Cientistas encontram finalmente nova forma de matéria – teorizada há 70 anos

O termo Excitonium foi cunhado na década de 1960, pelo físico teórico Bert Halperin. Agora, uma equipe de cientistas comprovou finalmente a existência desta nova forma de matéria.

Não se sabia se o Excitonium era um isolador, um condutor perfeito ou um superfluido. Os teóricos apresentaram ao longo do tempo argumentos que sustentavam as três teorias e, embora muitos experimentalistas tivessem publicado evidências da existência desta matéria desde a década de 1970, suas descobertas nunca foram uma prova definitiva.

“O resultado é de importância cósmica”, explica Peter Abbamonte, professor de física da Universidade de Illinois. O estudo, publicado pela revista Science, foi realizado no âmbito de uma colaboração entre cientistas das Universidades de Illinois e Califórnia, nos EUA, e Amesterdã, na Holanda.

Segundo o HypeScience, o Excitonium é uma forma condensada de matéria que exibe fenômenos quânticos macroscópicos, como um superfluido, e é composto por excitons – partículas que se formam em um emparelhamento mecânico quântico, como o de um elétron que escapou, deixando o buraco para trás.

O fenômeno é possível porque, nos semicondutores, os elétrons na borda de um nível de energia ficam excitados, saltando para o próximo nível de energia, deixando um “buraco” no nível anterior. Este orifício funciona como uma partícula carregada positivamente, atraindo o elétron com carga negativa que escapou.

Quando o elétron com carga negativa se alinha com o buraco, é formado um exciton – uma partícula composta, também chamada de bóson.

Para provar a existência de excitons, a equipe de cientistas estudou cristais dopados com disselenido (disseleneto) de titânio de dicalcogeneto (1T-TiSe2), um metal de transição.

Até agora, os cientistas não tinham ferramentas experimentais para distinguir se tratava-se de um excitonium ou de outro fenômeno, conhecido como a fase de Peierls. Embora não tenha relação com a formação de excitons, a fase de Peiersls e a condensação de excitons compartilham a mesma simetria e são semelhantes.

Usando a Espectroscopia de Perda de Energia Eletrônica (M-EELS), uma nova técnica desenvolvida pela própria equipe de cientistas, conseguiram ultrapassar este desafio e, pela primeira vez, medir as excitações coletivas das partículas, os elétrons emparelhados e os buracos, independentemente do impulso.

Descobrir o excitonium não era a motivação original para a pesquisa. A equipe pretendia testar o M-EELS em um cristal que estava prontamente disponível, mas nunca pensaram que tivessem em mão um resultado tão importante.

O resultado é fundamental para explicar outros mistérios da mecânica quântica, uma vez que o estudo dos fenômenos quânticos macroscópicos ajuda a moldar nossa compreensão da mecânica quântica.

Ciberia // HypeScience / ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Novo implante controla fome e pode substituir cirurgia bariátrica

Um implante simples de um dispositivo sem fio, que controla o apetite, pode substituir a cirurgia bariátrica. Ele foi criado por médicos e pesquisadores da Universidade A&M do Texas, EUA e pode ajudar na perda de …

Amazon abre tecnologia da Alexa para montadoras de carros e outras empresas

A Amazon anunciou nesta sexta-feira (15) que dará a empresas terceiras a possibilidade de acessar a inteligência artificial central que sustenta a Alexa, a assistente de voz da marca. E as montadoras de automóveis serão as …

Com abstenção recorde de 51,5%, ministro da Educação considera Enem um 'sucesso'

A abstenção no primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, realizado neste domingo (17), foi recorde e atingiu 51,5%. O nível de abstenção supera o pior índice registrado até agora, em 2009, quando …

Álcool danifica o cérebro na adolescência

Se nós confiarmos apenas nas propagandas parece que o álcool de uma cerveja, uma taça de vinho ou de algum destilado serve apenas para unir as pessoas e deixá-las alegres. Mas o álcool pode ter …

Joe Biden reverterá políticas trumpistas logo após posse

Já nas primeiras horas após assumir, novo chefe de Estado americano assinará uma série de decretos presidenciais abordando pandemia, dificuldades da economia nacional, injustiça racial e mudança climática. O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, …

Rússia prende opositor Alexei Navalny no desembarque em Moscou

O Serviço Prisional Russo (FSIN) confirmou ter prendido o opositor Alexei Navalny neste domingo, na chegada dele a Moscou. O Kremlim o acusa de ter violado as condições de uma pena de prisão suspensa …

Ikea agora vende mini casas móveis para quem quer uma vida simples, livre e sustentável

Quem sonha com uma vida mais nômade, livre de amarras e principalmente ecologicamente correta poderá encontrar na IKEA uma parceira capaz de tornar tal sonho em realidade: em uma casa móvel, sustentável, bonita e praticamente …

O zumbido de fundo do universo pode ter sido ouvido pela primeira vez

Baseado no que sabemos sobre ondas gravitacionais, o Universo deve estar cheio delas. Cada par de buracos negros ou estrelas de nêutrons e colisão, cada supernova com núcleo em colapso — até mesmo o próprio …

"Não comemorei ou me orgulhei de ter banido Trump do Twitter", diz Jack Dorsey

Em uma série de tuítes, Jack Dorsey, cofundador e CEO do Twitter, defendeu o banimento de Donald Trump da rede social na última sexta-feira (8). Segundo o executivo, essa foi a medida certa para a …

EUA adicionam Xiaomi e mais 8 empresas chinesas à lista de companhias ligadas a militares

Departamento de Defesa dos EUA lista Xiaomi e mais oito empresas por ligações com militares chineses. Para analistas, a listagem é um "frenesi final" do governo Trump em sua campanha anti-China. Na quinta-feira (14), o Departamento …