Em estudo polêmico, peixe pequeno parece tão autoconsciente quanto chimpanzés e golfinhos

Rickard Zerpe / Wikimedia

Bodião-limpador (Labroides dimidiatus)

Uma nova pesquisa japonesa mostrou que uma espécie de peixe pequeno pode passar em um teste que é amplamente considerado o “padrão de ouro” da inteligência animal.

Até hoje, apenas alguns animais considerados bastante inteligentes – além de nós – haviam passado neste teste de autorreconhecimento, como grandes símios (gorilas, chimpanzés, bonobos e orangotangos), golfinhos-nariz-de-garrafa e elefantes-asiáticos.

Mas uma nova pesquisa japonesa mostrou que uma espécie de peixe pequeno pode passar em um teste que é amplamente considerado o “padrão de ouro” da inteligência animal. O estudo foi publicado em um artigo na revista científica PLOS Biology.

À luz dessa descoberta inesperada, os pesquisadores argumentam que pode ser hora de repensarmos como testamos a inteligência animal.

A equipe internacional de pesquisa liderada por Masanori Kohda, especialista em comportamento de peixes da Universidade da Cidade de Osaka (Japão), concluiu que o bodião-limpador (Labroides dimidiatus) mostra sinais de reconhecimento ao se olhar em um espelho.

O bodião, que se alimenta de parasitas que “limpa” de outros peixes, parece passar no teste do “autorreconhecimento espelhado”, há muito considerado uma marca da autoconsciência em animais.

Se isso significa que ele é autoconsciente, ou se significa que este é um teste ruim de autoconsciência, é algo que está agora em debate.

O estudo

Quando os pesquisadores colocaram um espelho nos tanques dos peixes, 7 de 10 animais o atacaram, o que significa que provavelmente viram suas reflexões como rivais. Ao longo de uma semana, no entanto, os animais atacaram o espelho cada vez menos e acabaram parando quase inteiramente.

Quando esse comportamento desapareceu, outro tomou o seu lugar: os bodiões começaram a nadar de cabeça para baixo, o que nunca havia sido observado antes em qualquer indivíduo dessa espécie. Parece que estavam inspecionando suas reflexões de uma nova maneira.

As coisas ficaram ainda mais interessantes quando os pesquisadores colocaram uma marca nas gargantas dos peixes, que eles só podiam ver no espelho.

Em vez de morder o reflexo no espelho, como um bodião-limpador faria ao limpar outro peixe, um movimento que significaria que ele não passou no teste, o animal pareceu tentar limpar a marca de sua própria garganta mergulhando no fundo do tanque.

Quando os cientistas usaram uma marca transparente ou removeram o espelho, o comportamento cessou, sugerindo que ver a marca no espelho era a dica que levava o peixe a tentar se limpar.

Os resultados provocaram polêmica entre a comunidade científica. Alguns pesquisadores veem o teste de espelho como uma medida do tipo “tudo ou nada”, que não leva em conta diferenças sutis na cognição e no comportamento animal. Só porque os peixes parecem autoconscientes, não significa que tenham um senso claro de “eu” da mesma forma que os humanos têm.

Capacidades cognitivas complexas evoluem de baixo para cima em pequenos passos incrementais a partir de traços mais básicos compartilhados por uma ampla gama de espécies”, defendeu Frans de Waal, professor de comportamento primata da Universidade Emory, em um editorial encomendado pela revista PLOS Biology para abordar o debate.

Embora o teste possa ser uma maneira imperfeita de medir a autoconsciência, os resultados de fato indicam que os bodiões estão exibindo algum tipo de comportamento que merece estudo adicional.

Ressalvas

O teste de autorreconhecimento do espelho envolve três fases: reações sociais em direção à reflexão; comportamentos idiossincráticos repetidos em direção ao espelho; e observação frequente de sua reflexão. Conforme foi descrito pelos pesquisadores, os peixes se engajaram em todos esses comportamentos.

O que de Waal argumenta é que não está claro se os peixes estão realmente tentando se limpar por causa do que viram no espelho. Talvez eles estejam apenas se limpando reflexivamente depois de verem o que pensam ser outro indivíduo com um parasita. Afinal, o comportamento não é novo.

“A evidência mais convincente seria um comportamento único, nunca visto sem um espelho, enquanto a autolimpeza é um padrão fixo de ação em muitos peixes. Podemos precisar de um estudo aprofundado desse padrão específico antes de podermos determinar o que significa quando realizado diante de um espelho”, sugere de Waal.

Uma dificuldade deste tipo de pesquisa é que os testes que podem ser realizados em um peixe são bastante limitados.

Ao contrário da tromba de um elefante ou dos dedos de um chimpanzé, o bodião não tem um apêndice que usa para explorar seu próprio corpo. Portanto, os cientistas só podem inferir porque o peixe está tentando se limpar, enquanto um chimpanzé inspecionando seu corpo, por exemplo, é um sinal bastante claro de que ele entende o que está olhando em um espelho.

Então, será que o bodião-limpador é tão inteligente quanto um golfinho? Por enquanto, é difícil dizer. Mas está claro que os cientistas precisam descobrir uma nova maneira de avaliar a inteligência animal.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Vacina covid-19. As respostas para as 10 perguntas mais procuradas sobre vacinação nas últimas 24 horas

A aprovação da CoronaVac (Sinovac/Instituto Butantan) e da CoviShield (FioCruz/Universidade de Oxford/AstraZeneca) representou um enorme avanço para conter a pandemia de covid-19, que já vitimou quase 210 mil brasileiros. Essas duas vacinas são as primeiras …

Satélites Starlink agora são invisíveis a olho nu, mas não para telescópios

Quando a SpaceX lançou as primeiras 60 unidades da rede Starlink em maio de 2019, a comunidade científica expressou preocupações, prevendo que as observações astronômicas seriam afetadas pelo brilho das unidades que compõe a constelação …

Sites de Apostas Legalizados no Brasil: fique atento

Com o crescimento dos sites de apostas esportivas, é preciso ficar atento a quais deles atuam de maneira legal no mercado e quais estão trabalhando ilegalmente. Infelizmente, os novatos no mundo das apostas podem acabar tendo …

Europa e EUA exigem que Rússia liberte Alexei Navalny

Detenção do ativista russo gera onda de condenações no Ocidente, sendo classificada como tentativa inaceitável de silenciar o crítico de Putin que foi alvo de envenenamento. Juiz determina prisão preventiva por 30 dias. A União Europeia, …

"O que vai curar a economia é a vacinação", diz economista do setor de comércio brasileiro

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) reduziu a previsão de crescimento do setor mesmo com o início da vacinação. Para discutir a questão, a Sputnik Brasil conversou com Fábio Bentes, …

Covid-19: Austrália não deve reabrir fronteiras antes de 2022

A Austrália não deve reabrir suas fronteiras para viajantes estrangeiros em 2021, apesar do avanço das campanhas de vacinação em todo o mundo. A afirmação é do secretário da Saúde, Brendan Murphy, um dos …

Burger King revela seu 1º sanduíche 100% vegano

As lojas britânicas do Burger King agora têm um sanduíche inteiramente vegano. Desde o último dia 11 de janeiro a rede de fast food disponibiliza em seu cardápio no país o Vegan Bean Burger, um …

Novo implante controla fome e pode substituir cirurgia bariátrica

Um implante simples de um dispositivo sem fio, que controla o apetite, pode substituir a cirurgia bariátrica. Ele foi criado por médicos e pesquisadores da Universidade A&M do Texas, EUA e pode ajudar na perda de …

Amazon abre tecnologia da Alexa para montadoras de carros e outras empresas

A Amazon anunciou nesta sexta-feira (15) que dará a empresas terceiras a possibilidade de acessar a inteligência artificial central que sustenta a Alexa, a assistente de voz da marca. E as montadoras de automóveis serão as …

Com abstenção recorde de 51,5%, ministro da Educação considera Enem um 'sucesso'

A abstenção no primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, realizado neste domingo (17), foi recorde e atingiu 51,5%. O nível de abstenção supera o pior índice registrado até agora, em 2009, quando …