EUA aprovam vacina da Pfizer para adolescentes a partir de 12 anos

Imunizante é o primeiro autorizado pelos americanos para essa faixa etária. Escolas querem vacinar estudantes antes da volta às aulas no outono do Hemisfério Norte.

A agência dos Estados Unidos que regula a aprovação de medicamentos e vacinas autorizou nesta segunda-feira (10/05) o uso emergencial em adolescentes do imunizante contra a covid-19 desenvolvido pela alemã BioNTech e produzido em parceria com a americana Pfizer.

A decisão reduz a idade mínima para receber a vacina no país dos atuais 16 anos para 12 anos e foi informada em um comunicado da Administração de Alimentos e Medicamentos americana (FDA na sigla em inglês).

“A expansão da autorização da FDA para uso emergencial da vacina contra a covid-19 da Pfizer-BioNTech para incluir adolescentes de 12 a 15 anos é um passo significativo na luta contra a pandemia de covid-19″, disse a diretora da FDA, Janet Woodcock.

“A decisão permitirá que uma população mais jovem seja protegida contra a covid-19, nos aproximando do retorno à sensação de normalidade e do final da pandemia”, afirmou.

A vacina da Pfizer-BioNTech é o primeiro imunizante contra a covid-19 autorizado para uso em pessoas abaixo de 16 anos nos Estados Unidos.

FDA assegura pais

O comunicado da FDA diz que cerca de 1,5 milhão de casos de covid-19 foram registrados entre pessoas de 11 a 17 anos de março de 2020 a abril de 2021. A agência acrescentou que, em geral, crianças e adolescentes enfrentam sintomas menos intensos da doença.

Peter Marks, diretor do centro de avaliação biológica e pesquisa da FDA, garantiu que os dados sobre a eficácia da vacina cumprem “requisitos rigorosos para sustentar o uso emergencial dessa vacina na população adolescente com 12 anos ou mais”.

“Pais e tutores podem estar seguros que a agência realizou uma revisão extensa e rigorosa de todos os dados disponíveis, assim como fizemos com todas as autorizações emergenciais para vacinas contra a covid-19″, disse Woodcock.

Estudos com crianças

O Canadá se tornou no início de maio o primeiro país a autorizar o uso da vacina da Pfizer-BioNTech para pessoas com 12 anos ou mais.

Escolas nos Estados Unidos esperam vacinar o maior número possível de estudantes do ensino fundamental e médio antes de eles voltarem às aulas no outono do Hemisfério Norte.

Tanto a Pfizer-Biontech como a Moderna já iniciaram testes para verificar a eficácia da vacina em crianças de 6 meses a 11 anos de idade. No Reino Unido, a AstraZeneca está estudando o efeito de sua vacina em jovens de 6 a 17 anos.

Especialistas têm dito que as crianças terão que ser vacinadas para alcançar um índice de 70% a 85% da população imunizada, necessário para garantir a imunização coletiva – ponto a partir do qual o número de pessoas imunizadas faz com que o vírus pare de circular.

Eficácia em adultos

No Brasil, a vacina da Pfizer foi a primeira a receber o registro definitivo da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). No entanto, começou a ser aplicada no país em adultos com mais de 18 anos apenas na semana passada.

Segundo um estudo da Pfizer e da Biontech divulgado no início de abril, a vacina contra a covid-19 permanece 91,3% eficaz em evitar o contágio pelo coronavírus por pelo menos seis meses após a aplicação da segunda dose.

De acordo com as empresas, o imunizante mostrou 100% de eficácia na prevenção de casos graves até seis meses após a administração da segunda dose, conforme critérios do Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês).

A eficiência da vacina da Pfizer foi comprovada também no “mundo real”, ou seja, numa campanha de vacinação em andamento. No Reino Unido, um estudo com amostras de 1,6 milhão de vacinados mostrou que o imunizante tem em média eficácia superior a 90% em evitar infecções sintomáticas.

A vacina contra a covid-19 da Pfizer-Biontech, além disso, funciona contra a variante brasileira do coronavírus, segundo um estudo feito em laboratório e publicado em março na revista científica New England Journal of Medicine.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …