Cientistas “filmam” monstro com 500 milhões de anos na hora da caça

Uma equipe de cientistas canadenses conseguiu “capturar imagens” de uma espécie de animal marinho com 500 milhões de anos, descoberta recentemente nas Montanhas Rochosas, que reconstituem como o animal caçava suas presas.

O monstro marinho pertence ao período Cambriano (de 541 a 485 milhões de anos atrás) e foi encontrado por oceanógrafos canadenses no Folhelho Burgess, nas Montanhas Rochosas do Canadá, considerado uma das principais jazidas de fósseis do mundo.

A descoberta foi apresentada em um artigo publicado na BMC Evolutionary Biology.

O verme, com nove tentáculos do tamanho de polegares humanos, possui uma aparência um tanto estranha. Os cientistas, liderados por Jean-Bernard Caron, pesquisador do Royal Ontario Museum, criaram uma animação com os movimentos que calculam que o monstro teria, “capturando” o animal no momento da caça.

Danielle Dufault / Royal Ontario Museum

Conceito artístico do Ovatiovermis cribatus

Conceito artístico do Ovatiovermis cribatus

Segundo o Science Daily, os pesquisadores acreditam que fortes garras recurvadas nos membros traseiros podem ter permitido que a criatura, tal como outras espécies lobopodianas relacionadas, se ancorassem em superfícies duras e ficassem mais ou menos eretas.

Dois pares longos de membros de spinulose (peludos ou espinhosos) em direção à frente do corpo teriam sido usados para filtrar ou coletar alimentos da água e aproximá-los da boca dos animais.

Pode parecer que o animal está aplaudindo, mas não, este é o movimento que faz para atrair suas vítimas, e por isso foi batizado com o nome científico de Ovatiovermis cribatus.

Segundo o oceanógrafo Cédric Aria, pesquisador da Universidade de Toronto, no Canadá, e um dos autores do estudo, “a adaptabilidade funcional dessa criatura foi refletida em seu nome científico”.

Cribratus é a palavra em latim para ‘peneirar’, e Ovatiovermis se refere à postura que parece ter adotado: uma criatura tipo verme que ficava em posição de ovação perpétua”, explica o pesquisador.

Ciberia // Science Daily / SN

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Inacreditável: homem de 101 sobrevive à gripe de 1918, guerra mundial e coronavírus

É quase inacreditável, mas aconteceu: um italiano de 101 anos sobreviveu a não uma, mas duas pandemias globais: a gripe espanhola de 1918 e o surto de COVID-19. Conhecido apenas como “Senhor P”, o homem foi …

IA usa imagens de satélites para localizar bombas não detonadas da Guerra do Vietnã

Muitas bombas lançadas durante a Guerra do Vietnã nunca explodiram e representam um sério perigo para a população local. Cientistas desenvolveram uma nova ferramenta alimentada por IA que facilitaria a detecção e desmantelamento desses explosivos. Um …

Crianças exibem pinturas de arco-íris nas janelas para alegrar colegas no Reino Unido

O Reino Unido deixou o negacionismo de lado para encarar a quarentena devido ao Coronavírus com seriedade desde esta segunda-feira, 23. Com as escolas fechadas, crianças desenham arco-íris e os exibem nas janelas para alegrar …

Covid-19: Austrália testa vacina contra tuberculose para imunizar profissionais da saúde

Uma equipe de cientistas australianos anunciou nesta sexta-feira (27) que decidiu testar em larga escala uma vacina usada durante décadas contra a tuberculose, a BCG, para comprovar se é capaz de imunizar profissionais da área …

'Pula no esgoto e nada acontece': Brasil tem mais de 300 mil internações por ano por doenças causadas por falta de saneamento

Dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) contrariam a declaração do presidente Jair Bolsonaro de que o brasileiro seria resistente a infecções, já que "pula no esgoto e nada acontece". Em 2016, houve 166,8 …

Camada de ozônio está se recuperando e mudança de fluxos de vento

A recuperação da camada de ozônio acima da Antártica continua lenta e constante. Um sintoma claro desta recuperação é a mudança na circulação atmosférica registrada por pesquisadores da Universidade de Colorado Boulder e publicada na …

Esta geleira da Antártica inquieta pesquisadores

Com seu recuo de 5 km em somente 22 anos, a geleira de Denman, na parte leste da Antártica, inquieta os pesquisadores, que consideram os graves riscos associados ao seu potencial desaparecimento completo. A ravina Denman, …

Jornalista da Globo chora ao pedir que idosos fiquem em casa por coronavírus

Em tempos de pandemia da Covid-19 pelo mundo – e afetando o Brasil, é claro – mesmo o jornalista mais profissional e experiente pode acabar se rendendo as emoções, como aconteceu com Jessica Senra, apresentadora …

Mãe conta como adolescente francesa de 16 anos morreu de quadro fulminante da Covid-19

A angústia dos franceses aumenta com a morte de uma adolescente de 16 anos, Julie, vítima do novo coronavírus. Ela morreu na terça-feira (24) no Hospital Necker de Paris, especializado em doenças infantis, 24 horas …

Ex-ministros da Saúde repudiam postura de Bolsonaro em pandemia

Ex-ministros da Saúde dos governos petistas criticaram nesta quinta-feira (26/03) o posicionamento do presidente Jair Bolsonaro diante da pandemia do novo coronavírus. Em carta, eles defenderam as restrições impostas por governos estaduais e ressaltaram a …