China constrói campos de refugiados na fronteira com a Coreia do Norte

United Nations / Flickr

Xi Jinping, o presidente da China

A China, que sempre defendeu uma solução pacífica para a crise da Coreia do Norte, pode estar se preparando para um eventual conflito militar ou para a queda do regime de Kim Jong-un. Isto numa altura em que surgem versões contraditórias quanto à estratégia dos EUA para o problema.

Vários órgãos de informação internacional afirmam que a China está construindo campos para refugiados próximo à fronteira com a Coreia do Norte. O jornal britânico The Guardian cita um “documento interno” de uma empresa de telecomunicações, contratada para instalar internet nos tais campos, que menciona, pelo menos, cinco instalações.

“Devido a tensões transfronteiriças, o comitê do partido comunista e o governo do estado de Changbai propuseram a instalação de cinco campos de refugiados no país”, refere o documento que teria circulado pela internet.

Oficialmente, a China não confirmou os dados, mas também não os desmentiu.

Analistas internacionais veem as movimentações chinesas como um possível sinal de que o país está se preparando para uma guerra, ou para a queda do regime de Kim Jong-un.

“As tensões estão altas na península coreana. Está à beira da guerra”, avisa o especialista na questão norte-coreana da Universidade Renmin, em Pequim, Cheng Xiaohe, citado pelo The Guardian. “Como uma grande potência e um país vizinho, a China deve fazer planos para todas as eventualidades”, diz também Xiaohe.

Nesta semana, durante uma coletiva em Washington, o Secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, admitiu conversas adiantadas com os chineses, para a análise de “cenários conjuntos” quanto à questão norte-coreana.

Tillerson revelou também que os EUA já se comprometeram a se afastar das fronteiras entre a China e a Coreia do Norte, prometendo intervir apenas no processo das armas nucleares.

Administração Trump desmente Secretário de Estado

O Secretário de Estado dos EUA abriu igualmente a porta ao “diálogo direto” e “sem condições prévias” com a Coreia do Norte. A posição seria uma reviravolta na estratégia levada a cabo, até agora, pelos norte-americanos, mas foi já desmentida pela Casa Branca e pelo Departamento de Estado.

“A política não mudou”, destaca a porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert, citada pela CNN. “Continuamos abertos ao diálogo quando a Coreia do Norte estiver disposta a conduzir um diálogo credível sobre uma desnuclearização pacífica da península coreana”, diz a responsável.

A assessora de imprensa da Casa Branca, Sarah Sanders, reafirmou a posição, em e-mail enviado à CNN.

As declarações são uma espécie de desautorização pública do Secretário de Estado, cuja continuidade no cargo vem sendo posta em causa. A ABC News dá conta de um suposto “plano” da Casa Branca para substituir Rex Tillerson pelo diretor do FBI, Mike Pompeo.

Enquanto decorrem estas divergências no seio da administração Trump, a China tem se desdobrado em conversas diplomáticas com a Rússia, a propósito da questão norte-coreana. Chineses e russos trocaram perspectivas quanto a “passos conjuntos”, revelou o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, citado pela Reuters.

O tema também vai estar no centro da conversa entre o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-In, e o presidente chinês, Xi Jinping. Na primeira visita oficial do presidente sul-coreano a Pequim, Jae-In falou do desejo de que comece “uma nova era” nas tensas relações entre os dois países, conforme cita o Financial Times.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Mudanças climáticas: cientistas treinam vacas para usar banheiro contra aquecimento global

Vacas podem ser treinadas para usar um banheiro para reduzir as emissões de gases de efeito estufa, segundo uma experiência realizada na Alemanha por pesquisadores alemães e da Nova Zelândia. No estudo, os cientistas treinaram os …

Reprovação a Bolsonaro volta a subir, afirma Datafolha

O Instituto Datafolha apurou que a reprovação ao governo do presidente Jair Bolsonaro aumentou ainda mais, passando para 53% entre as pessoas consultadas, segundo uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira (17/02) pelo jornal Folha de S. …

Empresa norueguesa assegura que pode 'eliminar' furacões antes que se tornem destrutivos

Especialistas ambientais advertem que o sistema de cortina de bolhas proposto pela empresa poderia ela própria provocar efeitos indesejados. A OceanTherm, startup norueguesa, assegura que sua tecnologia pode evitar que as tempestades tropicais se tornem poderosos …

Limitar aquecimento global a 1,5ºC exige redução drástica de gases poluentes, mostra relatório

Manter a temperatura da Terra a 1,5°C será impossível sem uma redução massiva das emissões de gases poluentes. É o que mostra um novo relatório divulgado pela ONU nesta quinta-feira (16). O documento "United …

Alemanha libera entrada para brasileiros que apresentem teste negativo

A Alemanha vai deixar de considerar o Brasil como área de alto risco na pandemia do novo coronavírus a partir deste domingo, anunciou nesta sexta-feira (17/09) o Instituto Robert Koch (RKI), a agência governamental alemã …

Assembleia-Geral da ONU: exigência de vacina ainda não está decidida, mas é improvável que Bolsonaro seja barrado

Perdeu força a possibilidade de que líderes de países tenham que comprovar que se vacinaram contra a covid-19 para participar da 76ª Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), que acontece na semana que vem …

Submarinos: França perde o "contrato do século" para a Austrália, que opta por EUA e Reino Unido

O jornal econômico Les Echos estampa em sua primeira página desta quinta-feira (16) uma notícia, ainda no condicional, que se concretizaria durante a madrugada: "A Austrália desiste de uma encomenda de 12 submarinos franceses …

VSR: o pouco conhecido vírus que se espalha entre crianças no mundo e também no Brasil

No início de 2021, a equipe do Hospital Infantil de Maimonides, no Brooklyn, em Nova York (EUA), começou a experimentar uma cautelosa sensação de alívio. Os casos de covid-19 na cidade estavam em queda. Como …

Com popularidade em queda, premiê britânico Boris Johnson reforma equipe de governo

Após semanas de boatos, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, decidiu modificar o governo nesta quarta-feira para formar uma "equipe unida" e enfrentar os desafios depois de um ano e meio de pandemia e em …

Relatório lista mais de uma dezena de crimes atribuídos a Bolsonaro

Um grupo de juristas liderados pelo ex-ministro da Justiça Miguel Reale Júnior entregou nesta terça-feira (14/09) à CPI da Pandemia um relatório de 226 páginas com possíveis crimes cometidos pelo presidente Jair Bolsonaro durante a …