Diretora da H.Stern diz que levava à casa de Cabral joias pagas em dinheiro

Alex Ferro / Rio 2016

Ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral

Ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral

A diretora comercial da H.Stern, Maria Luiza Trotta, afirmou em depoimento à Polícia Federal que levava joias, anéis de brilhante e pedras preciosas na residência de Sérgio Cabral (PMDB), para que o ex-governador e sua mulher, a advogada Adriana Ancelmo, fizessem uma “seleção” da peça a ser escolhida.

Segundo Maria Luiza Trotta, os pagamentos era feitos em dinheiro vivo.

Maria Luiza disse que “chegou a vender joias no valor de até R$ 100 mil a Sérgio Cabral, tais como anéis de brilhante ou outros tipos de pedras preciosas, sendo o pagamento ainda que em tais quantias realizado em dinheiro”; A diretora declarou trabalhar na H.Stern há 34 anos.

De acordo com ela, o dinheiro em espécie era levado a uma loja da joalheria, em Ipanema, na zona sul do Rio, por Carlos Miranda – apontado pela Operação Calicute, desdobramento da Lava Jato, como o “homem da mala” de Sérgio Cabral.

A testemunha revelou à PF que passou a atender “pessoalmente” o peemedebista quando ele ainda estava no comando do Governo do Rio, em 2013. Cabral foi governador em dois mandatos, entre 2007 e 2014.

“Os atendimentos feitos pela declarante a Sérgio Cabral sempre foram feitos no interior da residência deste; que, os atendimentos eram agendados com a declarante por Carlos Miranda ou algum outro/a secretário/a de Sérgio Cabral”, diz o depoimento da diretora.

“Que, a declarante então, nesses encontros na casa de Sérgio Cabral levava joias de amostragem, as quais eram selecionadas ou não pelo próprio Sérgio Cabral ou por sua esposa”, acrescenta o depoimento.

Segundo Maria Luiza, o ex-assessor de Sérgio Cabral “ou outros portadores não identificados do dinheiro em espécie eram dirigidos à tesouraria”.

A diretora não soube informar sobre a emissão de notas fiscais.

“Todas as joias tinham certificados que eram entregues a Sérgio Cabral e/ou esposa, sendo certo que a empresa não guarda cópia de tais certificados por questão de confidencialidade”, declarou

O depoimento foi prestado em 17 de novembro, dia da deflagração da Operação Calicute, que prendeu Sérgio Cabral preventivamente. O ex-governador está em Bangu 8.

A PF exigiu de Maria Luiz no prazo de 24 horas “todas as cópias de notas ficais de venda realizadas entre H. Stern e Sérgio Cabral e Adriana Ancelmo”.

A diretora informou que Carlos Bezerra, a quem a PF atribui o papel de operador de propinas de Cabral, pode ter atuado “como portador de valores de pagamentos de joias compradas pelo ex-governador”.

Em depoimento à PF, no dia em que foi preso, Cabral declarou que “não se recorda” das compras das joias. O peemedebista se disse também “indignado” com as “mentiras” dos delatores que afirmaram ter pago propinas a ele e seus aliados referentes às grandes obras do governo do Rio.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Ativistas preparam protesto global contra a Amazon

Um grupo internacional de ativistas climáticos, aliados a trabalhadores de armazéns da Amazon, lançou uma campanha online global, cujo objetivo é pressionar a gigante do e-commerce a oferecer melhores condições de trabalho para seus funcionários …

Pesquisadores descobrem em cometa elemento essencial para vida na Terra

A descoberta indica que os elementos imprescindíveis para o surgimento da vida podem ter chegado à Terra por meio de cometas. Pesquisadores identificaram fósforo e flúor em partículas de poeira sólida coletadas no interior do cometa …

Consumo de plásticos explode na pandemia e Brasil recicla menos de 2% do material

Com o avanço do delivery de alimentos e do comércio eletrônico, além do maior uso de material hospitalar descartável como máscaras e luvas, o consumo de plásticos explodiu durante a pandemia do coronavírus. O aumento do …

Cientistas explicam por que não se consegue parar a pandemia

Cientistas turcos descobriram que a quantidade de vírus SARS-CoV-2 no organismo de pacientes assintomáticos é mais alta do que nos que apresentam sintomas, o que diferencia radicalmente o novo coronavírus de outros patógenos e explica …

Al-Ahly venceu Liga dos Campeões da CAF

A equipa egípcia do Al-Ahly arrecadou o troféu da Liga dos Campeões da Confederação Africana de futebol pela nona vez ao derrotar o outro clube egípcio, o Zamalek, por 1-2. A final 100% egípcia decorreu no …

Monolito misterioso achado no deserto dos EUA desaparece

O misterioso monolito de metal que causou grande especulação após sua descoberta em um deserto no estado americano de Utah, nos EUA, aparentemente desapareceu, segundo funcionários locais. O escritório de administração fundiária do estado de Utah …

Parlamento iraniano assina texto que impede inspeção de centrais nucleares

A proposta é uma represália ao assassinato do cientista Mohsen Fakhrizadeh, chefe do Departamento de Pesquisa e Inovação do Ministério da Defesa, nesta sexta-feira (27). O governo iraniano responsabilizou Israel pelo crime, dizendo que …

Campanha pede debate da Globo online após Boulos testar positivo para covid-19

De última hora, o candidato à Prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos (PSOL), testou positivo para covid-19. Nessa sexta-feira (27), haveria o último debate antes das eleições entre ele e o candidato à reeleição Bruno Covas …

MDZhB: a misteriosa rádio soviética que segue emitindo sinais e ruídos há quase 50 anos

Uma misteriosa estação de rádio segue ininterruptamente transmitindo somente ruídos estáticos interrompidos por sons robóticos há mais de quatro décadas. Conhecida como UVB-76 ou MDZhB, os sinais da rádio são transmitidos de dois diferentes pontos da …

Atmosfera da Terra primitiva pode ter sido tão tóxica quanto a de Vênus hoje

Pesquisadores tentaram reproduzir o equilíbrio delicado entre os gases que evaporaram do oceano de magma e a atmosfera que eles podem ter criado, e descobriram que esta seria fina e composta por dióxido de carbono …