EUA enviam porta-aviões para a península coreana

Os Estados Unidos ordenaram a mobilização de porta-aviões USS Carl Vinson para águas perto da Coreia do Norte, como resposta aos vários testes de mísseis de Pyongyang, informa o canal norte-americano CNN.

Fontes do Pentágono confirmaram ontem à CNN que o almirante Harry Harris, chefe do Comando do Pacífico, ordenou a mobilização do porta-aviões da classe Nimitz e de toda a sua frota de ataque para águas próximas da península coreana.

O supercarrier USS Carl Vinson, da Terceira Frota da Marinha norte-americana, estacionada no Pacífico Oriental, suspendeu uma visita prevista à Austrália e regressou a águas próximas da península coreana, onde já esteve há cerca de um mês para participar em manobras militares anuais com a Coreia do Sul.

Além do USS Carl Vinson, a esquadrilha do porta-aviões inclui dois contra-torpedeiros e um cruzador de mísseis guiados capazes de interceptar mísseis balísticos.

Fontes da Defesa asseguraram que o movimento é uma resposta às novas provocações do regime comunista da Coreia do Norte, que recentemente realizou um teste de um míssil de médio alcance e fez testes com motores de mísseis.

O USS Carl Vinson, um dos dez porta-aviões norte-americanos em atividade atualmente, é um supercarrier de propulsão nuclear classe Nimitz. Construído em 1980, tem 332m de comprimento e 76,8 de largura, transporta até 90 aeronaves e uma tripulação de 5.680 homens.

Com a alcunha de “Gold Eagle”, participou em todas as campanhas militares norte-americanas no extremo-oriente, e ficou conhecido por ter sido a embarcação em que o corpo de Osama Bin-Laden foi transportado e sepultado no mar, após a operação dos Navy Seals em que o lider da Al-aqeda foi abatido.

A mudança de rumo do USS Carl Vinson acontece depois de o presidente norte-americano, Donald Trump, ter se reunido com o seu homólogo chinês, Xi Jinping, para discutir a necessidade de evitar novas provocações de Pyongyang, aliado de Pequim, na semana passada.

Também esta semana, o Conselho de Segurança Nacional dos EUA apresentou ao presidente norte-americano um relatório sobre possíveis variantes de resposta à ameaça vinda da Coreia do Norte, incluindo planos para instalar armas nucleares na Coreia do sul ou a eliminação do líder norte-coreano, Kim Jong-un.

Segundo a NBC News, o plano será implementado no caso de a cooperação de Washington com Pequim para contenção da Coreia do Norte não funcionar. Caso esses esforços não tenham resultados, disse Donald Trump esta segunda-feira, os Estados Unidos estão dispostos a agir sozinhos.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …