Astrônomos encontram restos de antigos mini-planetas na órbita de Marte

Marte partilha a sua órbita com um conjunto de asteroides pequenos, chamados troianos. Agora, uma equipe internacional de astrônomos descobriu que a maioria desses objetos são restos de mini-planetas que foram destruídos por colisões.

Os asteroides troianos se movem em órbitas com a mesma distância média do Sol do que um planeta. Pensa-se que remontem aos primórdios do Sistema Solar, quando a distribuição de planetas, asteroides e cometas era muito diferente da atual.

Marte é, até agora, o único planeta terrestre que se sabe ter companheiros troianos em órbitas estáveis. O primeiro troiano marciano foi descoberto há mais de 25 anos e foi denominado “Eureka” em referência à exclamação do matemático grego Arquimedes.

Apostolos Christou

À esquerda, os percursos traçados pelos troianos de Marte em relação ao planeta e ao Sol. À direita, ampliação da inserção (retângulo) que mostra os percursos dos 8 troianos em L5: 1998 VF31 (a azul), Eureka (vermelho), e os 6 objetos identificados como membros da família.

À esquerda, os percursos traçados pelos troianos de Marte em relação ao planeta e ao Sol. À direita, ampliação da inserção (retângulo) que mostra os percursos dos 8 troianos em L5: 1998 VF31 (a azul), Eureka (vermelho), e os 6 objetos identificados como membros da família.

Para começar, todos os troianos, exceto um, seguem Marte no seu ponto de Lagrange L5 (à frente do planeta). Além do mais, as órbitas de todos menos um dos 8 troianos em L5 estão agrupadas ao redor do próprio Eureka.

Em algum ponto da história do Sistema Solar, uma colisão destruiu um asteroide percursor no ponto L5, e os fragmentos constituem o grupo que observamos hoje. Outra possibilidade é que um processo chamado fissão rotacional fez com que Eureka girasse mais depressa, libertando pequenos pedaços de si próprio para uma órbita heliocêntrica.

Qualquer que seja a razão, o grupo sugere fortemente que os asteroides nesta “família Eureka” fizeram parte de um único objeto ou de um corpo progenitor. Embora as provas circunstanciais desta hipótese sejam fortes, o teste está em desvendar se os asteroides compartilham uma composição comum ou não.

A equipe internacional de astrônomos liderados por Apostolos Christou e Galin Borisov do Observatório e Planetário Armagh, na Irlanda do Norte (Reino Unido), usou o espectrógrafo X-SHOOTER acoplado ao telescópio “Kueyen”, a Unidade 2 do VLT do ESO no Chile, no início de 2016, para registar o espectro de dois asteroides que pertencem à família Eureka: 311999 e 385250.

Graças à análise dos espectros, os especialistas descobriram que ambos os objetos são “gêmeos” de Eureka, em termos de composição, confirmando assim a relação “genética” entre os asteroides.

Os astrônomos concluíram ainda que os asteroides são compostos principalmente por olivina, um mineral que normalmente se forma dentro de objetos muito maiores sob condições de alta pressão de temperatura.

A implicação é que estes asteroides são provavelmente relíquias de material do manto de mini-planetas que, tal como a Terra, desenvolveram uma crosta, um manto e um núcleo através do processo de diferenciação, mas que foram destruídos por colisões há vários milhões de anos.

As descobertas foram divulgadas em um artigo que será publicado na revista Monthly Notices of the Royal Astronomical Society.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Testes de DNA da moda não identificam indígenas brasileiros

Testes de DNA estão na moda. Se você pensou em exames para comprovar paternidade ou algo nesse sentido: não é disso que estamos falando (embora pudéssemos). A nova tendência — entre aqueles que têm condições para …

EUA e Brasil querem barrar governo Maduro na Organização Pan-Americana da Saúde

Os Estados Unidos, o Brasil e outros 11 países rejeitaram nesta segunda-feira (28) a legitimidade do governo de Nicolás Maduro na Venezuela para participar do Conselho Diretor da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas). A …

Água líquida em Marte: descobertas mais reservas no polo sul do Planeta Vermelho

Em 2018, pesquisadores italianos anunciaram que haviam encontrado evidências da existência de água líquida em Marte, abaixo da calota polar sul. Agora, a equipe voltou em mais uma série de informações que não apenas sustentam essa …

Cientistas russos encontram nova forma de tratamento para covid-19

Uma equipe de cientistas russos sugeriu tratar os pacientes gravemente afetados pelo coronavírus SARS-CoV-2 da mesma maneira que são tratados alguns casos de intoxicação. De acordo com os especialistas do Instituto de Pesquisa de Medicina de …

Covid-19 já causou a morte de um milhão de pessoas no mundo

Nove meses após seu surgimento na China, a pandemia de Covid-19 superou, neste domingo (27), o número simbólico de um milhão de mortos no mundo. No total, o coronavírus causou 1.000.009 mortes e 33.018.877 casos …

Homem que comia alcaçuz todos os dias morre e médicos alertam sobre riscos à saúde

Um homem de 54 anos morreu após consumir alcaçuz em excesso. Segundo os médicos do Hospital Geral de Massachussets (EUA), após duas semanas ingerindo alcaçuz preto em excesso, o homem teve uma overdose de uma …

Conflito armado se acirra na fronteira entre Armênia e Azerbaijão

A Armênia e o Azerbaijão se acusaram mutuamente neste domingo (27/09) de iniciar confrontos mortais na região separatista de Nagorno-Karabakh, na fronteira entre os dois países, em meio a uma disputa territorial de décadas. Ao …

Grande depósito de ovos de dinossauro é descoberto na Espanha

O norte de Espanha foi palco de uma nova descoberta paleontológica. Foram encontrados ovos de 68 milhões de anos atrás, que podem conter embriões desses enormes répteis. José Manuel Gasca estava fazendo jogging um dia no …

Uma cidade brasileira pode ter atingido imunidade de grupo ao Covid-19 a um terrível custo

Um surto explosivo de COVID-19 em Manaus pode ter contaminado pessoas suficientes para que a imunidade coletiva tenha se manifestado, sugerem estudos iniciais. Exames de anticorpos mostram que até dois terços da população pode ter contraído …

O raro pedido de desculpas de Kim Jong-un pela morte de sul-coreano na Coreia do Norte

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, divulgou um raro pedido de desculpas pessoal pelo assassinato de um cidadão sul-coreano, segundo o governo da Coreia do Sul. Kim disse a seu colega sul-coreano, Moon Jae-in, …