Cientistas descobrem o “Big Bang” do Alzheimer

(dr) baycrest.org

Um grupo de cientistas da Universidade do Texas descobriu o “Big Bang” do mal de Alzheimer – o ponto exato em que uma proteína saudável se torna tóxica, mas ainda não formou emaranhados mortais no cérebro. Isso pode evitar o processo neurodegenerativo que leva à demência.

De acordo com os cientistas, a descoberta é como encontrar o “Big Bang” da doença e eles esperam que a pesquisa possa encontrar novos tratamentos e formas de diagnosticar a doença mais cedo, antes que apareçam os primeiros sintomas.

“Essa é, talvez, a maior descoberta que fizemos até agora”, disse Marc Diamond, um dos autores principais do novo estudo, em declarações ao New Atlas, “embora vá demorar provavelmente algum tempo até que qualquer benefício se materialize na medicina. Isso muda muito a forma como pensamos sobre a doença.”

As mais recentes pesquisas sobre o mal de Alzheimer se concentram em uma proteína específica chamada de beta amiloide. A agregação dessa proteína é apontada como a principal causa patológica dos sintomas dessa doença neurodegenerativa.

No entanto, e depois de várias falhas nos testes clínicos em medicamentos destinados a atacar a proteína, os cientistas direcionam a atenção para outras pesquisas.

Esse novo estudo, publicado na terça-feira (10) na eLife, se baseia em uma proteína diferente, a proteína tau. A pesquisa descobriu que essas proteínas formam aglomerados anormais no cérebro – os emaranhados neurofibrilares – que pode acumular e até matar neurônios. Alguns cientistas acreditam mesmo que essa é a principal causa do mal de Alzheimer.

Até agora, não se sabia como ou quando essas proteínas tau começavam a se acumular em emaranhados no cérebro. Anteriormente, acreditava-se que essas proteínas isoladas não tinham um papel prejudicial até que começassem a se juntar a outras proteínas tau.

No entanto, a nova pesquisa revelou que uma proteína tau tóxica se apresenta, na verdade, de forma desdobrada, expondo partes que geralmente são dobradas no interior, antes de começarem a se agregar. São essas partes expostas da proteína que permitem a agregação, formando os maiores emaranhados tóxicos.

“Pensamos nessa descoberta como o ‘Big Bang’ da patologia tau”, disse Diamond. “Essa é uma forma de olhar para o início do processo da doença. Isso nos leva de volta a um ponto inicial, onde vemos o aparecimento da primeira mudança molecular que leva à neurodegeneração no mal de Alzheimer.”

Agora que essa alteração das moléculas tau foi identificada, os cientistas podem se concentrar mais efetivamente em possíveis medicamentos que possam inibir essas agregações tóxicas ainda em fases iniciais.

“O desafio passa por pegar nessa descoberta e construir um tratamento que bloqueia o processo de neurodegeneração onde começa. Se funcionar, a incidência do mal de Alzheimer pode ser substancialmente reduzida. E isso seria incrível”, concluiu.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …