Província indonésia irá açoitar homossexuais em local privado – para não perder investimentos

Hotli Simanjunta / EPA

A mudança de protocolo no estado de Aceh segue a atenção dos meios de comunicação internacionais depois de dois homens terem sido submetidos a punição corporal por violar a proibição da Sharia contra a homossexualidade.

Dois meses depois de ter condenado a 83 chibatadas dois indonésios por serem homossexuais, o governador da província Aceh considera fazer com que os ataques sejam privados, para evitar a atenção negativa dos meios de comunicação e evitar impactos adversos em investimentos externos, conta o The Independent.

As mudanças propostas na província de Aceh provocaram agitação na Indonésia desde que os jornais locais deram conta de que o presidente Joko Widodo se encontrou com o recém-governador, Irwandi Yusuf, para discutir formas de melhorar a imagem internacional da província.

Em entrevista aos jornais locais, o vice-governador Nova Iriansyah disse que, devido à atenção internacional sobre os castigos públicos “vamos minimizar a cobertura da imprensa e realizá-la dentro das prisões. Agora está na frente da mesquita, logo após as preces de sexta-feira”. “O governo tem razão: temos de fazer alguma coisa”.

Em declarações, o gabinete do governador enfatizou a natureza provisória das discussões para acabar com as ações públicas, observando que a decisão exigia a aprovação de estudiosos muçulmanos e da legislatura de Aceh.

Mesmo que a província indonésia considere mover os flagelos públicos para ambientes fechados, um estado altamente conservador na vizinha Malásia, Kelantan, aprovou uma lei que permite que se tornasse o primeiro estado no país a realizar punições públicas. Atualmente, as chibatadas, na Malásia, são feitas de forma privada, muitas vezes em estaleiros de prisão e longe de multidões.

Nos dias de hoje, em Aceh, grandes multidões se reúnem para assistir enquanto os condenados são agredidos publicamente, em um evento que se assemelha a um espetáculo medieval. Os críticos deste tipo de espetáculo disseram estar felizes em ouvir que a punição poderia ser eliminada.

“Isso significa que ninguém voltaria a ser humilhado publicamente”, disse Ratna Sari, chefe da Women’s Solidarity, Aceh, um grupo progressista. Ainda assim, Ratna disse que este era apenas um “pequeno passo em frente“, uma vez que as agressões serão conduzidas fora de vista.

Dois homens acusados ​​de ter relações sexuais entre si foram condenados em maio a 83 chibatadas em público, o primeiro caso de pessoas a serem punidas por homossexualidade naquela província sob uma versão restrita da lei da Shariah.

As sentenças alarmaram os ativistas dos direitos humanos, que viram a punição como um desenvolvimento perigoso em Aceh, uma província semiautônoma na ponta norte da ilha de Sumatra.

Uma das províncias mais pobres da Indonésia, um legado da guerra civil de três décadas com Jacarta, recebeu comparativamente pouco investimento dos conglomerados da capital.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Governo britânico vai pagar parte da conta de consumo em pubs e restaurantes

Incentivos não vão faltar para quem estava com saudades de frequentar bares, pubs e restaurantes no Reino Unido. Durante o mês de agosto, o governo britânico vai bancar parte da conta de quem sair …

Cientistas revelam origem de estranhos meteoritos encontrados na Terra

Uma equipe de cientistas norte-americanos teoriza que alguns dos meteoritos, que não se encaixam nas duas categorias principais, têm uma origem até hoje desconhecida por astrônomos. Um grupo significante de meteoritos, que existem hoje na Terra, …

Twitter pode ser multado em US$ 250 milhões por abuso de dados dos usuários

O Twitter confessou que, possivelmente, será multado em até US$ 250 milhões pela Comissão Federal de Comércio dos EUA (FTC, no original em inglês) por ter desrespeitado um acordo firmado em 2011 com a agência …

OMS afirma que não há solução milagrosa para lutar contra Covid-19

A Organização Mundial de Saúde avisou na segunda-feira que não há, nem haverá uma solução milagre contra a pandemis de Covid-19, não obstante a corrida que se verifica actualmente de forma a descobrir uma vacina …

Alemanha quer exigir de viajantes teste de covid-19 feito antes de embarque

Ministro da Saúde alemão defende que passageiros vindos de territórios de risco, incluindo o Brasil, apresentem exame negativo realizado em país de origem para entrar na Alemanha. O ministro da Saúde alemão, Jens Spahn, defendeu nesta …

Uma poção medieval provou ser eficaz contra bactérias

Uma fórmula de mil anos de idade para o tratamento infecções nos olhos talvez leve os cientistas a um novo caminho para lutar contra a resistência aos antibióticos. A poção parece mesmo bruxaria: cebola, vinho, alho …

Microsoft confirma intenção de comprar o TikTok

Em um final de semana conturbado para o aplicativo TikTok, o presidente norte-americano Donald Trump deu um prazo de 45 dias para a Microsoft concretizar a aquisição da rede social chinesa. A notícia divulgada pela agência …

Com 200.000 mortes, América Latina é segunda região do mundo mais afetada pela Covid-19

A região da América Latina e do Caribe alcançou a fúnebre marca de 200.212 mortes pelo novo coronavírus e é a segunda no mundo mais afetada pela pandemia, depois da Europa (210.435 óbitos para …

Autoridade de saúde da administração Trump rejeita hidroxicloroquina como tratamento para COVID-19

O responsável por coordenar a aplicação de testes de COVID-19 nos EUA afirmou neste domingo (2) que não há evidências de que a hidroxicloroquina seja um tratamento eficaz contra o novo coronavírus. O secretário assistente do …

Julho foi mês mais fatal da pandemia de covid-19 no Brasil

Com quase 33 mil vítimas, julho foi o pior mês desde as primeiras infecções com o coronavírus no país. Em São Paulo, estado mais atingido, Instituto Butantan oferece testes grátis da doença respiratória na capital. O …