Cavidade de grandes proporções ameaça geleira na Antártida

James Yungel / NASA ICE

A geleira Thwaites fica na Antártida Ocidental

Radares revelam enorme cavidade sob o gelo, o que indica que pesquisadores vinham subestimando ritmo de derretimento de geleira do tamanho da Flórida que é responsável por 4% do atual aumento do nível do mar.

Cientistas descobriram uma imensa cavidade na base da geleira Thwaites, na Antártida Ocidental, cuja acelerada taxa de crescimento surpreendeu. Segundo estudo publicado nesta semana pela revista científica Science Advances, a cavidade tem quatro quilômetros de largura, dez quilômetros de extensão e 350 metros de altura.

Os cientistas já suspeitavam da existência de vãos entre a geleira e a base rochosa do Thwaites, por onde passa água do oceano que derrete o gelo de baixo para cima. Contudo, satélites com radares capazes de penetrar o gelo revelaram um espaço muito maior que o esperado.

“O tamanho de uma cavidade abaixo de uma geleira tem um papel importante no derretimento”, disse o principal autor do estudo, Pietro Mililo, do Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa. “Quanto mais calor e água conseguem chegar embaixo da geleira, mais rápido ele derrete.”

Parte do projeto Operation IceBridge, da Nasa, os satélites mostraram que a cavidade tem capacidade para abrigar 14 bilhões de toneladas de gelo, mas a maior parte dele derreteu nos últimos três anos.

Também foram usadas espaçonaves italianas e alemãs equipadas com radares que conseguem medir as mudanças sob a geleira por comparação entre imagens. O uso das ferramentas mostrou que a geleira está descolando da sua base rochosa desde 1992.

Anteriormente, os modelos usados pelos cientistas usavam uma forma fixa para representar a cavidade, sem considerar alterações e aumento de tamanho, o que os levava a subestimar a velocidade do derretimento.

Com tamanho total semelhante ao do estado da Flórida, nos Estados Unidos, a geleira é atualmente responsável por cerca de 4% do aumento do nível do mar. Caso ele derreta totalmente, o mar subiria 65 centímetros. Se o mesmo ocorrer com geleiras vizinhas que atualmente são contidos pelo Thwaites, o avanço seria de 2,4 metros.

“Entender os detalhes de como o oceano derrete essa geleira é essencial para projetar o seu impacto no aumento do nível do mar nas próximas décadas”, disse o coautor do estudo Eric Rignot, da Universidade da Califórnia e do Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …