Ex-presidente do Peru é alvo de novo pedido de prisão em caso Odebrecht

World Economic Forum / Flickr

O ex-presidente do Perú, Alejandro Toledo Manrique

O ex-presidente do Peru, Alejandro Toledo Manrique

O ex-presidente do Peru Alejandro Toledo foi alvo ontem de um segundo pedido de prisão em seu país pelo crime de lavagem de dinheiro nas milionárias compras de imóveis que teria feito com propinas pagas pela Odebrecht, informou o jornal “La República”.

Toledo, que ficou no poder entre 2001 e 2006, já tem contra si uma ordem internacional de prisão por 18 meses enquanto é investigado por seu envolvimento no escândalo de corrupção envolvendo a empreiteira brasileira – ele é acusado de ter recebido cerca de US$ 20 milhões da companhia.

O novo pedido, feito pela procuradora Rosana Villar, da Primeira Procuradoria Supraprovincial de Crimes de Lavagem de Dinheiro, também inclui a esposa do ex-presidente, Eliane Karp, e o empresário israelense Josef Maiman, suposto testa de ferro de Toledo; assim como o ex-chefe de segurança de Palacio de Governo Avraham Dan On.

A solicitação será avaliada nos próximos dias pelo 16º Tribunal Penal de Lima, a cargo do juiz Abel Concha.

Toledo é investigado desde 2013 por lavagem de dinheiro no Peru devido a aquisições de imóveis feitas no nome de sua sogra, Eva Fernenbug, com dinheiro da empresa Ecoteva, criada na Costa Rica por Maiman.

Segundo o jornal, a procuradora alega que o dinheiro da Ecoteva procede dos pagamentos ilícitos da Odebrecht a Toledo, realizados em contas bancárias de Maiman. O israelense é suspeito de inicialmente transferir os recursos a contas de “offshores”, que depois os repassariam à empresa de origem costa-riquenha, investigada no Peru há quatro anos

O ex-presidente estaria na Califórnia (EUA), onde vive, sem que a Justiça americana aplique a ordem de prisão, apesar de já ter passado mais de um mês desde que ela foi recebida pela Interpol.

Toledo é a primeira grande figura da política peruana a ser acusada de envolvimento no caso Odebrecht no país. A empreiteira admitiu à Justiça americana ter pagado US$ 29 milhões em propinas a funcionários públicos peruanos entre 2005 e 2014.

Esse período inclui os mandatos presidenciais de Toledo (2001-2006), Alan García (2006-2011) e Ollanta Humala (2011-2016).

// EFE

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Colin Powell, ex-secretário de Estado dos EUA, morre aos 84 anos

Primeiro negro a ocupar topo da diplomacia e da máquina militar americana, ex-general teve papel de destaque na Guerra do Golfo e arranhou sua credibilidade ao apoiar a invasão do Iraque uma década depois. Colin Powell, …

Criminosos usam escaneamento por código do próprio usuário para 'sequestrar' contas do WhatsApp

Em 2019, um relatório divulgado pelo laboratório de pesquisa da empresa de segurança virtual Eset alertou que uma das formas crescentes de sequestro de contas do WhatsApp era feita por meio de um ataque conhecido …

EUA: Manobras de Trump bloqueiam investigação sobre invasão do Capitólio

Vários parceiros e associados do ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se recusaram a comparecer à comissão da Câmara que investiga a invasão de 6 de janeiro de 2021 contra o Capitólio, sede do …

Dor nos olhos após COVID-19: cientistas explicam causa de complicação inesperada do vírus

Uma pesquisa de cientistas alemães mostrou que o coronavírus pode penetrar nos olhos e infectar os fotorreceptores e células ganglionares na retina. Isso pode ser uma causa de problemas com os olhos após a COVID-19. Os …

Estudo mostra como mudanças climáticas afetarão a energia hidrelétrica no Brasil

Um novo relatório publicado pela Global Environmental Change revela que, nas próximas décadas, as reduções de precipitação e vazão dos rios na região amazônica — a maior bacia hidrográfica do mundo e uma forte candidata …

Merkel é premiada por compromisso com a União Europeia

"Somente uma Europa unida é uma Europa forte", diz a líder alemã ao receber o prêmio Carlos 5º. Rei espanhol destaca pragmatismo e confiabilidade da chanceler federal, descrevendo-a como uma "mulher extraordinária". Prestes a deixar o …

França: crianças pobres são ainda mais vulneráveis à poluição do ar, aponta relatório

O Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) e a rede mundial Climate Action Network International, que reúne associações que lutam contra o aquecimento global, divulgaram, nesta quinta-feira (14), o relatório "Injustiça social …

'Love is in the Bin': a obra semidestruída de Banksy vendida a R$ 121 milhões em leilão

Uma obra de arte de Banksy que se autodestruiu parcialmente em um leilão anterior foi arrematada agora a um preço recorde de 16 milhões de libras (cerca de R$ 121 milhões). Love is in the Bin …

EUA tentam virar a página da era Trump e voltam ao Conselho de Direitos Humanos da ONU

Os Estados Unidos voltaram, nesta quinta-feira, ao Conselho de Direitos Humanos da ONU, órgão que o país havia deixado durante o mandato de Donald Trump. O retorno mostra a vontade de Washington de fazer …

Explosões deixam vários mortos em mesquita no Afeganistão

Ao menos 33 pessoas morrem após explosões em mesquita xiita durante a oração de sexta-feira. Testemunha diz ter visto homens-bomba. Incidente ocorre dias depois de ataque do "Estado Islâmico" contra xiitas no país. Fortes explosões atingiram …