Cientistas russos criam método para “ver” através de objetos grandes

Os especialistas de três institutos científicos russos prepararam para sua aplicação prática um método de radiografia de múons que permite “ver” através de objetos com tamanho de até um quilômetro.

O método foi desenvolvido por cientistas da Universidade Nacional de Ciência e Tecnologia da Rússia (MISIS, na sigla em inglês), juntamente com cientistas do Instituto de Física da Academia de Ciências russa e do Instituto de Física Nuclear da Universidade Estatal de Moscou.

Ele se baseia na detecção de múons, partículas elementares, nascidas da colisão de raios cósmicos com a atmosfera da Terra.

Quanto mais densa é a substância, tanto mais rápido o fluxo de múons desaparece. Portanto, se colocarmos um objeto sólido entre o espaço e o detector de partículas, o detector capturará a silhueta desse objeto. Se o objeto tiver cavidades, elas também serão visíveis, pois os múons que voam através delas superam uma camada menor de substância sólida.

Três detectores localizados em diferentes lados do objeto geralmente são suficientes para compor seu mapa tridimensional. Os múons são fixados com uma série de placas fotográficas com brometo de prata, um composto químico muito utilizado na fotografia devido à sua sensibilidade à luz.

Os cientistas melhoraram a tecnologia de tal modo que os detectores permitem não apenas ver os múons que caem neles, mas também determinar a direção de seu movimento.

A nova tecnologia pode ter vários usos. Com sua ajuda, é possível estimar de forma não invasiva o estado de um vulcão, um reator de uma usina nuclear ou uma geleira nas montanhas. Através dela também pode ser encontrado um novo depósito subterrâneo de gás natural.

Além disso, usando os novos detectores, os especialistas poderão prever uma erupção vulcânica ou evitar as consequências catastróficas de fendas no solo.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Satélites podem facilmente ser manipulados por hackers, alerta pesquisador

Talvez você já esteja por dentro da confusão toda em relação aos problemas que os satélites Starlink, da SpaceX, estão causando na comunidade astronômica. Os relativamente poucos satélites lançados (cerca de 240, como parte de um …

Na Índia, campanha faz semáforo voltar ao vermelho se os motoristas buzinarem demais

Se a Índia é um país famoso por sua religiosidade, sua culinária, suas belezas naturais e, sendo o segundo país mais populoso, por ser a maior democracia por eleitorado do mundo, ela também carrega a …

Secularismo e tolerância a minorias predizem a prosperidade de um país

Pesquisadores da Universidade de Bristol e Universidade do Tennesse analisaram dados de quase 500 mil pessoas de 109 países e concluíram que mudanças na cultura geralmente vêm antes da melhora na riqueza, educação e democracia. Os …

Estudo: declínio de abelhas se aproxima da extinção em massa

De acordo com um novo estudo liderado por cientistas da Universidade de Ottawa (Canadá), a probabilidade de uma população de abelhas sobreviver em qualquer lugar diminuiu 30% no curso de uma geração humana. Os pesquisadores sugerem …

Pesquisador diz ter descoberto droga capaz de apagar memória ruim de separação amorosa

Um pesquisador de Montreal, no Canadá, diz ter encontrado uma maneira de acabar com o sofrimento causado por uma separação traumática — ele "edita" as memórias dolorosas usando um betabloqueador e sessões de terapia. Alain Brunet …

Documento revela que Facebook poderia ter virado uma "Wikipédia da vida privada"

Steven Levy, conhecido editor da Wired, conseguiu colocar as mãos em algo que ele talvez nunca imaginou encontrar: um diário de Mark Zuckerberg, CEO e fundador do Facebook, datado de 2006 e que mostra algumas …

Missão suicida: satélite queimará na atmosfera da Terra, mas por uma boa causa

Na próxima semana, a Agência Espacial Europeia (ESA) vai destruir um satélite, lançando-o em direção à atmosfera da Terra, só para vê-lo queimar durante a reentrada. Sim, tudo de propósito. Trata-se de um experimento muito …

Pé Grande vagueia pelo Reino Unido enquanto centenas de relatos são registrados

Apesar de a lenda do Pé Grande ser tipicamente americana, centenas de pessoas relataram ter visto a enigmática criatura em diversas localidades do Reino Unido. Se por um lado o Reino Unido é um país relativamente …

Um terço de todas as espécies de animais e plantas pode desaparecer em 50 anos

Um novo estudo da Universidade do Arizona (EUA) estimou que um terço de todas as espécies de plantas e animais do planeta pode ser extinta em até 50 anos devido aos efeitos da mudança climática. Para …

Huawei ataca governo dos EUA e lembra caso Snowden

Em comunicado publicado nesta quinta-feira (13), a Huawei voltou a se defender dos ataques feitos pelos Estados Unidos nesta semana, afirmando que, se tem alguém envolvido com espionagem internacional, esse alguém é justamente o governo …