Elefantes são estranhamente resistentes ao câncer; e isso pode servir aos seres humanos

Uma equipe de pesquisa que examinou pedaços relativamente subexplorados de DNA de mamíferos encontrou mais pistas sobre a habilidade extraordinária dos elefantes de evitar o câncer; e determinou que os genes responsáveis pela mitigação do dano nas células do elefante também podem ser encontrados em seres humanos.

A maioria dos mamíferos são propensos ao câncer, com exceção dos elefantes. Estes animais não são completamente imunes, mas quando comparados aos humanos, os elefantes raramente o contraem – especialmente considerando que têm 100 vezes o número de células dos humanos. O estudo com as conclusões foi publicado neste nês nos Cell Reports.

O câncer ocorre quando uma célula se altera aleatoriamente durante a divisão, pelo que apenas cerca de 1 em cada 20 elefantes desenvolvem a doença, em comparação com 1 em cada 5 humanos, é extremamente curioso.

Os cientistas tentavam descobrir a razão por trás desse fato há décadas. Há poucos anos, uma equipe de pesquisadores transformou essa característica incrível em uma superabundância de um gene chamado p53, que suprime os tumores. Os elefantes africanos possuem 40 cópias da p53. Os seres humanos têm apenas um.

Mas agora uma equipe de cientistas da Universidade de Utah, nos EUA, encontrou mais pistas de como ocorre esta “imunidade” nos elefantes – e não se resume ao gene p53.

A equipe estudou o que era conhecido há várias décadas como “junk DNA” – o pedaço de DNA que não codifica proteínas. No entanto, isso não o torna inútil. Estudos recentes descobriram que o junk DNA desempenha outras funções, como ser capaz de controlar quando e onde os genes serão expressados.

“As pessoas apelidavam aquele pedaço de ‘DNA de lixo’ quando se referiam às regiões não codificadas, mas eu prefiro olhar para isso como uma selva ainda por explorar”, disse o neurobiologista Christopher Gregg, da Universidade de Utah.

“Estamos explorando as regiões não codificadas para tentar descobrir novas partes do genoma que possam controlar diferentes doenças”, explicou.

A equipe pesquisou as partes do genoma do elefante que são comuns a todos os vertebrados, mas evoluíram especificamente mais rápido em elefantes. Os cientistas examinaram essas regiões para obter elementos que ajudem a resistir a mutações – e, portanto, ao câncer.

Os cientistas identificaram três genes no DNA dos elefantes – FANCL, VRK2 e BCL11A – depois de expô-lo à radiação gama e terem observado como respondeu aos danos. Esses genes em particular estão envolvidos no reparo do DNA que protege contra mutações – e estão fortemente associados às acelerações dos elefantes.

Como os vertebrados têm muito DNA em comum, muitos outros mamíferos também têm esses genes. As versões humanas não nos protegem do câncer da mesma maneira que parecem fazer nos elefantes, mas saber quais são esses genes pode nos ajudar a determinar se podemos realizar uma mudança semelhante nos nossos próprios genes.

Outros animais que a equipe estudou foram o morcego em hibernação, para estudar anormalidades dos membros, a orca e golfinho, para estudar o desenvolvimento da cúria e da corneia, bem como a adaptação a ambientes de alta pressão para estudar distúrbios de coagulação sanguínea, o rato-toupeira-pelado, para estudar o desenvolvimento do olho e do glaucoma, e o esquilo terrestre, para estudar albinismo e a síndrome do leopardo.

Pesquisas futuras serão necessárias para determinar se essas regiões aceleradas em outros mamíferos podem ser aplicadas terapeuticamente para ajudar a controlar doenças em seres humanos.

“Estamos olhando para um território inexplorado”, disse Gregg. “Esse método nos dá uma nova maneira de explorar o genoma e potencialmente descobrir novas abordagens para identificar, diagnosticar e tratar doenças“.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Caminhão com dobro do peso autorizado causou queda de ponte na França

O desabamento de uma ponte no sul da França, que causou a morte de duas pessoas na manhã de segunda-feira (18), foi provavelmente provocado pela passagem de um caminhão que pesava mais de 40 toneladas, …

Suécia suspende investigações de estupro contra Julian Assange

Autoridades da Suécia anunciaram nesta terça-feira (19) que vão desistir das investigações de estupro contra Julian Assange, fundador do WikiLeaks, que segue preso em Londres. Depois de terem sido suspensas em 2017, as investigações foram …

Novo mapa de Titã revela que a lua de Saturno é coberta por material orgânico

Cientistas montaram o primeiro mapa geológico global de Titã, uma das principais luas de Saturno, graças aos dados fornecidos pela sonda Hyugens — lançada em 1997 com a missão Cassini. Além de ser a única lua …

Desmatamento na Amazônia atinge maior nível desde 2008

Entre agosto de 2018 e julho de 2019, o desmatamento da Floresta Amazônica cresceu 29,5% em comparação com os 12 meses anteriores. Ao todo, a floresta perdeu uma área de 9.762 km² (equivalente a sete …

Conheça a vodka feita de ‘nada’, produzida a partir de energia solar, água e CO2

Bebida originária da Europa Oriental, a vodka é um destilado que pode ser obtido a partir do arroz, cevada, milho, trigo, centeio e até ervas. E se a gente te contasse que um grupo de empreendedores …

EUA mudam posição histórica e afirmam que colônias de Israel não são ilegais

Os Estados Unidos afirmaram nesta segunda-feira (18) que não consideram mais os assentamentos de Israel na Cisjordânia ocupada uma quebra do direito internacional. A mudança foi anunciada pelo secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, que …

Trump poderá depor no inquérito sobre seu impeachment na Câmara dos Representantes

O presidente Donald Trump anunciou nesta segunda-feira  que poderá testemunhar no comitê de investigação da Câmara dos Representantes, que avalia a possibilidade de pedir seu impeachment. O pedido foi feito pela líder dos democratas, Nancy …

Buraco negro supermassivo disparou estrela em altíssima velocidade

Há cerca de cinco milhões de anos uma estrela foi lançada do buraco negro supermassivo que fica no centro da Vial Láctea, Sagittarius A. Os cientistas imaginam que a velocidade inicial era de milhares de …

Ataque a tiros deixa mortos em festa de quintal na Califórnia

Quatro pessoas morreram e ao menos seis ficaram feridas neste domingo em um novo ataque com arma de fogo no estado da Califórnia, nos Estados Unidos. Familiares e amigos assistiam a um jogo de futebol no …

Jovem norueguesa monitora quase 500 perfis nas redes sociais para evitar suicídios

Ingebjørg Blindheim tem 22 anos e já ganhou o apelido de “salva-vidas”. A norueguesa monitora quase 500 perfis nas redes sociais buscando identificar usuários que possam estar próximo de cometer suicídio. Quando percebe uma situação de …