Encontradas substâncias cancerígenas em fraldas de bebê

A maioria das fraldas para bebê analisada num estudo revela a presença de produtos tóxicos, incluindo de substâncias classificadas como cancerígenas.

Esta pesquisa feita na França envolveu 12 marcas de fraldas de bebê e só duas não continham produtos tóxicos, designadamente a “Mots d’enfants” do hipermercado E.Leclerc e a “Love & Green”.

A investigação, divulgada através da publicação do Instituto Nacional do Consumo (INC) de França, a revista 60 Millions de Consommateurs, passou a pente fino a composição das marcas e os testes revelaram a presença de “resíduos potencialmente tóxicos” em 10 dos 12 produtos analisados.

A mesma publicação já tinha alertado, no ano passado, para a presença de resíduos tóxicos em tampões e absorventes.

Um outro estudo divulgado em 2016 revelou também que produtos cosméticos para bebês, como toalhitas, óleos e produtos de banho, contêm ingredientes de alto risco.

Vestígios de pesticidas como o glifosato

Agora, é a vez da organização francesa de defesa do consumidor alertar para a presença de resíduos de pesticidas como o glifosato, o princípio ativo do herbicida Roundup e que é apontado como cancerígeno, em algumas das marcas de fraldas analisadas.

Os autores do estudo ainda detectaram vestígios de dioxinas e de hidrocarbonetos aromáticos policíclicos, um derivado do petróleo que está classificado como cancerígeno pela União Europeia.

Também se apurou a presença de compostos orgânicos voláteis irritantes e neuro-tóxicos em nove das 12 marcas analisadas.

“Em todos os casos, as concentrações permanecem abaixo dos limiares estabelecidos pelos regulamentos – quando existem tais limites”, salienta a 60 millions de consommateurs.

Mas estando em causa bebês, de grande vulnerabilidade, “qualquer resíduo potencialmente perigoso deve ser descartado das fraldas”, alerta a revista.

Até porque “não há, atualmente, qualquer avaliação do risco para o caso de fraldas aplicadas diretamente sobre a pele, durante todo o dia”, conforme refere a autora do estudo, Victoire N’Sondé, citada pelo site francês 20minutes.

Plástico “suave como a seda”

O estudo critica ainda os fabricantes de fraldas por não serem transparentes relativamente à composição destes produtos.

“Contrariamente ao que sua cor sugere, as fraldas descartáveis, geralmente, não incorporam algodão“, explica a 60 millions de consommateurs, notando que “uma fralda convencional é, antes de mais, celulose, uma fibra feita de madeira, e diferentes materiais plásticos”.

A publicação também reforça que o material que fica em contacto com as nádegas do bebê, e que é vendido como sendo “suave como a seda”, é na verdade, plástico, mais especificamente polipropileno, um termo-plástico altamente resistente e de baixo custo. E isto verifica-se mesmo nas fraldas vendidas como ecológicas.

O INC deixa assim, o apelo ao governo para que imponha “uma legislação específica” a este tipo de produtos para bebê, de modo a “instaurar controlos mais rigorosos e obrigar os fabricantes a exibirem a composição exata dos seus produtos nas embalagens”.

SV, Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Metrô de Paris ficará em greve até segunda-feira contra reforma da Previdência

A greve dos metroviários de Paris contra o projeto de reforma da Previdência francesa foi prorrogada até segunda-feira (9). Nas assembleias-gerais realizadas pela categoria na manhã de quinta-feira (5), primeiro dia da paralisação, quase todos os …

"Operação Maleta Verde", o escândalo que atinge governo e oposição na Venezuela

Com semblante mais sério que de costume, Juan Guaidó, reconhecido como presidente interino da Venezuela pelos Estados Unidos, pelo parlamento da União Europeia e por vários países da América Latina, dirigiu-se a jornalistas reunidos em …

Sarampo causou mais de 140 mil mortes em 2018

De acordo com OMS, maioria das vítimas tinha menos de cinco anos de idade e não havia sido vacinada. No ano passado, foram registrados quase 10 milhões de casos da doença no mundo. O sarampo causou …

O que contribuiu em peso para o 'colapso maia'?

Pesquisas recentes reforçam a teoria de que o colapso de muitas das grandes cidades maias mesoamericanas estava relacionado a períodos prolongados de seca, alguns de até 200 anos. Nayelli Jiménez Cano, pesquisadora do Laboratório de Zooarqueologia …

Com 39% da população abaixo da linha da pobreza, Ruanda patrocina PSG e causa polêmica

O time de futebolParis Saint-Germain (PSG) divulgou nesta quarta-feira (4), uma parceria de três anos com o governo de Ruanda, sem especificar o valor. Em maio de 2018, o país africano já havia assinado um acordo …

Os pássaros estão encolhendo, e você nunca vai adivinhar por quê

De acordo com um novo estudo americano, devido a mudança climática, os pássaros estão encolhendo em tamanho, embora a envergadura de suas asas esteja ficando maior. “Descobrimos que quase todas as espécies estavam ficando menores. As …

Navio de combate alemão da 1ª Guerra Mundial é encontrado nas Malvinas

Um cruzador alemão, afundado pelos britânicos durante a Primeira Guerra Mundial em 8 de dezembro de 1914, foi achado perto da costa das ilhas Malvinas. Trata-se do SMS Scharnhorst, principal navio da esquadra do almirante Maximilian …

Impeachment de Trump avança nos EUA: entenda o caso em poucas palavras

Você já deve ter ouvido falar que a reação a um polêmico telefonema com um líder estrangeiro ameaça o futuro da Presidência de Donald Trump. O presidente americano enfrenta um inquérito de impeachment sob a acusação …

Twitter vai ser mais rígido com conteúdo adulto na internet e preocupa criadores

Desde o ano passado tem sido mais difícil para os criadores de páginas com o perfil NSFW (Not Safe for Work ou não seguro para ver no trabalho — impróprio, em tradução livre) ter seus …

Otan tenta exibir união, enquanto líderes são flagrados falando de Trump

Chefes de Estado e de Governo de 29 países participaram nesta quarta-feira (4) do segundo dia da cúpula de aniversário de 70 anos da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), em Watford, nos arredores …