Estado Islâmico ameaça atacar Nova York após decisão de Trump sobre Jerusalém

(dr)

“Esperem por nós em Manhattan”

O Daesh ameaçou atacar os Estados Unidos em retaliação pela decisão do presidente Donald Trump de reconhecer Jerusalém como a capital de Israel, de acordo com uma das contas das redes sociais do grupo terrorista.

A mensagem foi transmitida em uma conta no serviço de mensagens instantâneas Telegram. Nessa mensagem, o Daesh disse que iria realizar operações nos EUA, mostrando fotos da Times Square de Nova York e o que parecia ser um cinturão com explosivos e um detonador.

Chamando o presidente Donald Trump de “cachorro”, a mensagem prometeu resposta a essa decisão, dizendo que irá “reconhecer explosivos como a capital dos EUA“, informou a agência Reuters.

Trump anunciou o reconhecimento formal da cidade antiga como a capital do Estado judeu na semana passada. “Eu determinei que é hora de reconhecer oficialmente Jerusalém como a capital de Israel. Presidentes anteriores fizeram desta uma grande promessa de campanha, eles não conseguiram entregar. Hoje, eu entrego”, disse ele.

O movimento provocou raiva no mundo muçulmano, juntamente com críticas da maioria dos Estados da União Europeia, Rússia e China.

Na quarta-feira, o Hamas renovou o seu apelo a uma nova insurreição. “O movimento do Hamas convidou o povo palestino a encarar a ocupação israelense e adotar a opção abençoada da Intifada contra ela e contra a decisão americana sobre Jerusalém”, o porta-voz do Hamas Abdullatif Al Qanoua disse à RT.

Enquanto isso, o ministro da Defesa do Irã disse que a decisão de Trump aceleraria a destruição do arquirrival do governo de Teerã.

“Donald Trump vai acelerar a destruição do regime sionista de Israel e duplicará a unidade entre os muçulmanos”, disse o general de brigada Hatami em uma reunião de altos funcionários militares na segunda-feira, como citado por vários meios de comunicação iranianos.

Os protestos do “Dia da Ira” foram chamados na Cisjordânia, Gaza e Jerusalém após o anúncio de Trump, levando a centenas de feridos. Outros protestaram em capitais asiáticas e na Europa, com bandeiras israelitas tendo sido queimadas em Berlim.

Em uma reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU após a decisão, o embaixador britânico Matthew Rycroft disse que o Reino Unido “não concorda” com a decisão de Trump, enquanto a França disse que “lamenta” o movimento.

A chanceler alemã, Angela Merkel, também sublinhou que Berlim “não apoia” a decisão de Trump, enquanto a chefe da política externa da UE, Federica Mogherini, disse que a União Europeia continuará a reconhecer o “consenso internacional” sobre Jerusalém.

No entanto, os EUA continuam firmes, com a enviada dos EUA à ONU, Nikki Haley, afirmando no domingo que “o céu não caiu” na sequência da decisão de Trump. Ela insistiu que o movimento era a “coisa certa a fazer” e que é “apenas a realidade” que Jerusalém é indiscutivelmente a capital de Israel.

Haley também afirmou durante a reunião de emergência que apenas os Estados Unidos — e não as outras 14 nações que compõem o conselho — têm credibilidade quando se trata de mediar o conflito palestino-israelense.

DEIXE UMA RESPOSTA:

Quanto mais rápido corremos, mais rápido e melhor aprendemos

Segundo uma experiência recente, o estímulo locomotor parece ajudar a aprendizagem que se processa no cerebelo em ratos de laboratório. Uma equipe de cientistas liderada por Megan Carey, pesquisadora no Centro Champalimaud, em Portugal, realizou uma …

Reconstruido crânio de Homo naledi, o elo que não encaixa evolução humana

A descoberta há cinco anos do Homo naledi, uma nova espécie de hominídeo que conviveu na savana sul-africana com os humanos mais próximos ao homem moderno, poderia mudar para sempre o que sabemos sobre a …

A vaca pode se tornar o maior mamífero terrestre do mundo

Em poucos séculos, e caso a extinção animal continue no ritmo atual, a vaca pode se tornar o maior mamífero terrestre do mundo. A expansão do Homo sapiens levou a uma tendência de retração no tamanho …

Homeopata trata criança de 4 anos com saliva de cão raivoso

Uma homeopata canadiana tratou um criança hiperativa de 4 anos com saliva de um cão raivoso. A notícia surpreendeu a comunidade médica internacional, que reagiu de forma negativa. Uma homeopata canadense assumiu em seu blog pessoal …

Natalie Portman recusa prêmio por causa do primeiro-ministro israelense

A atriz israelo-americana Natalie Portman não vai comparecer na cerimônia do prêmio Gênesis por não querer ser associada ao primeiro-ministro Benjamin Netanyahu. Em novembro, Natalie Portman foi anunciada como vencedora do prêmio Gênesis, um prêmio instituído …

Ilha troca de país a cada seis meses

No meio do rio Bidasoa, entre a França e a Espanha, há uma ilha que vai alternando de nacionalidade de seis em seis meses. A ilha mede apenas 38 metros de largura e 215 de comprimento, medidas …

Coreia do Sul desliga “máquina de propaganda” na fronteira com o Norte

Os militares da Coreia do Sul anunciaram nesta segunda-feira (23) que desligaram os alto-falantes de propaganda na fronteira militarizada com a Coreia do Norte, em um gesto de boa vontade, com a aproximação do encontro …

Salah Abdeslam é condenado a 20 anos de prisão na Bélgica

O único sobrevivente do grupo responsável pelos atentados de novembro de 2015 em Paris e seu cúmplice, o tunisiano Sofiane Ayari, foram condenados a 20 anos de prisão pela participação em um tiroteio com a …

Começa a vacinação contra a gripe em todo o país

Começa nesta segunda-feira (23) a 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. Até o dia 1º de junho, devem ser imunizados idosos a partir de 60 anos, crianças de 6 meses a menores de …

É menino! Nasce terceiro filho de Kate e William; e faz história na monarquia britânica

Nasceu nesta segunda-feira (23), às 11h01 o terceiro filho do Príncipe William e da Duquesa de Cambridge, Kate Middleton. E é um menino, mistério só desfeito depois do parto. O casal real tem mais dois …