Escultura de Tutancâmon: Egito quer processar casa de leilões para recuperar peça vendida por R$ 22 milhões

A venda de uma escultura com o rosto do faraó egípcio Tutancâmon está provocando uma disputa internacional.

O Egito, berço da peça histórica, afirmou que pretende contratar um escritório de advocacia no Reino Unido para abrir um processo contra a venda da escultura, realizada na semana passada pela casa de leilões Christie’s, em Londres, pelo valor de 4,7 milhões de libras (equivalente a R$ 22,2 milhões).

O leilão ocorreu a despeito de críticas do Egito, que alertara que provavelmente o artefato de Tutancâmon foi roubado nos anos 1970. O ministro egípcio de Antiguidades, Khaled al-Enany, disse à BBC que seu país vai tentar repatriar o artefato.

Já a Christie’s afirmou que todas as verificações necessárias foram feitas a respeito da procedência da peça e defendeu que a venda foi legal e válida. Segundo a casa de leilões, o artefato pertencia, já nos anos 1960, à coleção do príncipe alemão Wilhelm von Thurn und Taxis e foi vendido entre 1973 e 74 a um mercador austríaco.

A cabeça era parte de uma estátua maior, do deus Amen – importante divindade da época -, e tem 3.000 anos de idade.

Tutancâmon tinha nove anos quando se tornou faraó e reinou até os 19, entre 1333 e 1323 a.C. Ele foi um dos últimos faraós da 18ª dinastia, “período considerado a era de ouro do Egito Antigo, não apenas em termos de influência regional e cultural, mas também pelas incomparáveis beleza e qualidade das obras de arte produzidas na época”, diz a Christie’s.

A tumba de Tutancâmon, descoberta em 1922, foi a mais preservada já encontrada no Egito – cerca de 2.000 objetos estavam dentro dela. Essa descoberta, que foi um marco de arqueologia, fez de Tutancâmon o mais famoso faraó da história.

Peça bastante exibida

O rosto em quartzito, leiloado na semana passada, tem as mesmas feições do jovem faraó, segundo a Christie’s. Antes da venda – dentro de um lote de mais 32 artefatos egípcios -, a casa de leilões afirmou que a peça fora “bastante publicada e exibida nos últimos 30 anos” e que tinha procedência recente estabelecida.

Mas a Embaixada do Egito em Londres reclamou à Chancelaria britânica que a venda foi “inconsistente com tratados e convenções internacionais relevantes”.

O ex-ministro de Antiguidades egípcio Zahi Hawass argumenta que o rosto parece ter sido “roubado” nos anos 1970, do templo de Karnak. “Os donos (da peça) deram informações falsas (à casa de leilões)”, disse ele à agência France Presse. “Eles não mostraram nenhum documento legal para provar sua posse.”

Na noite de segunda-feira (8/7), o Comitê Egípcio de Repatriação de Antiguidades (NCAR, na sigla em inglês) expressou seu “profundo descontentamento sobre o modo antiprofissional como artefatos egípcios foram vendidos, sem a provisão de documentos de posse e sem provas de que os artefatos saíram do Egito de um modo legítimo”.

O comitê afirmou que vai acionar a Justiça britânica contra a venda da peça e pedir à Interpol (polícia internacional) que emita uma circular para “monitorar a venda ilegal de peças egípcias pelo mundo”.

“Não nos restou outra opção além de ir à Justiça para restaurar nossas antiguidades contrabandeadas”, disse Khaled al-Enany à BBC. “Não vamos poupar esforços até repatriarmos o busto de Tutancâmon e as demais 32 peças vendidas pela Christie’s. São uma herança da Humanidade que deveriam estar sendo exibidas para o público, em seu país de origem.”

Segundo a BBC apurou, diversos empresários e grupos de sociedade civil egípcios prometeram ajudar a financiar o processo judicial no Reino Unido, que também tem sido cobrado por autoridades no Cairo a impedir a exportação de antiguidades antes de elas serem checadas por autoridades egípcias.

Nesta terça (8/7), a Christie’s reiterou ter “claramente feito uma diligência” sobre as origens da peça de Tutancâmon.

“Reconhecemos que objetos históricos podem despertar complexas discussões sobre o passado. Nosso papel, hoje, é continuar a prover um espaço comercial transparente e legítimo sob os mais altos padrões para a transferência de objetos de uma geração de colecionadores para a outra”, disse a casa em comunicado. “A Christie’s não venderia nem vende qualquer peça na ausência de um claro título de propriedade e um cuidadoso entendimento de sua procedência moderna.”

// BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Quentin Tarantino diz que seu Star Trek será um “Pulp Fiction no espaço”

O cineasta ainda não sabe se ele fará o filme, mas se diz empolgado com o material. Se o projeto for produzido, terá classificação indicativa para maiores, e será um Pulp Fiction no espaço. As …

EUA dizem ter abatido drone iraniano no Estreito de Ormuz

Trump afirma que navio americano adotou medida defensiva após ser ameaçado por aeronave não tripulada iraniana. Teerã nega e sugere que americanos podem ter derrubado um de seus próprios drones. O presidente dos Estados Unidos, Donald …

Netflix lança jogo com a 3ª temporada de Stranger Things e expande universo da série

A Netflix estreou, no início de julho, a 3ª temporada do bem-sucedido seriado Stranger Things. Com temas e referências dos anos 80 e 90, a produção é um dos maiores sucessos de audiência que a …

Alemanha aprova obrigatoriedade de vacina contra sarampo

Governo dá luz verde para lei que prevê multa de até 2,5 mil euros para pais que não vacinarem filhos em idade escolar contra sarampo. Obrigatoriedade se estende a adultos que trabalham em creches e …

Trump sugere que congressistas "extremistas" deixem os EUA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, elevou o tom de suas críticas a quatro congressistas liberais do Partido Democrata, menosprezando a repercussão negativa da série de comentários considerados racistas feitos por ele nos últimos …

Nanodispositivo controlará qualidade da comida e melhorará diagnóstico médico

Uma equipe composta por cientistas de três países criou um novo tipo de sensor que pode revolucionar uma série de áreas da atividade humana, principalmente a biomedicina. No artigo, publicado na revista Advanced Functional Materials, os …

Bióloga da vida selvagem observa água-viva do tamanho de um ser humano

Durante um mergulho na costa de Cornwall, na Inglaterra, a bióloga Lizzie Daly e o operador de câmera subaquático Dan Abbott se depararam com uma inacreditável água-viva gigante, da espécie Rhizostoma pulmo. Daly e Abbott avistaram …

Elon Musk revela seus planos para hackear cérebros humanos

Uma das empresas do multi-empresário Elon Musk, a Neuralink, está trabalhando em uma tecnologia inovadora baseada em “fios” ou eletrodos que serão implantados no cérebro humano. O objetivo de tal tecnologia? Conectar nossos cérebros a potenciais …

Procuradoria francesa acusa Air France por queda de avião em 2009

Dez anos após a queda do voo AF447, que partiu do Rio de Janeiro com destino a Paris, a Procuradoria da capital francesa acusou a companhia aérea Air France pelo acidente, que provocou a morte …

OMS declara emergência internacional no Congo devido a ebola

Caso registrado numa das maiores cidades do país acende alerta da Organização Mundial de Saúde. Epidemia já deixou mais de 1,6 mil mortos em menos de um ano. A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou nesta …