Loja queima mais de R$ 140 milhões em produtos para “proteger” a marca

A famosa marca de luxo britânica queimou roupa, acessórios e perfumes que não foram vendidos em 2017, no valor de 32 milhões de euros (cerca de R$ 142 milhões), para proteger a marca.

Segundo a BBC, nos últimos cinco anos, o valor total de produtos destruídos pela famosa marca de luxo britânica ultrapassa os 90 milhões de libras, cerca de R$ 445 milhões.

Essa é uma prática comum para este tipo de marca de luxo, que optam por destruir os artigos não vendidos para evitar que sejam vendidos a preços mais baixos, o que levaria a uma degradação da imagem da marca.

Em sua defesa, a Burberry revelou que o dióxido de carbono liberado durante o processo foi capturado e reservado, tornando a ação “ambientalmente sustentável”.

“A Burberry tem procedimentos cuidadosos para minimizar o excesso de estoque que produzimos. Nas ocasiões em que a destruição dos produtos é necessária, fazemos isso de forma responsável e continuamos a procurar formas de reduzir e revalorizar o nosso lixo”, explicou um porta-voz da empresa britânica.

A empresa afirmou que o ano passado foi atípico, pois teve que destruir uma grande quantidade de perfumes depois de assinar um contrato com a empresa norte-americana Coty, que produziu novos estoques e, por isso, a Burberry teve de destruir 10 milhões de libras em produtos antigos, sobretudo perfumes, ou seja, quase R$ 50 milhões.

Nos últimos anos, a Burberry tem se esforçado para tornar a marca novamente “exclusiva”, depois de um período em que muitos falsificadores “colocavam a etiqueta da marca em tudo o que podiam”, explica Maria Malone, que dá aulas sobre a indústria da moda na Manchester Metropolitan University, no Reino Unido.

“A marca faz isso para que o mercado não seja inundado por promoções. Não querem que os produtos da Burberry caiam nas mãos de quem possa vendê-los com desconto e desvalorizem a marca“, acrescenta.

A Burberry não é a única empresa a ter que lidar com o excesso de produtos não vendidos. Outro exemplo é a Richemont, dona das marcas Cartier e Montblanc, que teve de recomprar relógios no valor de 480 milhões de euros nos últimos dois anos. Analistas dizem que parte dos relógios seria reciclada e o restante seria jogado fora.

Ambientalistas criticam

Os ambientalistas criticam o lixo gerado nesse processo. “Apesar dos preços altos, a Burberry não demonstra respeito pelos próprios produtos, pelo trabalho duro e pelos recursos naturais usados para fabricá-los”, diz Lu Yen Roloff, da Greenpeace.

“A crescente quantidade de estoques excedentes indica que há sobreprodução e, em vez de diminuir a produção, as marcas queimam roupas e produtos em perfeitas condições”.

É um segredo sujo da indústria da moda. A Burberry é só a ponta do iceberg”.

Tim Jackson, diretor da Escola Britânica de Moda no campus de Londres da Glasgow Caledonian University, diz que marcas de moda como a Burberry vivem um paradoxo.

Para satisfazer acionistas, tem de continuar a se expandir, mesmo sob o risco de “diluir sua identidade e criar excesso de estoque. Essas marcas nunca terão como solucionar o problema”, declara.

Em novembro do ano passado, a Burberry anunciou uma ação para “reenergizar” seus produtos. Isso incluía elevar o status da marca, fechar lojas que não estivessem em locais “estratégicos” e criar um centro de excelência para itens de couro de luxo.

A empresa também cortou gastos, o que ajudou a aumentar os lucros. No seu último ano fiscal, fechado em 31 de março, a empresa reportou um crescimento de 5% nos lucros, que chegaram a 414 milhões de libras, com as vendas atingindo 2,7 bilhões de libras.

Ciberia // BBC / ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Sonda da NASA captou o som do vento em Marte

A sonda InSight da NASA pousou em Marte em 26 de novembro, tendo a missão de estudar o interior do Planeta Vermelho. Por enquanto, nos presenteou com o som do vento no nosso planeta vizinho. No …

Voyager 2 da NASA já entrou no espaço interestelar

Pela segunda vez na história, um objeto feito pelo homem alcançou o espaço entre as estrelas. A sonda Voyager 2 da NASA saiu da heliosfera – a bolha protetora de partículas e campos magnéticos criada …

Freiras desviam 500 mil de escola católica para jogar em Las Vegas

Duas freiras norte-americanas admitiram terem desviado fundos escolares estimados em 500 mil de dólares para realizarem viagens aos cassinos de Las Vegas, anunciou esta semana a arquidiocese de Los Angeles. O desvio de fundos destinados a …

Uma selfie em meio aos protestos em Paris: “metáfora do nosso tempo”

Uma foto do jornalista russo Ilya Varlamov está correndo o mundo, sendo considerada por muitos internautas como um documento que “capta de forma precisa o espírito da nossa era”. A imagem de uma jovem tirando uma selfie …

Experiências de quase-morte: luz no fim do túnel pode ter explicação

Pessoas que estiveram à beira da morte afirmam ter visto uma luz branca brilhante no fim de um túnel e encontrado familiares ou animais de estimação. Apesar do tom sobrenatural, a ciência consegue explicar o …

Setenta anos depois, teste de DNA reúne mãe e filha pela primeira vez

Genevieve achava que sua bebê recém-nascida tinha morrido no parto. Mas não: foi adotada por uma família da Califórnia que mentiu sobre suas origens. Agora, mãe e filha se conheceram graças a um teste de …

“Lobisomem da Sibéria”: maior assassino em série da Rússia era policial e matou 78 mulheres

Um ex-policial russo, já condenado a prisão perpétua pela morte de 22 mulheres, foi sentenciado nesta segunda-feira (10) na Sibéria por mais 56 homicídios, o que o torna no maior assassino em série da história …

Pacto Global para Migração da ONU é aprovado por mais de 150 países

O Pacto Global para uma Migração Segura, Ordenada e Regular das Nações Unidas (ONU) foi aprovado nesta segunda-feira (10) por mais de 150 países presentes na conferência intergovernamental da organização na cidade marroquina de Marraquexe. A …

Brasileiro é eleito para Associação Internacional de Seguridade Social

O secretário de Previdência Social do Ministério da Fazenda, Marcelo Abi-Ramia Caetano, foi eleito para o cargo de secretário-geral da Associação Internacional de Seguridade Social (2019-2024). Ele será o primeiro brasileiro a ocupar a posição. Em …

Professora diz aos alunos que o Papai Noel não existe (e é demitida)

Uma professora substituta, em uma cidade norte-americana, já não vai voltar a ser chamada para dar aulas – além do Papai Noel, ela também “matou” o Coelhinho da Páscoa e a Fada do Dente. Por todo …