Árabes vão rebocar iceberg da Antártida para fazer chover no Oriente Médio

Os Emirados Árabes Unidos planejam rebocar icebergs da Antártida até os mares do Oriente Médio como uma forma de influenciar o clima local para provocar mais chuvas.

Esta é mais uma medida megalômana dos Emirados Árabes Unidos (EAU) que planejam construir também uma montanha para fazer chuva e, assim, encarar a falta d’água doce que assola o país e todo o Oriente Médio.

O Iceberg Project, como é denominado pela empresa dos EAU que teve a ideia, a National Advisor Bureau Limited, visa levar icebergs desde a Antártida até a costa de Fujairah com o intuito de obter uma nova fonte de água potável na região.

Cada iceberg contém cerca de 20 bilhões de litros de água doce que seriam suficientes para serem fornecidos a cerca de um milhão de pessoas, ao longo de cinco anos, adianta a empresa, conforme cita o site GulfNews.com.

Quando o iceberg entrar em contato com o ar quente da região, “o ar frio que sai” dele, “próximo das costas do Mar Árabe, causará tempestades por todo o Golfo Árabe e pela região sul da Península Árabe, ao longo de todo o ano”, explica no mesmo site o diretor de gestão da empresa, Abdullah Mohammad Sulaiman Al Shehi.

Criará um vórtice que atrairá nuvens de toda a região”, refere o responsável, apontando para a criação de uma espécie de micro-clima local com mais chuva.

“À medida que o ar que sobe se expande, esfria e condensa devido à redução da pressão do ar, o vapor da água é recolhido nas nuvens, elas ficam pesadas e a chuva cai”, explica ainda Al Shehi.

Além disso, o derreter do iceberg “vai libertar água para o Mar Árabe, em uma tentativa de reconstituir o equilíbrio ecológico, de reduzir a salinidade debaixo da água, causada pela descarga de salmoura de fábricas de dessalinização, e de restaurar a biodiversidade”, destaca a empresa, citada pelo ArabianBusiness.com.

E como se tudo isto não bastasse, será ainda uma “atração turística única” para o Oriente Médio, dizem os responsáveis pelo projeto.

A ideia da empresa é começar a empreitada já em 2018, conforme salienta Al Shehi, dizendo ainda que um “simulador” prevê a demora de até um ano para se rebocar um iceberg do Polo Sul até os EAU. O GulfNews.com informa que, segundo cálculos do Google Maps, 12.600 quilômetros estão em causa.

O projeto se baseia na ideia mais abrangente da empresa de Al Shehi que quer transformar o Deserto Empty Quarter, que preenche a Península Árabe ao longo de 650 mil metros quadrados, passando pela Arábia Saudita, Iêmen, Omã e EAU, em um imenso jardim.

A empresa também tem em andamento um projeto que visa ligar os rios do Paquistão aos EAU através de canais submarinos.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"

As medidas de isolamento social adotadas para conter o novo coronavírus (SARS-CoV-2) estão deixando a Terra mais silenciosa - ao menos para os “ouvidos” sensíveis dos sismógrafos. É que as atividades humanas, tais como a circulação …

IA sincronizada com música cria rostos falsos, o resultado pode se aterrorizante

As pessoas ainda aprendem a melhor forma de empregar as redes neurais artificiais, aprendizado de máquina e avanços em inteligência artificial. Entre as pesquisas práticas há a busca por empregar essas técnicas de forma a …

Coronavírus: 92% das mães nas favelas dizem que faltará comida após um mês de isolamento

"Muitas pessoas entraram na linha de pobreza da noite para o dia. O casal que trabalhava no shopping na semana retrasada, que recebia por semana, fez a compra da semana passada e nesta semana já …

Dois anos após mortes de Marielle e Anderson, Anistia Internacional cobra identificação de mandantes

Dois anos após os assassinatos da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e do motorista Anderson Gomes, em 14 de março de 2018, o crime permanece sem solução e ilustra a impunidade no combate à violência …

Coronavírus poderia ser a 1ª de muitas outras pandemias futuras, adverte cientista

Apesar do registro de mais de um milhão de infectados à escala mundial, a doença poderia ser suplantada por patologias bem mais perigosas. Comparando com as doenças que poderiam reaparecer como resultado do aquecimento global, o …

Pesquisadores portugueses revelam que os neandertais foram pioneiros na exploração de recursos marinhos

Um novo estudo liderado por pesquisadores da Universidade de Lisboa (Portugal) descobriu que a familiaridade dos hominídeos com o mar e os seus recursos é muito mais antiga do que se pensava – ao que …

Filipinas: presidente Duterte diz que polícia deve matar quem perturbar confinamento

O presidente filipino, Rodrigo Duterte, disse que as forças de ordem podem abater qualquer pessoa que provoque “transtornos” nas regiões onde o confinamento da população foi decretado. As autoridades do país tentaram minimizar as declarações …

Evangélicos fazem coro com Bolsonaro e negam riscos do coronavírus

O presidente Jair Bolsonaro gosta de copiar o seu ídolo americano, Donald Trump – da suposta inofensividade do coronavírus até os poderes de cura de medicamentos como cloroquina e hidroxicloroquina, passando pela teoria da conspiração …

'Estamos em guerra': França confiscou 1 milhão de máscaras destinadas à Espanha e Itália

Os dois países se envolveram em uma disputa diplomática depois que parte das máscaras com destino a outros países vindas da China foram retidas em cidades francesas. As autoridades francesas apreenderam milhões de máscaras que uma …

Sobrevivente da 2ª Guerra e Gripe Espanhola se cura do coronavírus ao 104 anos

Depois da Segunda Guerra Mundial e da pandemia de gripe espanhola, a nova inimiga do soldado aposentado William ‘Bill’ Lapschies, nascido em Salem em 1916, foi a Covid-19 – e ele venceu a batalha! Aos 104 …