Estado Islâmico: O que mostram as imagens divulgadas pelos EUA da operação que levou à morte o líder Abu Bakr al-Baghdadi

O relato feito pelo presidente americano Donald Trump foi detalhado e repleto de adjetivos: “o líder do Estado Islâmico morreu como um cachorro, como um covarde” após entrar em um túnel sem saída na província de Idlib, “choramingando, chorando e gritando por todo o caminho”, enquanto era perseguido por cães americanos.

Agora as Forças Armadas dos Estados Unidos divulgaram as primeiras filmagens do ataque no norte da Síria que resultou na morte de Abu Bakr al-Baghdadi. Mas o que trazem as imagens?

O vídeo granulado mostra soldados atirando contra militantes enquanto seguiam em direção ao complexo onde Abu Bakr al-Baghdadi estava escondido antes de se esconder no subsolo.

Baghdadi fugiu para um túnel e se matou detonando um colete com explosivos. Após o ataque, o complexo foi destruído por bombas lançadas por aviões americanos.

O chefe do Comando Central dos EUA, general Kenneth McKenzie, disse que o ataque destruidor deixou os prédios parecendo “um estacionamento cheio de grandes buracos”. McKenzie afirmou que duas crianças morreram com Baghdadi no túnel — e não três, como o presidente Donald Trump havia relatado anteriormente.

O general não confirmou a descrição gráfica feita por Trump, de que Baghdadi choramingou antes de morrer.

Ele se arrastou para um buraco levando com ele duas crianças pequenas e detonou os explosivos que carregava enquanto seu povo permanecia do lado de fora. Daí você pode deduzir que tipo de pessoa ele era”, disse o general em entrevista a jornalistas no Pentágono.

“Essa seria minha observação empírica do que ele fez. Não sou capaz de confirmar mais nada sobre seus últimos segundos.”

Segundo McKenzie, também foram mortos no complexo quatro mulheres — que usavam coletes com explosivos — e um homem. Há também um número incerto de pessoas que morreram depois de abrirem fogo contra helicópteros americanos.

“Quero deixar claro que, apesar da alta pressão e do alto perfil (do alvo) desse ataque, foram feitos todos os esforços para evitar baixas civis e proteger as crianças que suspeitávamos que estivessem no complexo”, afirmou o general.

O líder do Estado Islâmico foi identificado por meio de seu DNA, a partir de amostras arquivadas desde a detenção dele em uma prisão iraquiana em 2004.

McKenzie relatou que os restos mortais de Baghdadi foram levados a uma base para identificação e depois jogados no mar 24 horas após sua morte “de acordo com as leis do conflito armado”.

O general disse que as Forças Armadas dos EUA esperam que o EI faça algum tipo de ataque de vingança pela morte de seu líder.

Baghdadi ganhou destaque em 2014, quando anunciou a criação de um “califado” em áreas do Iraque e da Síria. O EI realizou várias ataques que resultaram em milhares de mortes.

O grupo jihadista impôs uma regra brutal a quase oito milhões de pessoas nas áreas sob seu controle e esteve por trás de vários ataques em cidades ao redor do mundo. Os EUA declararam o “califado” derrotado no início deste ano.

O nome verdadeiro de al-Baghdadi é Ibrahim Awwad Ibrahim al-Badri. Ele nasceu em 1971 na cidade de Samarra, no Iraque, em uma família sunita de classe média baixa. Quando jovem, Baghdadi adorava recitar trechos do Alcorão, e observava as regras do islamismo de forma rigorosa.

Baghdadi teve uma vida acadêmica voltada para os estudos religiosos. Em 1996, concluiu uma graduação em Estudos Islâmicos pela Universidade de Bagdá. Pouco depois, em 1999, concluiu o mestrado em estudos do Alcorão na Universidade Saddam de Estudos Islâmicos do Iraque. E, em 2007, tornou-se doutor no assunto pela mesma instituição.

Até 2004, ele morou em um bairro de Bagdá, Tobchi, com suas duas mulheres e seis filhos. Ele costumava ensinar as crianças do bairro a recitarem o Alcorão em uma mesquita local, e também jogava no time de futebol da mesquita.

Enquanto cursava a graduação, seu tio o convenceu a juntar-se à Irmandade Muçulmana – um grupo político-religioso. No fim dos anos 2000, al-Baghdadi adotou a doutrina jihadista salafista — e se envolveu com a Al-Qaeda no Iraque (AQI), que mais tarde daria origem ao Estado Islâmico.

Meses depois da invasão do Iraque pelos Estados Unidos, em 2003, al-Baghdadi ajudou a fundar um grupo insurgente chamado Jaysh Ahl al-Sunah wa al-Jamaah (Exército Popular da Sunnah e Solidariedade Comunal).

Em fevereiro de 2004, o Exército dos EUA prendeu Baghdadi na cidade de Falluja e o enviou para a detenção em Camp Bucca, onde ele permaneceu por 10 meses.

Segundo um ex-colega de prisão, Baghdadi era uma pessoa taciturna. Mesmo assim, tinha o dom de se mover entre as facções rivais de Camp Bucca, onde ex-defensores de Saddam Hussein (1937-2006) conviviam com jihadistas islâmicos.

Baghdadi se aproximou de vários deles e manteve contato depois de liberto, o que aconteceu em dezembro de 2004. Fora da prisão, ele se juntou ao Estado Islâmico no Iraque (ISI) e acabou subindo na hierarquia do grupo.

Em meio a divergências internas, Baghdadi queria estabelecer seu próprio Estado por meio da força bruta, antes de se confrontar com o presidente sírio Bashar al-Assad.

// BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Achado 'elo perdido' bacteriano fundamental a pensamento e memória do ser humano

Os canais de cálcio que se abrem e fecham em resposta a sinais elétricos no cérebro são essenciais para o pensamento, memória e contrações musculares. A descoberta de um canal de cálcio que é possivelmente um …

Novo estudo aponta Uber e Lyft como responsáveis por aumento de 70% da poluição

Um novo estudo divulgado pela Union of Concerned Scientists nesta terça-feira (25) afirma que as viagens feitas em carros de apps como o Uber e o Lyft foram responsáveis por um aumento de 69% nos …

Brasil tem primeiro teste positivo para coronavírus

Pela primeira vez, o teste em um paciente no Brasil deu positivo para o novo coronavírus causador da doença Covid-19. Segundo divulgou o Ministério da Saúde nesta terça-feira (25/02), trata-se de um homem de 61 …

Tese diz que ‘Parasita’ se inspirou em filme de Sérgio Mallandro e assusta por coerência

E se toda a inspiração do mago do cinema Bong Joon Ho viesse das grandes pérolas do nosso cinema dos anos 90? O diretor e roteirista de parasita já se declarou um fã da sétima …

Cientistas: a primeira vida alienígena que encontrarmos provavelmente será inteligente

Segundo cientistas do SETI (Search for Extraterrestrial Intelligence), é mais provável que encontremos evidências de vida extraterrestre inteligente antes de encontrarmos microrganismos aliens, por exemplo. Por quê? Se você costuma ler notícias sobre a busca científica …

'Marte está vivo': sonda da NASA registra sismos no Planeta Vermelho

Os resultados dos primeiros 10 meses de observações da sonda InSight da NASA em Marte conseguiram revelar que o Planeta Vermelho é um mundo sismicamente ativo. "Marte está vivo", comentou a missão InSight no Twitter, acrescentando …

Brasileiro cria app para ajudar conterrâneos imigrantes nos Estados Unidos

Mudar-se para outro país pode ser uma das experiências mais desafiadoras até mesmo para quem tem conhecimento da língua e da região onde vai morar. Contudo, isso pode ficar mais fácil com uma ajudinha de …

Em visita à Índia, Trump é homenageado em evento “Namaste Trump”

O presidente americano Donald Trump e o primeiro-ministro indiano Narendra Modi celebraram, nesta segunda-feira, um comício para 100.000 pessoas em um estádio de críquete. O evento, chamado de “Namaste Trump”, é considerado o momento …

Harvey Weinstein é condenado por estupro e abuso sexual

O ex-produtor de cinema Harvey Weinstein foi condenado pelos crimes de estupro e abuso sexual por um tribunal em Nova York nesta segunda-feira (24/02) – um marco para o movimento #MeToo, que inspirou mulheres a …

Barbie apresenta coleção inspirada nos Jogos Olímpicos

Os Jogos Olímpicos de Tokyo 2020 já estão batendo na porta. Além de novas modalidades como Baseball, Softball, Surfe, Escalada, Karatê e Skate, novos produtos licenciados do maior evento esportivo de todo o mundo já …