma sala de exposições de Ancara.

Na imagem, do turco Burhan Ozbilici, o assassino aparece com a pistola na mão e o dedo em riste. Na ocasião, ele gritava: “Não se esqueçam de Aleppo. Não se esqueçam da Síria”.

A decisão da maioria do júri de eleger esta imagem como a Foto do Ano causou polêmica, e o próprio presidente da comissão julgadora, Stuart Franklin, também fotógrafo, se opôs à escolha. Segundo ele, conceder o prêmio mais importante ao registro de um assassinato premeditado é amplificar a mensagem desse tipo de crime.

(dr) Burhan Ozbilici / The Associated Press / World Press Photo

Foto vencedora do World Press Photo 2017, do fotógrafo turco Burhan Ozbilici, durante o assassinato do embaixador russo Andrey Karlov

Foto vencedora do World Press Photo 2017, do fotógrafo turco Burhan Ozbilici, durante o assassinato do embaixador russo Andrey Karlov

Diretor-executivo da produtora Capadócia, responsável há dez anos pela realização da exposição no Brasil, Rafael Ferraz disse que as fotos selecionadas para a mostra transmitem o real conhecimento do que está acontecendo no mundo.

Não teríamos dimensão da crise dos refugiados se não fossem essas fotografias. Por isso, espero que exposição ajude das pessoas a se sensibilizarem e refletirem sobre os assuntos que estão afligindo o nosso planeta”, destacou.

São ao todo 154 imagens sobre temas variados, que vão das guerras, da política e da economia aos esportes, à cultura e ao meio-ambiente. Além de seus profissionais premiados, o Brasil também marca presença em dois registros feitos no país por fotógrafos estrangeiros.

O alemão Kai Oliver Pfaffenbach recebeu o 3º lugar na categoria Esporte por um registro feito nos Jogos Olímpicos Rio 2016, a imagem congelada do sorriso vitorioso do atleta jamaicano Usain Bolt na semifinal dos 100 metros rasos.

Também alemão, Peter Bauza foi premiado com o 3º lugar na categoria Assuntos Contemporâneos com uma série de fotos sobre a triste realidade dos moradores de um conjunto habitacional abandonado no bairro de Campo Grande, na zona norte do Rio.

Mais de 5 mil fotógrafos de 126 nacionalidades diferentes inscreveram um total de 80.408 imagens no concurso, o mais importante do fotojornalismo mundial. Os 45 fotógrafos premiados representam 25 países de todos os continentes.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

O que contribuiu em peso para o 'colapso maia'?

Pesquisas recentes reforçam a teoria de que o colapso de muitas das grandes cidades maias mesoamericanas estava relacionado a períodos prolongados de seca, alguns de até 200 anos. Nayelli Jiménez Cano, pesquisadora do Laboratório de Zooarqueologia …

Com 39% da população abaixo da linha da pobreza, Ruanda patrocina PSG e causa polêmica

O time de futebolParis Saint-Germain (PSG) divulgou nesta quarta-feira (4), uma parceria de três anos com o governo de Ruanda, sem especificar o valor. Em maio de 2018, o país africano já havia assinado um acordo …

Os pássaros estão encolhendo, e você nunca vai adivinhar por quê

De acordo com um novo estudo americano, devido a mudança climática, os pássaros estão encolhendo em tamanho, embora a envergadura de suas asas esteja ficando maior. “Descobrimos que quase todas as espécies estavam ficando menores. As …

Navio de combate alemão da 1ª Guerra Mundial é encontrado nas Malvinas

Um cruzador alemão, afundado pelos britânicos durante a Primeira Guerra Mundial em 8 de dezembro de 1914, foi achado perto da costa das ilhas Malvinas. Trata-se do SMS Scharnhorst, principal navio da esquadra do almirante Maximilian …

Impeachment de Trump avança nos EUA: entenda o caso em poucas palavras

Você já deve ter ouvido falar que a reação a um polêmico telefonema com um líder estrangeiro ameaça o futuro da Presidência de Donald Trump. O presidente americano enfrenta um inquérito de impeachment sob a acusação …

Twitter vai ser mais rígido com conteúdo adulto na internet e preocupa criadores

Desde o ano passado tem sido mais difícil para os criadores de páginas com o perfil NSFW (Not Safe for Work ou não seguro para ver no trabalho — impróprio, em tradução livre) ter seus …

Otan tenta exibir união, enquanto líderes são flagrados falando de Trump

Chefes de Estado e de Governo de 29 países participaram nesta quarta-feira (4) do segundo dia da cúpula de aniversário de 70 anos da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), em Watford, nos arredores …

Radar aéreo descobre um navio viking em uma fazenda

Um estudo do Instituto Norueguês de Pesquisa do Patrimônio Cultural (NIKU) descobriu um navio viking em uma fazenda usando radar aéreo. O achado foi uma surpresa e um golpe de sorte, uma vez que este local …

Casamentos entre pessoas do mesmo sexo saltam 61,7% no Brasil

O número de casamentos realizados entre pessoas do mesmo sexo em 2018 aumentou 61,7% em relação ao ano anterior, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (04/12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com …

Uber do entulho te ajuda a descartar resíduos corretamente

O lixo é definitivamente um problema contemporâneo de dimensões globais – e não só a qualidade, o material ou o destino desse lixo, mas também a forma de descarta-lo. Dos 387 quilos de resíduos que o …