Coágulos são efeitos colaterais ‘plausíveis’ da vacina AstraZeneca, mas UE reafirma apoio ao imunizante

Uma relação entre a vacina da AstraZeneca contra a Covid-19 e o aparecimento de uma forma rara de coágulos sanguíneos é “plausível, mas não confirmada”. Essa foi a conclusão divulgada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta quarta-feira, em resposta ao registro de vítimas de efeitos colaterais. Mas as autoridades europeias informaram que, apesar dessa constatação, o imunizante continuará sendo administrado na população.

“São necessários estudos especializados para compreender plenamente a relação potencial entre a vacinação e possíveis fatores de risco”, ressaltaram, em comunicado, os especialistas da área das vacinas da OMS. Eles insistiram que estes fenômenos, “apesar de preocupantes, são muito raros“.

Os peritos da organização também recomendam a criação de um comitê de médicos, incluindo hematologistas, para orientar sobre a melhor forma de diagnosticar e tratar os casos de trombose atípica registrados após a inoculação do produto do laboratório sueco-britânico.

Os casos de trombose despertaram uma onda de inquietação, especialmente na Europa, em grande parte por causa das divergências entre os diferentes países do bloco. Após suspensões temporárias, França, Alemanha e Holanda recomendaram não usar essa vacina em jovens.

Mas nessa quarta-feira, após a conclusão da OMS, a Agência Europeia de Medicamentos (EMA) reafirmou seu apoio à vacina da AstraZeneca. As autoridades do bloco afirmaram que os coágulos sanguíneos são um efeito colateral “muito raro”, e encorajaram os países a continuarem administrando o imunizante.

Balaço risco/benefício positivo

O balanço entre riscos e benefícios permanece “positivo“, de acordo com um comunicado da autoridade europeia. A diretora-executiva da EMA, Emer Cooke, destacou que esses trombos podem ser uma resposta imunológica, embora “não tenha sido possível confirmar fatores de risco específicos como idade, sexo, ou histórico médico”.

Ao mesmo tempo, o comitê científico que assessora o governo britânico recomendou que o imunizante da AstraZeneca seja usado apenas em pessoas com mais de 30 anos, como “precaução”. “Adultos com entre 18 e 29 anos (…) devem receber uma vacina alternativa (…) quando disponível”, disse o professor Wei Shen Lim.

De acordo com o regulador britânico de medicamentos, dos 79 casos de coágulos sanguíneos em pessoas vacinadas com a vacina AstraZeneca relatados no Reino Unido, 19 foram fatais.

Desenvolvida pela AstraZeneca e pela Universidade de Oxford, a vacina é administrada em pelo menos 111 países, entre eles o Brasil. Os imunizantes da Pfizer/BioNTech, que custam mais caro e exigem condições de estocagem mais difíceis, são aplicados em 67 países, enquanto o produto da Moderna é usado em pelo menos 39 países.

Mais de 200 milhões de pessoas já receberam a vacina AstraZeneca.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

CIA teria considerado assassinar Assange durante presidência de Trump, aponta relatório

Jornalistas, analistas políticos e organizações de imprensa ficaram chocados neste domingo (26) após lançamento de uma reportagem que acusa membros da administração do ex-presidente dos EUA, Donald Trump, de haver planejado assassinato do fundador do …

Cresce a desconfiança nas instituições no Brasil, segundo Datafolha

A confiança dos brasileiro nas instituições públicas sofreu uma queda generalizada desde julho de 2019, com a maior piora ocorrendo na avaliação da Presidência da República, segundo pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (25/09). Também houve aumento …

Alemanha: social-democratas saem à frente nas eleições, mas disputa é acirrada

Os social-democratas alemães saíram na frente neste domingo (26) nas eleições parlamentares que marcam o fim da era Merkel, de acordo com as estimativas iniciais, mas os conservadores da chanceler alemã ainda pretendem disputar …

Revelada consequência grave da COVID-19 mais frequente do que se acreditava

Novo estudo revelou que os pacientes com COVID-19 que foram internados em unidades de terapia intensiva (UTI) têm mais possibilidade de desenvolver deficiências cognitivas contínuas. O estudo de quase 150 pacientes internados no início da pandemia …

Fundo de Bill Gates investe US$ 50 milhões em robôs agricultores que poupam água

A startup norte-americana Iron Ox recebeu um aporte de US$ 53 milhões (R$ 280,5 milhões) para melhorar sua tecnologia de robôs usados na agricultura e que consomem 90% menos água que plantações tradicionais. O dinheiro veio …

Bolsonaro pede à população que tome banho frio e evite elevador

O presidente Jair Bolsonaro pediu nesta quinta-feira (23/09) à população que tome banho frio e evite usar o elevador para economizar energia elétrica. "Aqui são três andares. Quando tem que descer, mesmo que o elevador esteja …

A incrível descoberta que indica presença humana nas Américas muito antes do que se pensava

Novas descobertas científicas apontam que humanos chegaram às Américas pelo menos 7 mil anos antes do que se estimava anteriormente. As pesquisas em torno do momento em que o continente americano passou a ser povoado a …

Mianmar: Justiça americana ordena quebra de sigilo do Facebook para investigar ameaças contra rohingyas

Um juiz americano ordenou ao Facebook que divulgue os arquivos de contas ligadas de membros do exército birmanês e de milícias budistas que perseguiram a minoria Rohingya em Mianmar. A decisão, que encontra resistência …

Eduardo Bolsonaro está com covid-19

O deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, está com covid-19. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (24/09) por vários sites brasileiros de notícias. O próprio Eduardo teria confirmado seu diagnóstico ao portal …

Covid: o que alta em internação de idosos revela sobre efetividade da vacina e 3ª dose

As últimas estatísticas de casos, internações e mortes por covid-19 no Brasil trazem uma conclusão importante: as vacinas funcionam e protegem contra as formas graves da doença, mas algumas pessoas mais vulneráveis realmente precisam tomar …