Estudante brasileira de escola pública cria monitor cardíaco para ajudar sonâmbulos

Nathália Souza de Oliveira, de 17 anos, é uma estudante da Escola Estadual Alexandre Von Humboldt, em São Paulo, que aproveitou um projeto de iniciação científica para desenvolver um monitor cardíaco capaz de ajudar pessoas que sofrem com sonambulismo e evitar acidentes domésticos.

Interessada em medicina, a aluna idealizou e desenvolveu o produto com a ajuda de seus professores. Nathália agora é finalista do prêmio principal da Feira de Ciências de São Paulo, sendo que sua invenção deverá ser testada por uma empresa norte-americana em pacientes reais.

“Pesquisando, vi que o sonambulismo não é tratado como doença, mas que pode causar acidentes”, explicou a estudante à BBC Brasil. “Pensei em criar algo que ajudasse a fazer com que esses acidentes não acontecessem mais”, completou.

A partir daí, a adolescente começou a pesquisar sobre o distúrbio, que atinge principalmente crianças e, apesar de não ter cura, pode desaparecer sem nenhum tipo de tratamento.

De acordo com a neurologista Rosana Cardoso Alves, da Academia Brasileira de Neurologia, “o sonambulismo faz parte do amadurecimento dos sistemas de sono no cérebro, por isso ocorre muito em crianças. Mas sabemos que existe uma predisposição genética”, sendo comum haver mais de uma pessoa com o problema na mesma família.

Essas pessoas acabam andando, falando e realizando atividades enquanto dormem, o que eventualmente resulta em acidentes domésticos.

Como o dispositivo funciona

A aluna do ensino médio decidiu, então, criar um monitor cardíaco pois, durante as pesquisas, descobriu que o sonambulismo está associado aos batimentos cardíacos. “Quando a gente está dormindo, a frequência cardíaca é de 40 a 70 batimentos por minuto e, quando acordamos, ela vai de 70 até 110”, explicou.

O monitor desenvolvido por Nathália usa um sensor de batimentos cardíacos ligado a uma placa Arduíno e uma placa Bluetooth, que envia os sinais para um aplicativo instalado em um computador ou smartphone.

Então, quando o sonâmbulo usa o sensor no formato de uma pulseira ou relógio, seus batimentos são monitorados e aparecem no aplicativo como se fosse um eletrocardiograma.

Dessa forma, quando a pessoa que está dormindo se levanta, o aplicativo é capaz de enviar uma mensagem a um membro da família com um alerta de que aquele indivíduo está em movimento, mesmo dormindo, para que possa ser socorrido.

Outra possibilidade de uso do dispositivo é acionar uma vibração mecânica na pulseira, para que a pessoa acabe despertando do estado profundo de sono.

Apesar de a neurologista não recomendar acordar abruptamente pessoas em estado de sonambulismo, ela acredita que “um dispositivo desses também pode ajudar pessoas com Transtorno Comportamental do Sono REM, que se parece com sonambulismo, mas é mais comum em idosos”.

Nathália e a equipe de professores agora buscam parcerias com centros de pesquisa para testar a invenção em pessoas sonâmbulas e, quem sabe, viabilizar a comercialização do produto.

O protótipo criado pela estudante custou cerca de R$ 150, mas o objetivo é que a produção de novos aparelhos custe cerca de R$ 50 – ou seja, o produto final poderia ter um preço bastante acessível à população geral.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Enorme monolito misterioso descoberto no deserto de Utah

Uma ocorrência totalmente comum. Você está em um helicóptero sobrevoando uma região remota do sul de Utah contanto cabras e bodes selvagens, quando de repente avista um monolito inexplicável saindo do solo. A KSL TV, relatou …

Funcionário de funerária é demitido após tirar selfie com corpo de Maradona

Foi demitido o funcionário da funerária responsável pelo velório do ex-jogador Diego Armando Maradona que tirou uma foto ao lado do caixão com o corpo do astro, enterrado nesta quinta-feira, dia 26, na Grande Buenos …

Museu de Londres reunirá relatos de sonhos de britânicos na pandemia

Projeto visa documentar mudanças no sono causadas pelo confinamento e pela crise gerada com a covid-19, além de coletar narrativas sobre o período para gerações futuras. Mudanças no sono aparentemente têm sido comuns durante a pandemia …

'O Gambito da Rainha': série da Netflix ignora sexismo no xadrez, diz ex-campeã

Existem várias cenas comoventes em O Gambito da Rainha, a série da Netflix que conta a história fictícia de Beth Harman, uma jovem prodígio do xadrez da década de 1960. Em uma delas, um jogador experiente …

Detectada "partícula fantasma" no Sol que confirma teoria da década de 1930

Uma equipe internacional de cientistas conseguiu, pela primeira vez, detectar diretamente a presença do ciclo carbono-nitrogênio-oxigênio (CNO) na fusão nuclear do Sol. Este ciclo representa uma das reações de fusão pelas quais as estrelas convertem hidrogênio …

Musk acertou? Tesla se aproxima dos US$ 500 bilhões de valor de mercado

Nesta segunda-feira (23), a Tesla atingiu o valor de mercado de US$ 498 bilhões. E isso em um momento em que não se sabe se a empresa vai conseguir atingir a sua meta de entregar …

Papai Noel é considerado 'trabalhador essencial' na Irlanda

Na mesma semana em que novas restrições de viagem foram colocadas em prática no Reino Unido e na Irlanda diante dos estragos causados pela segunda onda da pandemia de covid-19 na Europa, a Irlanda fez …

Especialistas da ONU advertem sobre viés racista em algoritmos

Os países devem fazer mais para combater o racismo, principalmente nos algoritmos de inteligência artificial utilizados para reconhecimento facial e controles policiais. Essas ferramentas podem reforçar discriminações, alertam especialistas da ONU. Segundo a especialista jamaicana …

Estudo de dentes de megalodonte revela segredos do tubarão de 18 metros

Especialistas em tubarões revelaram mais informações sobre um dos maiores predadores dos mares – o megalodonte. Nova pesquisa de dentes fossilizados da espécie Odotus megalodons, chamada também de megalodonte, sugere que os tubarões fêmeas desta espécie …

Escritor é alvo de censura e terá conta no Twitter suspensa por críticas contra Igreja Universal

O escritor J. P. Cuenca foi censurado por uma decisão judicial e terá sua conta do Twitter suspensa após o juiz da comarca de Campos dos Goytacazes (RJ), Ralph Machado Manhães Junior, acatar um pedido …