Cientistas acreditam ter desvendado o mistério da origem do ouro

Uma equipe internacional de cientistas acredita que desvendou o enigma da origem do ouro, um dos grandes mistérios da Humanidade. A nova pesquisa concluiu que o metal precioso provém do manto profundo da Terra.

Não há nenhum explicação científica consensual sobre a origem do ouro, mas uma equipe de cientistas internacionais de universidades do Chile, Argentina, Austrália, França e Espanha acredita ter desvendado o mistério.

A teoria destes cientistas é de que “o ouro viajou até a superfície da Terra procedendo das partes mais profundas do planeta”, conforme salienta a Universidade de Granada, uma das implicadas na pesquisa, em comunicado sobre o estudo.

De acordo com a ideia, teria sido “o jogo de movimentos internos da Terra o que favoreceu a subida e a concentração do metal precioso” até a crosta terrestre, explicam os cientistas no artigo científico publicado na revista Nature Communications.

O cientista José María González Jiménez, do departamento de Mineralogia e Petrologia da Universidade de Granada que participou da pesquisa, explica o processo, reportando-se às camadas que formam o interior da Terra – crosta, manto e núcleo.

“Na crosta, encontram-se os minerais que extraímos e que sustentam nossa economia. E se somos especialistas a explorá-los, ainda sabemos pouco sobre sua verdadeira origem”, diz, destacando que é o que acontece com o ouro, cuja busca já motivou “migrações, expedições e até guerras”.

O manto, que separa o núcleo da crosta onde vivemos e que fica a uma profundidade que vai dos 17 quilômetros sob os oceanos até os 70 quilômetros sob os continentes, está “a uma distância inacessível” para o homem, afirma o pesquisador.

“Não temos capacidade de chegar de forma direta ao manto para conhecê-lo melhor”, acrescenta González Jiménez. Contudo, informações sobre o manto chegam até nós “graças a erupções vulcânicas que arrastam pequenos fragmentos ou ‘xenólitos’ do manto, sob os continentes, para a superfície”, aponta o cientista.

Os cientistas detectaram provas deste processo na Patagônia argentina e analisaram amostras destes “xenólitos” em laboratório, encontrando “pequenas partículas de ouro nativo, da grossura de um fio de cabelo, cuja origem é o manto profundo”, destaca a Universidade de Granada.

Universidade de Granada

Fragmento do manto profundo (cor verde) na lava de um vulcão da Patagônia argentina (cor preta)

A zona da Patagônia argentina onde esses fragmentos foram encontrados, no chamado Maciço do Desejado, é conhecida pelas suas produtivas minas de ouro.

Os pesquisadores afirmam, agora, que a concentração do mineral precioso na zona pode estar relacionada com o fato de o manto por debaixo dela apresentaruma predisposição para gerar depósitos de ouro na superfície”.

González Jiménez lembra que, “há aproximadamente 200 milhões de anos”, a América do Sul e a África formavam um único continente. A “subida do manto profundo ou da “pluma do manto” contribuiu para a separação dos dois continentes, a qual rompeu a crosta muito mais frágil e fina”, conta o cientista.

“A subida desta ‘pluma do manto’ profunda gerou uma verdadeira fábrica química que enriqueceu o manto com metais”, prossegue o cientista. Mais tarde, o movimento de uma placa tectônica sobre outra levou “esta zona enriquecida a se tornar uma fábrica geradora de depósitos de ouro, graças à circulação de fluidos ricos em metais, através de fraturas, que precipitam e concentram os metais perto da superfície terrestre”, explica ainda.

Todavia, a “nova prova científica” sobre a origem do ouro não resolve o quebra-cabeças por completo. É apenas um bom começo para “uma exploração mais sofisticada” dos depósitos minerais, recorrendo a tecnologias que sondem o manto profundo e não apenas a camada mais superficial para detalhar o percurso o ouro inicia ao “nascer”.

[/three_fourth]” url=”https://zap.aeiou.pt/desvendado-misterio-da-origem-do-ouro-177566″ source=”ZAP”]

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

A cidade mais antiga das Américas - com a mesma idade do Egito faraônico - está sendo invadida

Tendo sobrevivido por 5 mil anos, o sítio arqueológico mais antigo das Américas está sob ameaça de posseiros alegando que a pandemia coronavírus os deixou sem outra opção a não ser ocupar a cidade sagrada. A …

Greve global pelo clima está marcada para o dia 19 de março

As mudanças climáticas costumam ser tratadas como uma pauta menos urgente e com maior prazo para ser resolvida, mas a verdade é que, pela gravidade do quadro e pela totalidade de sua abrangência, ela é …

Farmacêutico dos EUA que danificou centenas de doses da Moderna declarou-se culpado

O farmacêutico que tentou sabotar quase 600 doses da vacina da Moderna do Aurora Medical Center, no estado norte-americano de Wisconsin, se declarou culpado. O farmacêutico norte-americano Steven Brandenburg, de 46 anos, se declarou culpado por …

Cepa brasileira eleva preocupação mundial com mutações do coronavírus

A variante do coronavírus do Amazonas, assim conhecida por ter sido detectada pela primeira vez em pessoas que estiveram no estado brasileiro, ao lado de cepas identificadas no Reino Unido e na África do Sul, …

AstraZeneca nega que venderá vacinas ao setor privado

A farmacêutica soltou um comunicado após o governo federal brasileiro ter dado aval para empresas privadas adquirirem um lote de 33 milhões de doses do imunizante. Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro comemorou a possibilidade. A …

Islândia começa a emitir 'passaportes de vacinação' em meio à polêmica na UE

A Islândia emitiu seus primeiros "certificados" de vacinação destinados a facilitar as viagens de pessoas vacinadas contra a Covid-19, os chamados "passaportes de vacinação", segundo informações das autoridades nesta terça-feira. Ela se tornou um …

Governo alemão rejeita especulações sobre baixa eficácia da vacina de Oxford

Ministério da Saúde sugere que jornais confundiram proporção de idosos no estudo da AstraZeneca com percentual de eficácia em pessoas acima de 65 anos. Imbróglio deve ser esclarecido com análise de reguladores europeus. O ministro da …

Cidade é a 1 ª da América do Norte a ter doação automática de órgãos

A Nova Escócia acaba de se tornar a primeira jurisdição na América do Norte a implementar a doação automática de órgãos para quem vive na região. A nova Lei de Doação de Órgãos e Tecidos Humanos …

O maior mar da lua Titã pode ter mais de 300 metros de profundidade

Os oceanos da Terra não são os únicos que guardam vários mistérios ainda não explorados: os lagos e mares de Titã, a maior lua de Saturno, também são enigmáticos. Assim, em um novo estudo, astrônomos …

Xi deixa alerta para Biden: protecionismo norte-americano pode gerar 'nova Guerra Fria'

O líder chinês deixou um aviso para o presidente norte-americano, Joe Biden: os EUA arriscam entrar em uma nova Guerra Fria se continuarem com as políticas protecionistas do ex-presidente Donald Trump. Em um discurso virtual na …