Cientistas criam proteína que “mata” o cérebro

Pela primeira vez, cientistas conseguiram criar um príon artificial humano, ou seja, uma proteína infecciosa que provoca doenças que destroem o cérebro. Uma descoberta que pode ajudar a curar doenças neuro-degenerativas, como a Creutzfeldt-Jakob e o Alzheimer.

Os príons são proteínas produzidas pelo corpo que se desenvolveram de forma incorreta, provocando doenças. Eles se ligam a outras proteínas, transmitindo a elas sua anormalidade, “dando início a um efeito dominó que causa buracos microscópicos, tornando o cérebro uma esponja, o que resulta na deterioração progressiva, demência e, em alguns casos, morte”, como explicam os cientistas da Universidade norte-americana Case Western Reserve em comunicado.

Há várias doenças causadas por príons, sendo a mais conhecida a Creutzfeldt-Jakob. Mas o processo de formação destas proteínas patogênicas era um mistério que biólogos moleculares da referida universidade conseguiram desvendar agora.

A sintetização em laboratório de príons que infectam roedores já tinha sido conseguida antes, mas estes não eram infecciosos para os humanos.

Na pesquisa publicada na Nature Communications, os cientistas apontam como conseguiram criar “um novo príon humano, altamente destrutivo“, conforme se explica no citado comunicado.

Esse primeiro príon humano artificial foi desenvolvido a partir da proteína humana PrP, que foi modificada geneticamente e introduzida na bactéria Escherichia coli que depois expressa a molécula “altamente destrutiva” no cérebro.

No processo, acabaram descobrindo uma molécula específica que será essencial para a multiplicação dos príons e para a transmissão da doença a pacientes, denominada Ganglioside GM1.

Uma descoberta que abre a porta ao desenvolvimento de novos medicamentos, a fim de bloquear os efeitos da replicação de príons e, logo, combater doenças neuro-degenerativas como a Creutzfeldt-Jakob, bem como outras formas de demência.

“Nossas descobertas explicam, a nível estrutural, a emergência de novos príons humanos e fornecem uma base para compreender como diferenças aparentemente sutis, na estrutura da proteína anômala, e modificações afetam sua transmissibilidade, a segmentação celular, e, consequentemente, as manifestações nos humanos“, explica o professor de Patologia e Neurologia na Escola de Medicina da Case Western Reserve, Jiri G. Safar, que liderou a pesquisa.

“Conseguir gerar príons humanos sintéticos em laboratório, como fizemos, nos permitirá alcançar uma compreensão muito mais rica da estrutura e replicação de príons”, nota Safar no comunicado sobre o estudo. Esse conhecimento “é crucial para desenvolver inibidores da sua replicação e propagação por todo o cérebro, o que é essencial para travar doenças do cérebro com base em priões”, acrescenta.

Atualmente, a doença de Creutzfeldt-Jakob não tem cura, apresentando sintomas semelhantes ao mal de Alzheimer, designadamente demência, perdas de memória, dificuldades na visão e locomoção.

A sintetização deste primeiro príon humano artificial pode acabar também tendo repercussões positivas para quem sofre de Alzheimer ou Parkinson, já que “se espalham pelo cérebro de forma semelhante” à Creutzfeldt-Jakob.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …