Correntes oceânicas intensas podem ser criadas por insetos ridiculamente pequenos

Uma pesquisa recente concluiu que pequenos organismos marinhos podem desempenhar um papel significativo nas correntes oceânicas.

Cientistas demonstraram agora que algumas das menores criaturas do oceano podem ter um impacto descomunal nas ondas do oceano, com enxames de organismos marinhos produzindo, inadvertidamente, correntes poderosas que misturam e agitam o ambiente submarino. O estudo foi publicado no fim de abril na revista Nature.

“Organismos marinhos podem desempenhar um papel significativo nas correntes oceânicas – uma ideia que tem sido quase herética na oceanografia”, explica o engenheiro de mecânica de fluidos John Dabiri, da Universidade de Stanford.

“Neste momento, muitos dos nossos modelos climáticos oceânicos não incluem o efeito dos animais, nem sequer se são participantes passivos no processo.” Mas o pensamento por trás dessa exclusão é compreensível.

As criaturas que a equipe de Dabiri estudou – como por exemplo, o camarão de água salgada – são ridiculamente pequenas. Então, como estes insignificantes zoo plânctons conseguem agitar o oceano?

Os enxames migram diariamente em colunas verticais, se alimentando à superfície do oceano durante noite, antes de recuar centenas de metros de profundidade durante o dia. “Todos os dias, há uma migração verticalmente maciça de (literalmente) trilhões de organismos”, disse Dabiri à NPR.

Quando estes organismos “nadam para cima”, cada um deles empurra um pouco de fluido para trás. Desta forma, a água é empurrada para baixo dessa sucessiva série de empurrões.

Para medir os efeitos desta “bola de neve”, a equipe colocou o camarão de água salgada em tanques verticais cheios e induziu as migrações dia/noite dos animais para cima e para baixo, através de luzes que imitavam a ascensão e a queda da luz solar.

Os pesquisadores filmaram o fluxo de água com o auxílio de corantes e pequenas contas de vidro que os ajudaram a visualizar a força dos redemoinhos gerados pelos enxames. Nas filmagens, a equipe descobriu que a passagem dos animais distribuía água em regiões pequenas e localizadas, e produzia volumes significativos de correntes oceânicas por onde quer que fossem.

Até agora, esses efeitos só foram demonstrados em laboratório, mas se a mesma coisa estiver acontecendo no mundo real, biólogos e oceanógrafos teriam que repensar como a vida marinha contribui para a turbulência dos oceanos.

Os efeitos de agitação podem ter um impacto significativo na forma como avaliamos fenômenos como o transporte de nutrientes submersos, e como o dióxido de carbono é distribuído debaixo de água e lançado para a atmosfera.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Cientistas descobrem do que são feitos os exoplanetas semelhantes à Terra

Cientistas da Universidade de Zurique analisaram a composição e estrutura de exoplanetas distantes usando ferramentas estatísticas. A análise indica se um planeta é parecido com a Terra, se é composto por rocha pura ou um …

Caso de jornalista desaparecido mexe com a economia da Arábia Saudita

O desaparecimento sem explicações do jornalista Jamal Khashoggi, crítico do governo da Arábia Saudita, está se transformando em pesadelo para a economia do país. A monarquia saudita afirmou no domingo (14) que responderia com fortes represálias …

Encontrado o registro mais antigo sobre Jerusalém

Especialistas da Autoridade de Arqueologia de Israel (AAI) encontraram uma pedra com uma inscrição de 2 mil anos de idade na qual se lê "Jerusalém" em hebraico. Encontrada em uma escavação embaixo do Centro de Convenções …

Médicos escoceses estão receitando (literalmente) natureza aos pacientes

Médicos escoceses começaram a receitar natureza aos pacientes. Caminhadas, observação de pássaros ou passeios na praia são os “medicamentos” prescritos para ajudar a tratar doenças crônicas e debilitantes. Saia de casa e desfrute da companhia de uma nuvem. …

Mecânico dispara míssil sem querer e destrói um F-16

Um mecânico disparou, supostamente de forma acidental, um míssil de um F-16 que acabou atingindo outro avião que ficou totalmente destruído. Um acidente que aconteceu na base aérea de Florennes, no sul da Bélgica, com …

Príncipe Harry e Meghan Markle vão ser pais

O príncipe Harry e a duquesa de Sussex, Megan Markle, estão à espera do primeiro filho. O bebê deverá nascer na primavera de 2019 (outono no Brasil), anunciou nesta segunda-feira (15) o Palácio de Kensington, …

Catalunha: Parlamento aprova resolução que pede fim da monarquia

Segundo o Diário de Notícias, o primeiro-ministro espanhol já anunciou medidas legais contra a resolução aprovada na Catalunha. O governo espanhol empreenderá medidas legais contra o Parlamento catalão por considerar “inadmissível” a resolução aprovada pelos deputados …

Derrota histórica dos aliados de Angela Merkel põe em jogo estabilidade do governo alemão

Os aliados conservadores da chanceler Angela Merkel perderam a maioria absoluta no parlamento estadual da Baviera por larga margem na eleição regional que ocorreu neste domingo (14), um resultado que pode causar mais turbulência dentro …

Dia do Professor: Bolsonaro afirma que vai "resgatar o respeito em sala de aula"

O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, afirmou nesta segunda-feira (15), Dia do Professor, que pretende valorizar a categoria e resgatar o respeito em sala de aula. Lembrando que é formado em educação física, ele …

Tesla terá uma bebida própria (quando começar a ter lucro)

Carros elétricos, baterias, telhas fotovoltaicas e a Tesla não fica por aqui. Assim que começar a ter lucro, a marca vai começar a produzir uma bebida própria. A Tesla de Elon Musk não só produz automóveis elétricos, alimentados …