Escultura de Tutancâmon: Egito quer processar casa de leilões para recuperar peça vendida por R$ 22 milhões

A venda de uma escultura com o rosto do faraó egípcio Tutancâmon está provocando uma disputa internacional.

O Egito, berço da peça histórica, afirmou que pretende contratar um escritório de advocacia no Reino Unido para abrir um processo contra a venda da escultura, realizada na semana passada pela casa de leilões Christie’s, em Londres, pelo valor de 4,7 milhões de libras (equivalente a R$ 22,2 milhões).

O leilão ocorreu a despeito de críticas do Egito, que alertara que provavelmente o artefato de Tutancâmon foi roubado nos anos 1970. O ministro egípcio de Antiguidades, Khaled al-Enany, disse à BBC que seu país vai tentar repatriar o artefato.

Já a Christie’s afirmou que todas as verificações necessárias foram feitas a respeito da procedência da peça e defendeu que a venda foi legal e válida. Segundo a casa de leilões, o artefato pertencia, já nos anos 1960, à coleção do príncipe alemão Wilhelm von Thurn und Taxis e foi vendido entre 1973 e 74 a um mercador austríaco.

A cabeça era parte de uma estátua maior, do deus Amen – importante divindade da época -, e tem 3.000 anos de idade.

Tutancâmon tinha nove anos quando se tornou faraó e reinou até os 19, entre 1333 e 1323 a.C. Ele foi um dos últimos faraós da 18ª dinastia, “período considerado a era de ouro do Egito Antigo, não apenas em termos de influência regional e cultural, mas também pelas incomparáveis beleza e qualidade das obras de arte produzidas na época”, diz a Christie’s.

A tumba de Tutancâmon, descoberta em 1922, foi a mais preservada já encontrada no Egito – cerca de 2.000 objetos estavam dentro dela. Essa descoberta, que foi um marco de arqueologia, fez de Tutancâmon o mais famoso faraó da história.

Peça bastante exibida

O rosto em quartzito, leiloado na semana passada, tem as mesmas feições do jovem faraó, segundo a Christie’s. Antes da venda – dentro de um lote de mais 32 artefatos egípcios -, a casa de leilões afirmou que a peça fora “bastante publicada e exibida nos últimos 30 anos” e que tinha procedência recente estabelecida.

Mas a Embaixada do Egito em Londres reclamou à Chancelaria britânica que a venda foi “inconsistente com tratados e convenções internacionais relevantes”.

O ex-ministro de Antiguidades egípcio Zahi Hawass argumenta que o rosto parece ter sido “roubado” nos anos 1970, do templo de Karnak. “Os donos (da peça) deram informações falsas (à casa de leilões)”, disse ele à agência France Presse. “Eles não mostraram nenhum documento legal para provar sua posse.”

Na noite de segunda-feira (8/7), o Comitê Egípcio de Repatriação de Antiguidades (NCAR, na sigla em inglês) expressou seu “profundo descontentamento sobre o modo antiprofissional como artefatos egípcios foram vendidos, sem a provisão de documentos de posse e sem provas de que os artefatos saíram do Egito de um modo legítimo”.

O comitê afirmou que vai acionar a Justiça britânica contra a venda da peça e pedir à Interpol (polícia internacional) que emita uma circular para “monitorar a venda ilegal de peças egípcias pelo mundo”.

“Não nos restou outra opção além de ir à Justiça para restaurar nossas antiguidades contrabandeadas”, disse Khaled al-Enany à BBC. “Não vamos poupar esforços até repatriarmos o busto de Tutancâmon e as demais 32 peças vendidas pela Christie’s. São uma herança da Humanidade que deveriam estar sendo exibidas para o público, em seu país de origem.”

Segundo a BBC apurou, diversos empresários e grupos de sociedade civil egípcios prometeram ajudar a financiar o processo judicial no Reino Unido, que também tem sido cobrado por autoridades no Cairo a impedir a exportação de antiguidades antes de elas serem checadas por autoridades egípcias.

Nesta terça (8/7), a Christie’s reiterou ter “claramente feito uma diligência” sobre as origens da peça de Tutancâmon.

“Reconhecemos que objetos históricos podem despertar complexas discussões sobre o passado. Nosso papel, hoje, é continuar a prover um espaço comercial transparente e legítimo sob os mais altos padrões para a transferência de objetos de uma geração de colecionadores para a outra”, disse a casa em comunicado. “A Christie’s não venderia nem vende qualquer peça na ausência de um claro título de propriedade e um cuidadoso entendimento de sua procedência moderna.”

// BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Esquema de venda de vacinas falsas da COVID-19 é descoberto pela Interpol

Na última quarta-feira (3), autoridades da África do Sul apreenderam centenas de vacinas falsas da COVID-19, esquema que já havia sido alertado pela Interpol devido às disputas pelo imunizante no mundo inteiro. No país africano, foram …

Egito descobre cemitério de 2 mil anos com 600 cães e gatos

Pesquisadores poloneses encontraram cerca de 600 restos mortais de animais em um cemitério de dois mil anos, no Egito. De acordo com os cientistas, os corpos encontrados na necrópole são de gatos (cerca de 90% deles), …

Nova superterra encontrada pode dar pistas sobre vida fora do Sistema Solar

Um novo exoplaneta detectado orbitando uma estrela relativamente perto do nosso Sistema Solar, pode potencialmente ajudar a resolver enigmas sobre vida alienígena. Um exoplaneta com uma massa 2,8 maior do que a da Terra designado Gliese …

China anuncia meta de crescimento econômico mais modesta na abertura do Congresso Nacional do Povo

A reunião anual do Congresso Nacional do Povo da China foi aberta nesta sexta-feira (5), em Pequim, com o tradicional discurso do primeiro-ministro do país, Li Keqiang. O líder anunciou um objetivo de crescimento …

Análogo de Buraco negro de laboratório se comporta como Stephen Hawking previu

Pesquisadores do Instituto de Tecnologia Technion-Israel tentaram confirmar duas das previsões mais importantes de Hawking, que a radiação hawking surge do nada e que não muda de intensidade ao longo do tempo, o que significa …

SP concentra 40% dos feminicídios com 200 mortes, diz estudo do Observatório de Segurança

A Rede de Observatórios da Segurança publicou seu relatório de dados sobre a violência contra a mulher do ano de 2020. O boletim, que traz números de cinco estados (SP, RJ, PE, CE e BA), mostrou …

Em pior momento da pandemia, Bolsonaro critica 'mimimi' e diz que brasileiro tem que enfrentar vírus

Um dia após o registro de novo recorde diário de mortes pela covid-19 no país, o presidente Jair Bolsonaro deu uma série de declarações dando a entender que o choro pelas vítimas é "frescura" e …

89% dos norte-americanos veem a China como inimiga ou concorrente

A maioria dos norte-americanos não vê a China como parceira e expressa preocupações crescentes sobre o histórico de direitos humanos e as práticas econômicas de Pequim, revelou uma nova pesquisa do Pew Research Center nesta …

Governadores pedem a Bolsonaro maior esforço por vacinas

Em meio ao pior momento da epidemia de covid-19 no Brasil, os governadores de 14 estados brasileiros enviaram nesta quinta-feira (04/03) uma carta ao presidente Jair Bolsonaro pedindo um maior esforço para a compra de …

Nova Zelândia lança alerta de tsunami e ordena retirada de habitantes da costa nordeste

Um alerta de tsunami foi emitido após um forte terremoto de magnitude 7,8 nas remotas ilhas Kermadec, na Nova Zelândia, no oceano Pacífico. As autoridades determinaram a retirada de todos os habitantes do litoral …