Empresa sueca implanta microchips nas mãos de funcionários

Os implantes cibernéticos ainda estão longe de se popularizarem, mas a Epicenter, uma empresa de Estocolmo, na capital da Suécia, quer mostrar que o uso desses componentes pode trazer mais praticidade no dia a dia dos usuários.

Tanto é que, dos quase 2 mil funcionários presentes na companhia, 150 já circulam com microchips implantados em suas mãos.

A técnica, mais conhecida como biohacking, consiste em implantar peças eletrônicas no corpo humano para interagir com o mundo real.

No caso da Epicenter, os microchips, que têm o tamanho de um grão de arroz, são “instalados” através de uma injeção na área que fica entre os dedos polegar e indicador. O processo dura apenas alguns segundos e não causa dores ou sangramentos.

O implante funciona por meio da tecnologia NFC, a mesma encontrada em smartphones e cartões de crédito. Ao ser ativado por um leitor a poucos centímetros de distância, uma certa quantidade de dados é transmitida entre as duas plataformas via ondas eletromagnéticas.

De acordo com a startup sueca, o chip é “passivo“, ou seja, ele guarda informações que podem ser lidas por outros dispositivos, mas não é capaz de ler essas informações.

Patrick Mesterton, CEO da Epicenter, afirma que os funcionários não foram obrigados a implantar o chip, mas toparam participar do experimento por livre e espontânea vontade.

Segundo o executivo, a tecnologia permite que os empregados abram portas automaticamente, liberem o uso de impressoras e comprem produtos em máquinas de autoatendimento. “O maior benefício é a conveniência porque [o microchip] substitui um monte de coisas que você já tem, como cartões de crédito ou chaves”, destacou.

Controvérsias

Mesmo com a praticidade, Mesterton reconhece que modificar o corpo ao colocar esse tipo de implante pode ser um movimento arriscado. “É claro que inserir coisas assim no próprio corpo significa dar um grande passo, até mesmo para mim, que fui o primeiro [a fazer a intervenção]”, disse.

De acordo com Ben Libberton, microbiologista do Instituto Karolinska, também em Estocolmo, hackers mal-intencionados podem tirar proveito desse tipo de tecnologia porque “os dados que você poderia conseguir de um chip implantado no seu corpo são muito diferentes dos dados que você pode extrair de um smartphone”.

“Teoricamente, você poderia obter dados sobre sua saúde, localização, quantas vezes você foi ao trabalho e por quanto tempo trabalhou, ou se você tem tirado muitas pausas para ir ao banheiro”, afirmou.

Ainda segundo Libberton, esse tipo de implante cibernético levanta questões sobre o que aconteceria com suas informações se elas forem coletadas de forma indiscriminada, quem as usaria e com qual propósito.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Confira o que cérebro de abelhas tem em comum com o de humanos

Segundo cientistas, existem semelhanças entre a atividade cerebral das abelhas-europeias e a dos humanos, o que poderia levar abelhas a serem usadas para estudar funções cerebrais dos humanos. As oscilações alfa (a atividade eléctrica gerada pelo …

Síndrome bizarra: esse é o primeiro caso de uma pessoa que urina álcool

Médicos do hospital da Universidade de Pittsburgh Medical Center (EUA) relataram o primeiro caso de uma síndrome bizarra na qual a pessoa urina álcool. Em outras palavras, o álcool se forma naturalmente na sua bexiga, …

Amazon abre seu primeiro supermercado que não aceita dinheiro

Dois anos depois de a Amazon inovar no ramo das lojas de conveniência abrindo a sua própria rede que aceita apenas pagamentos virtuais, a empresa está pronta para dar o próximo passo: nesta terça-feira (25), …

Não há motivo para pânico por coronavírus no Brasil, dizem especialistas

O primeiro caso do novo coronavírus no Brasil, confirmado nesta quarta-feira (26/02), levou o estado de São Paulo, onde reside o paciente infectado, a montar um centro de contingência para enfrentamento da doença. Quatro mil leitos, …

Abolição da pena de morte no Colorado entra em vigor em julho

O Colorado, no oeste americano, se tornou o vigésimo segundo estado dos Estados Unidos a abolir a pena capital, depois de um intenso e longo debate, especialmente por parte da oposição republicana. O fim da …

Cannabis tem potencial terapêutico como antibiótico, segundo cientistas

Uma equipe de cientistas da Universidade McMaster, no Canadá, estabeleceu que o canabigerol (CBG) tem potencial no tratamento de bactérias patogênicas. Cientistas da Universidade McMaster no Canadá identificaram um composto antibacteriano gerado pela maconha que poderia …

Escócia será o primeiro país a distribuir absorventes menstruais gratuitamente

O Parlamento autônomo da Escócia deu um passo em direção à gratuidade dos absorventes higiênicos para mulheres - decisão inédita no mundo. A proposta de lei foi votada por 112 deputados e visa lutar contra …

Não precisa sofrer. Carnaval começa cedo em 2021

Com a chegada da quarta-feira de Cinzas, está declarado o fim do Carnaval 2020… Ok, vai… Dá para fazer mais um bota fora na sexta e sábado dessa semana, pois, como sempre, brasileiro dá o …

Coronavírus: antiga vacina pode ter resposta para prevenção contra Covid-19

Novos casos do coronavírus SARS-CoV-2 continuam a se espalhar pelo mundo, mesmo que em velocidade menor de propagação, e sem nenhuma vacina ou medicamento para a prevenção — pelo menos até agora. Já são mais de …

Líderes políticos condenam apoio de Bolsonaro a ato anti-Congresso

Presidente teria compartilhado com aliados convocação para manifestações a seu favor e contra o Legislativo. Lula, FHC, OAB e outras lideranças alertam contra ameaça às instituições democráticas e à Constituição. Líderes políticos de várias correntes e …