Caso de violência doméstica denunciado com vídeo nas redes sociais choca o Peru

Arrastada pela rua pelo companheiro, em plena luz do dia, a jovem Micaela de Osma se tornou o trágico símbolo da violência contra as mulheres no Peru. Tudo porque seu caso foi registrado em vídeo e divulgado nas redes sociais.

A violência contra as mulheres é um tema recorrente no Peru, mas o caso de Micaela de Osma, de 23 anos, está chocando particularmente o país porque foi filmado por uma vizinha e divulgado nas redes sociais.

As imagens mostram a jovem sendo arrastada pelo parceiro no meio da rua, em plena luz do dia, no bairro de Miraflores na capital peruana, Lima. Trata-se de um bairro onde vivem pessoas de classe alta, o que torna o caso ainda mais midiático.

Micaela de Osma apresentou queixa contra o namorado, o que é mais um dado peculiar, já que, na maioria dos casos, as mulheres não recorrem à polícia por medo dos agressores.

Ela contou que, antes de ser arrastada pela rua, o namorado a ameaçou com uma faca, durante uma crise de ciúmes, porque queria que ela lhe desse a senha do seu celular, segundo relata a BBC.

Micaela ainda conseguiu fugir, mas ele a alcançou e a arrastou pela calçada de volta ao apartamento onde viviam.

Martín Forsyth, de 29 anos, acabou preso no mesmo dia da agressão e foi acusado de tentativa de feminicídio. Mas ficou detido por apenas 48 horas, o máximo permitido por lei para este tipo de caso, refere a BBC Mundo.

O jornal peruano La República apurou que Martín Forsyth já tinha se envolvido em outra agressão a Micaela de Osma, na rua, em 2015, em uma situação que levou à chamada da polícia. Mas, na época, como manifestou arrependimento, não foi alvo de qualquer sanção.

Jornalista acusa comentarista de agressões

O caso de Micaela de Osma gerou uma onda de indignação no Peru e a ministra da Mulher e dos Povos Vulneráveis (MIMP), Ana María Choquehuanca, já pediu penas mais duras para os agressores, criticando a legislação atual.

O país vive mais dois casos midiáticos de violência contra mulheres. Um deles é o de uma jovem que ficou desfigurada depois de ter sido agredida pelo companheiro. O outro é protagonizado pela jornalista Lorena Álvarez que acusou o ex-companheiro, o comentarista econômico e reconhecido acadêmico Juan Mendoza, de agressões físicas e psicológicas.

Juan Mendoza nega as agressões que Lorena Álvarez revelou publicamente, e de forma muito emocionada, em uma entrevista televisiva.

Entretanto, o movimento “Ni una menos Perú” (“Nem uma a menos”), plataforma digital que recebe denúncias de violência contra mulheres e que as reporta às autoridades, já anunciou que vai organizar uma marcha contra a violência de gênero, no próximo dia 25 de novembro.

O movimento já organizou outras manifestações com o mesmo objetivo, no passado, com grande adesão da sociedade peruana.

Entre janeiro e junho de 2017, 59 mulheres foram assassinadas no Peru e 123 foram alvo de tentativas de homicídio. E mais de dois terços (68%) das mulheres peruanas foram alvo de algum tipo de violência física, psicológica ou sexual por parte dos parceiros, de acordo com dados do Instituto Nacional de Estatísticas peruano.

O Peru tem o terceiro maior índice de casos de violência sexual do mundo, sendo, em paralelo, o país da América Latina com a mais elevada taxa de abandono escolar por causa de gravidezes precoces.

Ciberia // ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA:

Astrônomos criam o mais preciso mapa do passado do Universo

Neste mês, um time de astrônomos apresentou o que é considerado o maior mapa 3D da evolução do universo. A imagem foi divulgada no European Week of Astronomy and Space Science, evento que aconteceu em …

"Mulher das cavernas" descobre 5 novas espécies de pseudo-escorpiões

Ao longo da última década, a portuguesa Ana Sofia Reboleira já descobriu 49 espécies. Dessa vez, a bióloga da Universidade de Aveiro (norte de Portugal) descobriu cinco novas espécies de pseudo-escorpiões. Os novos pseudo-escorpiões descobertos por …

DJ sueco Avicii morre aos 28 anos

O DJ sueco Tim Bergling, mais conhecido como Avicii, foi encontrado morto na cidade de Mascate, no Omã, na tarde desta sexta-feira (20). As informações são de sua agente, Diana Baron. "É com profundo pesar que …

Durante 17 anos, John foi professor - sem nunca ter aprendido a ler

John Corcoran é um professor norte-americano que lecionou durante 17 anos, sem nunca ter aprendido a ler. A história podia ter saído de um filme, mas é real. John Corcoran teve uma infância comum no Novo …

Disney exclui personagem de “Mulan” por ser visto como ícone bissexual

A Disney decidiu eliminar Li Shang do remake do filme “Mulan” porque, ao longo dos anos, a personagem tem sido vista como um ícone bissexual. Segundo o Independent, os fãs da Disney e de “Mulan”, filme …

Menor país do hemisfério sul vai mudar de nome

A Suazilândia, que se localiza na África Austral e faz fronteira com Moçambique e a África do Sul, é o menor país do hemisfério sul. No 50º aniversário da independência da nação, o rei Mswati III …

Banco transfere R$ 120 bilhões por engano

No âmbito de uma operação de negociação de derivados, o banco alemão Deutsche Bank transferiu acidentalmente 28 bilhões de euros (cerca de R$ 120 bilhões). Depois da troca recentemente na liderança do Deutsche Bank, o banco …

Transição no poder em Cuba é “ilegítima”, acusa secretário-geral da OEA

A transição no poder em Cuba “é ilegítima”, considerou o secretário-geral da Organização de Estados Americanos (OEA). Declaração foi dada no mesmo dia que a ilha escolheu o novo presidente, Miguel Díaz-Canel, o primeiro em …

Civilização industrial do tempo dos dinossauros é procurada por cientistas

Seres reptilianos e inteligentes chamados Silurianos viveram na Terra, muito antes de a humanidade aparecer. Certeza na ficção científica de “Doctor Who”, hipótese teórica de uma pesquisa que envolve o diretor do Instituto Goddard da …

“Elon Musk” russo é violado e torturado até a morte na prisão

O empreendedor Valery Pshenichny, conhecido como o Elon Musk russo, foi acusado de roubar 100 milhões de rublos – cerca de R$ 4,2 milhões. A coluna quebrada, sinais de choques elétricos, asfixia, sinais de facadas e …