Cientistas japoneses quebram recorde de eficiência de painéis solares

Pesquisadores do Japão estabeleceram um novo recorde para a eficiência dos painéis solares produzidos em massa, o que significa que ainda mais energia solar pode agora ser convertida em eletricidade.

O registro de eficiência dos painéis solares agora está em 26,6% – quebrando o recorde anterior estabelecido em 2015.

“Melhorar a eficiência de fotoconversão de células solares de silício é crucial para promover a implantação de eletricidade renovável”, explica a equipe da empresa japonesa Kaneka. “Este resultado confirma o forte potencial dos painéis fotovoltaicos de silício”.

A pesquisa foi publicada na revista Nature Energy.

Para atingir este nível de eficiência, a equipe colocou camadas de silício dentro de células individuais para minimizar as chamadas “bandas proibidas”, onde os elétrons não podem existir e a luz solar é desperdiçada.

Outros cientistas tentaram este procedimento antes, mas os pesquisadores da Kaneko melhoraram a técnica e conseguiram atingir esse marco de 26,6%.

A equipe otimizou sua configuração colocando eletrodos de baixa resistência na parte traseira da célula, longe do lado exposto, maximizando o número de fótons que poderiam ser coletados na frente.

A coleta de fótons se tornou ainda mais eficiente através da implantação do silício amorfo e camadas anti-reflexo em cima, para proteger os componentes celulares e reduzir a quantidade de luz solar perdida.

Uso doméstico

Embora os painéis orientados para a pesquisa tenham alcançado maiores eficiências – mais de 40% em alguns casos – este é um novo recorde de painéis viáveis para uso doméstico, embora nem sempre seja fácil dizer quais tecnologias são viáveis para painéis de consumidores.

A definição do que é amigável ao consumidor está sempre mudando, à medida que os processos de produção melhoram e os custos despencam, então manter o controle pode ser complicado. Mas a conclusão é que estamos fazendo progresso.

Neste caso específico, estamos falando de células de painéis solares cristalinos baseados em silício, que têm uma eficiência teórica de cerca de 29%, com base nas melhores estimativas dos cientistas. Estas células tornaram-se o padrão da indústria graças à sua fiabilidade e relativamente baixo custo.

A equipe está agora explorando os passos práticos necessários para tornar a técnica que eles conseguiram no laboratório viável para a produção em massa, mas parece que não demorará muito para que possamos aproveitar ainda mais a energia do Sol – e isso só pode ser uma coisa boa.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Identificada a causa da maior extinção em massa na história da Terra

A vida na Terra tem uma história longa, mas também extremamente turbulenta. Em mais de uma ocasião, a maioria de todas as espécies foi extinta e uma biodiversidade já altamente desenvolvida reduziu para um mínimo …

Cães farejadores de covid: eficazes e baratos, mas esnobados

A Europa está em pânico em meio ao segundo surto de covid-19, com taxas de contágio explodindo e os PIBs despencando. A Bélgica acaba de anunciar que não mais testará cidadãos assintomáticos, mesmo que tenham …

Bolsonaro é avaliado positivamente por 37% da população, diz pesquisa

Entre os que souberam do dinheiro na cueca do senador Chico Rodrigues (52%), 74% não mudaram sua avaliação sobre o presidente Bolsonaro. Os que mais mudaram de opinião foram os pesquisados com ensino superior (26%) …

Tribunal Constitucional da Polônia invalida direito ao aborto por malformação do feto

O Tribunal Constitucional da Polônia invalidou nesta quinta-feira (22) uma disposição que permitia a interrupção voluntária da gravidez (IVG) em caso de malformação do feto. Uma vez que a decisão entre em vigor, apenas o …

Estudo descobre 1,8 bilhão de árvores no deserto do Saara e no Sahel

Um estudo publicado na revista Nature descobriu que na região do Saara Ocidental e no Sahel, há mais de um bilhão de árvores. No meio da aridez do local, a surpreendente descoberta colocou um novo …

Guerra Fria 2.0 entre EUA e China será uma batalha tecnológica, dizem especialistas

A batalha mundial pelo domínio da alta tecnologia está cada vez mais centrada em EUA e China. Com confronto aberto no caso da Huawei, especialistas do clube Valdai alertam para uma longa guerra fria tecnológica …

Combate à corrupção reduz mortalidade infantil, aponta estudo

Auditorias anticorrupção realizadas em municípios brasileiros entre 2003 e 2015 reduziram a mortalidade infantil. Esta é a principal conclusão de um estudo, conduzido por pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, que relacionou o …

2.300 maneiras de prevenir o Covid-19 foram mapeadas por universidade brasileira

Está disponível online a Plataforma das Universidades contra COVID-19 organizada pelo Projeto Ciência Popular e desenvolvida em parceria com a Empresa Júnior de Sistemas de Informação da EACH/USP (Síntese Jr.). Em setembro havia sido publicado o …

Debate nos EUA: Trump não disse nada de novo para reverter vantagem de Biden, diz historiador

O segundo e último debate entre o presidente americano, Donald Trump, e seu rival democrata Joe Biden, nesta quinta-feira (22), em Nashville, foi mais civilizado do que a primeira confrontação entre os dois candidatos …

Mais humanos estão evoluindo para ter três artérias nos braços; entenda porquê

Não se engane ao achar que o corpo humano não está em constante evolução. Pesquisadores australianos descobriram recentemente que o nosso organismo parece estar, aos poucos, desenvolvendo uma nova artéria no braço: a artéria mediana. Esse …