Caso de violência doméstica denunciado com vídeo nas redes sociais choca o Peru

Arrastada pela rua pelo companheiro, em plena luz do dia, a jovem Micaela de Osma se tornou o trágico símbolo da violência contra as mulheres no Peru. Tudo porque seu caso foi registrado em vídeo e divulgado nas redes sociais.

A violência contra as mulheres é um tema recorrente no Peru, mas o caso de Micaela de Osma, de 23 anos, está chocando particularmente o país porque foi filmado por uma vizinha e divulgado nas redes sociais.

As imagens mostram a jovem sendo arrastada pelo parceiro no meio da rua, em plena luz do dia, no bairro de Miraflores na capital peruana, Lima. Trata-se de um bairro onde vivem pessoas de classe alta, o que torna o caso ainda mais midiático.

Micaela de Osma apresentou queixa contra o namorado, o que é mais um dado peculiar, já que, na maioria dos casos, as mulheres não recorrem à polícia por medo dos agressores.

Ela contou que, antes de ser arrastada pela rua, o namorado a ameaçou com uma faca, durante uma crise de ciúmes, porque queria que ela lhe desse a senha do seu celular, segundo relata a BBC.

Micaela ainda conseguiu fugir, mas ele a alcançou e a arrastou pela calçada de volta ao apartamento onde viviam.

Martín Forsyth, de 29 anos, acabou preso no mesmo dia da agressão e foi acusado de tentativa de feminicídio. Mas ficou detido por apenas 48 horas, o máximo permitido por lei para este tipo de caso, refere a BBC Mundo.

O jornal peruano La República apurou que Martín Forsyth já tinha se envolvido em outra agressão a Micaela de Osma, na rua, em 2015, em uma situação que levou à chamada da polícia. Mas, na época, como manifestou arrependimento, não foi alvo de qualquer sanção.

Jornalista acusa comentarista de agressões

O caso de Micaela de Osma gerou uma onda de indignação no Peru e a ministra da Mulher e dos Povos Vulneráveis (MIMP), Ana María Choquehuanca, já pediu penas mais duras para os agressores, criticando a legislação atual.

O país vive mais dois casos midiáticos de violência contra mulheres. Um deles é o de uma jovem que ficou desfigurada depois de ter sido agredida pelo companheiro. O outro é protagonizado pela jornalista Lorena Álvarez que acusou o ex-companheiro, o comentarista econômico e reconhecido acadêmico Juan Mendoza, de agressões físicas e psicológicas.

Juan Mendoza nega as agressões que Lorena Álvarez revelou publicamente, e de forma muito emocionada, em uma entrevista televisiva.

Entretanto, o movimento “Ni una menos Perú” (“Nem uma a menos”), plataforma digital que recebe denúncias de violência contra mulheres e que as reporta às autoridades, já anunciou que vai organizar uma marcha contra a violência de gênero, no próximo dia 25 de novembro.

O movimento já organizou outras manifestações com o mesmo objetivo, no passado, com grande adesão da sociedade peruana.

Entre janeiro e junho de 2017, 59 mulheres foram assassinadas no Peru e 123 foram alvo de tentativas de homicídio. E mais de dois terços (68%) das mulheres peruanas foram alvo de algum tipo de violência física, psicológica ou sexual por parte dos parceiros, de acordo com dados do Instituto Nacional de Estatísticas peruano.

O Peru tem o terceiro maior índice de casos de violência sexual do mundo, sendo, em paralelo, o país da América Latina com a mais elevada taxa de abandono escolar por causa de gravidezes precoces.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Senado oficializa criação da CPI da Pandemia

Presidente do Senado diz que foco deve estar nas ações e omissões do governo federal e no repasse de recursos da União para estados e municípios. STF julgará determinação do ministro Barroso que ordenou abertura …

Bernie Madoff, maior golpista da história, morre em prisão norte-americana, diz relato

Bernard Madoff, o ex-financista que realizou a maior fraude de investimento na história dos Estados Unidos, morreu aos 82 anos de idade, de acordo com relatos da mídia. Em 2009, o notório financista recebeu uma sentença …

Salvator Mundi, obra mais cara de Da Vinci avaliada em R$2,6 bi, é vista em iate de príncipe

A obra de arte mais cara do mundo é ‘Salvator Mundi’, atribuída a Leonardo da Vinci. Com valor estimado em mais de 400 milhões de dólares ou superior aos 2,6 bilhões de reais, seu paradeiro …

Variante indiana da Covid-19 se propaga mais rápido e é menos detectada por testes PCR

A Índia enfrenta a pior onda de contaminações da Covid-19 desde o início da pandemia, com mais de 165 mil casos registrados nas últimas 24 horas: duas vezes mais do que no último pico, em …

Tipo sanguíneo não afeta risco de contrair COVID-19, diz novo estudo

Um estudo buscou entender se determinados tipos sanguíneos trazem mais riscos de contrair a COVID-19, e concluiu que não é o caso. Com a pandemia, muito se questiona em relação ao comportamento da COVID-19 em nosso …

Buracos negros são famintos, mas possuem boas maneiras à 'mesa', aponta estudo

Todos os buracos negros supermassivos nos centros das galáxias possuem períodos nos quais devoram a matéria situada de seus arredores. De acordo com um estudo publicado na revista científica Astronomy & Astrophysics, as galáxias ativas têm …

Pnad e Caged: No auge do desemprego, Brasil enfrenta falhas nas estatísticas do mercado de trabalho que confundem e desorientam

Num momento em que o país tem registrado números diários de mortes por covid-19 que ultrapassam 4 mil e diversos Estados e municípios reforçam medidas de distanciamento social, na tentativa de conter a propagação do …

Jovem negro de Minnesota morreu por “disparo acidental”, afirma polícia

Policial teria confundido arma de descarga elétrica com arma de fogo. Incidente em meio a julgamento da morte de George Floyd acirra tensões e agrava protestos. Mineápolis e outras cidades ampliam toque de recolher. A policial …

Bia, assistente de voz do Bradesco, vai responder mensagens de assédio

O Bradesco precisou tomar providências para proteger uma mulher de assédio. No caso, uma mulher que nem existe fisicamente. A mulher que dá voz ao sistema de inteligência artificial do aplicativo, a Bia (sigla para Bradesco …

Covid-19: Médicos pressionam governo francês para aumentar controles de pessoas vindas do Brasil

Especialistas acreditam que medidas do governo francês para frear entrada de variante P1 no país são insuficientes e pressionam para aumento de controles de passageiros provenientes do Brasil nos aeroportos ou pela suspensão dos …