Hélio é detectado pela primeira vez em um “Júpiter” fora do Sistema Solar

(dr) EngineHouseVFX

Ilustração do exoplaneta WASP-107b

Astrônomos detectaram pela primeira vez hélio, o segundo elemento químico mais abundante no Universo, na atmosfera de um planeta fora do Sistema Solar com quase o mesmo tamanho de Júpiter.

Para a detecção deste gás na atmosfera do exoplaneta WASP-107b, que orbita uma pequena mas brilhante estrela da constelação de Virgem, os astrônomos usaram o telescópio espacial Hubble.

O WASP-107b, que tem dimensões aproximadas às do gasoso Júpiter, o maior planeta do Sistema Solar, está a cerca de 200 anos-luz da Terra e demora menos de seis dias a completar uma volta em torno da sua estrela.

“O hélio é o segundo elemento mais comum no Universo, depois do hidrogênio. É também um dos principais constituintes dos planetas Júpiter e Saturno. Contudo, até agora, não tinha sido detectado em exoplanetas”, afirmou a coordenadora da equipe internacional de astrônomos, Jessica Spake, da Universidade de Exeter, no Reino Unido, citada em comunicado da agência espacial europeia ESA, que opera o Hubble em cooperação com a NASA.

Os cientistas tropeçaram no elemento de forma inesperada quando, na verdade, estavam à procura de metano na atmosfera do exoplaneta. A equipe acabou por descobrir hélio ao analisar o espectro de radiação infravermelha na sua atmosfera (isso é possível porque uma pequena quantidade de luz da estrela-hospedeira do planeta passa através da sua atmosfera deixando nela a assinatura do espectro de luz da estrela).

A quantidade de hélio detectada na atmosfera do exoplaneta é tão grande que sua camada superior se estende por dezenas de milhares de quilômetros no espaço, sustentam os autores da pesquisa, publicada na Nature.

Desde 2000, os astrônomos acreditavam que iam acabar encontrando hélio em uma atmosfera planetária. Em 2003, uma procura no planeta HD 209458b acabou não trazendo resultados e, a partir daí, brinca Spake, “a caça ao hélio saiu de moda”. Foi preciso chegar a 2018 para finalmente a sorte bater à porta. “Foi um feliz acidente”, declara a coordenadora da equipe.

“A observação vai abrir portas para uma nova área do estudo de exoplanetas, só porque a assinatura do hélio é muito forte”, afirma Sara Seager, cientista do Massachusetts Institute of Technology (MIT), em Cambridge, e coautora do estudo de 2000. “Nunca pensei que demorasse tanto tempo”, admite.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA acusam China de exportar drones autônomos letais para o Oriente Médio

O exército hi-tech de autômatos letais, antes uma visão do futuro, já é uma realidade e está em pleno curso, inclusive com comércio dessa nova tecnologia em andamento. Isso é o que diz o secretário de …

Um simples exame de sangue já pode prever câncer de mama 5 anos antes de se manifestar

O câncer de mama é o segundo mais comum no mundo, e também o que mais mata mulheres. No entanto, o grande paradoxo é que, enquanto a doença é a responsável por uma das principais …

Evo Morales renuncia à presidência da Bolívia

Após convocar novas eleições, líder esquerdista cede à pressão das Forças Armadas e da polícia, entregando o cargo "para que meus irmãos não sejam ameaçados". Vice e outras autoridades também se demitem. O presidente da Bolívia, …

Pesquisadores descobrem a primeira nova cepa de HIV em quase duas décadas

Um estudo dos Laboratórios Abbott e da Universidade do Missouri (EUA) detectou a primeira nova cepa de HIV em 19 anos, desde que as diretrizes para classificação de subtipos foram estabelecidas em 2000. A cepa faz …

Google, Facebook e Microsoft propõem que Pentágono controle inteligência artificial

Microsoft, Google e Facebook estão pedindo para que Washington assuma controle sobre o desenvolvimento da inteligência artificial. Dois gigantes do Vale do Silício do GAFAM, Google e Facebook, juntos com a Microsoft, exortam, através de seu …

Georg Elser, o lobo solitário que quase matou Hitler

Em 8 de novembro de 1939, um carpinteiro alemão por pouco não mudou o rumo da história. Mas ditador nazista escapou do atentado preparado por ele em Munique. Passaram-se décadas até Elser ser reconhecido. Consta que …

Pela primeira vez, Brasil apoia embargo dos EUA a Cuba na ONU

Pelo 28º ano consecutivo, o embargo dos EUA imposto a Cuba há quase seis décadas foi condenado nesta quinta-feira (7) por uma esmagadora maioria na Assembleia Geral da ONU, onde a resolução cubana obteve 187 …

Inteligência artificial resolveria problema de Isaac Newton do século XVII

Um algoritmo astronômico descoberto por pesquisadores no Reino Unido resolveu um dos problemas que ninguém conseguiu solucionar desde Newton. A inteligência artificial (IA) poderia permitir que cientistas britânicos encontrassem uma solução em menos de um segundo …

O universo pode ser um loop gigante

Segundo um novo estudo liderado pelos cosmólogos Eleonora Di Valentino, da Universidade de Manchester (Reino Unido), Alessandro Melchiorri, da Universidade de Roma “La Sapienza” (Itália) e Joseph Silk, da Universidade Johns Hopkins (EUA), o nosso …

Macron afirma que Otan está em estado de "morte cerebral"

Em uma entrevista publicada nesta quinta-feira (07/11) pela revista The Economist, o presidente da França, Emmanuel Macron, afirmou considerar que a Otan está em situação de "morte cerebral". A opinião foi prontamente rebatida pela chanceler …