Alunos de escola particular dão bolsas para alunos da pública no Paraná

(dv) Tony Minighini

Alunos da escola St. James’ Internacional School, no Paraná, deram a três estudantes bolsas integrais para estudarem do primeiro ao terceiro ano do ensino médio no colégio particular. Os felizardos foram Bruno Oliveira Campos, Bruno Souza Milke e Evelyn Klein, que até o 9º ano do ensino fundamental estudavam em escolas públicas de Londrina.

A iniciativa é dos adolescentes Giovanna Lino e Andre Abudi, líderes do projeto Leadership, inspirado em universidades e colégios dos Estados Unidos que escolhem alunos pela meritocracia: boas notas e bom exemplo no comportamento e nas atitudes.

Faz pouco mais de três anos que a equipe pedagógica do colégio tem incentivado os alunos a tomar iniciativas de liderança.

“Os alunos disseram que queriam ter mais convívio com estudantes que estivessem em uma situação maior de vulnerabilidade e que eles também tivessem acesso ao ensino bilíngue”, conta Márcia Kobayashi, diretora geral da escola.

Ela percebeu nos estudantes uma vontade de compartilhar o que têm e o colégio bancou a ideia. A partir daí, os alunos organizaram tudo: pesquisaram modelos de bolsas, ligaram para escolas públicas – algumas não abriram espaço para o projeto deles – e, por fim, organizaram uma seleção para escolher três bolsistas.

Seleção

Mais de 60 adolescentes se inscreveram e realizaram provas de redação, português e matemática, fizeram entrevistas com os futuros colegas, uma dinâmica de grupo e, por fim, uma conversa com a própria diretora.

Os três escolhidos estudam desde o início do ano de graça, o que farão até o último ano do ensino médio, no St. James. Por mês, eles teriam de pagar uma mensalidade em torno de R$ 2,4 mil, incluindo material e uniformes, pelo primeiro ano do ensino médio.

“Muitos colegas nos desencorajaram, dizendo que ia ser mais difícil, ou que não seriam bem acolhidos. Mas não foi o que aconteceu. Fiquei animada com a oportunidade. E a recepção foi muito boa“, diz Evelyn.

“Eu também fiquei animado e fui com a intenção de passar. Há uma diferença enorme de conteúdo, uma carga pesada de estudo, mas no terceiro dia os colegas já nos chamaram para sair”, conta Bruno Souza.

“Não é mais difícil ou mais fácil. São provas mais puxadas, temos que estudar. Mas é o aluno que tem a mentalidade que o faz querer ser grande, ser alguém na vida”, ressalta Bruno Oliveira.

Oportunidade

A ideia era aproximar duas realidades. “O projeto era para envolver a escola pública”, diz Giovanna. E oferecer aos estudantes selecionados as oportunidades que eles mesmos tiveram. “Pensamos em dar acesso aos alunos esforçados a um ensino melhor para estarem mais preparados”, complementa André, que aguarda o início da aulas de administração na Pensilvânia, nos EUA.

Agora, os alunos aguardam ansiosamente o primeiro boletim, para ver se as aulas no contraturno estão ajudando-os a superar as dificuldades na diferença de conteúdo.

E, se tudo der certo, a escola avalia abrir um novo processo de bolsas nesse mesmo formato, tudo organizado pelos alunos, para outros estudantes ingressarem no ano que vem.

Ciberia // Duo / Só Notícia Boa

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Floresta tropical de mais de 90 milhões de anos é descoberta na Antártica

Os restos do que outrora teria sido uma floresta tropical na Antártica foram descobertos em uma amostra de gelo obtida no continente congelado. A floresta, que existiu há 90 milhões anos, quando os dinossauros ainda habitavam …

Há uma mensagem codificada no rover Perseverance, que será enviado a Marte

Em breve, a missão Mars 2020 levará, no rover Perseverance, três chips com os nomes de 10.932.295 pessoas ao Planeta Vermelho. Uma foto da placa onde os chips estão anexados foi divulgada, mas o que …

Brasil ruma para "tempestade perfeita" em meio a pandemia

Abril teria sido um mês ocupado para os hospitais brasileiros, de qualquer modo: enquanto a população ainda enfrentas o vírus da dengue, a estação da gripe vai começar a se manifestar. Em 2020, porém, o …

Empresa japonesa testa nova molécula contra a Covid-19

O grupo japonês Fujifilm anunciou nesta quarta-feira (1) o início de testes clínicos de seu medicamento antigripal Avigan para avaliar sua eficácia contra o novo coronavírus. Até o final de junho, o produto vai ser …

Razão pela qual tubarões caçam em torno da Europa e EUA é revelada

Tubarões e grandes prestadores marinhos evitam caçar em águas quentes equatoriais e preferem viver mais ao norte e ao sul, em zonas que compreendem a Europa, os Estados Unidos e a África do Sul. Os tubarões …

Os distanciamentos do coronavírus mudaram a maneira como a Terra se move

As pessoas têm ficado em casa para diminuir a velocidade com a qual o novo coronavírus se espalha. Mas essa atitude pode significar que o planeta também está se movendo um pouco menos. Pesquisadores que estudam …

Facebook não quis investigar desinformação vinda de site norte-americano

“Facebook” e “transparência” são duas palavras que geralmente estão juntas em pautas mais espinhosas, e desta vez não é diferente: segundo uma reportagem veiculada pelo jornal norte-americano The New York Times, a rede social mais …

Maduro denuncia navio turístico 'pirata' português que afundou embarcação da Marinha venezuelana

O presidente venezuelano Nicolás Maduro denunciou o ataque e afundamento de um barco da Marinha da Venezuela por um navio turístico "pirata", a noroeste da ilha de La Tortuga. Na noite de segunda-feira (30), o navio …

Mundo do futebol tenta atenuar perdas financeiras com reduções de salários

O mundo do futebol, como qualquer actividade que gera dinheiro e emprega pessoas, começa a sentir os efeitos do confinamento visto que em quase todas as partes do mundo não se pratica futebol e os …

Políticos da oposição pedem renúncia de Bolsonaro em manifesto

Haddad, Ciro, Boulos e outras lideranças endossam documento crítico à atuação do presidente diante da pandemia de coronavírus. Texto diz que Bolsonaro é um líder irresponsável e agrava a crise com mentiras e crimes. Políticos da …