Evo recua e diz que não pretende mais criar milícias

Alain Bachellier / Flickr

Evo Morales, Presidente da Bolívia

Em carta pública divulgada nesta quinta-feira (16/01), o ex-presidente da Bolívia Evo Morales, que está refugiado na Argentina há mais de um mês, recuou da ideia de promover a formação de milícias no país.

“Há alguns dias foram tornadas públicas palavras minhas sobre a formação de milícias. Me retrato delas. Minha convicção mais profunda sempre foi a defesa da vida e da paz”, disse Evo, que renunciou à presidência da Bolívia em novembro do ano passado por pressão das Forças Armadas após ser acusado de fraudar as eleições de outubro.

Uma rádio boliviana divulgou na semana passada uma gravação no qual Evo reitera ter sido vítima de um “golpe de Estado” durante uma reunião com simpatizantes na Argentina. “Quero que vocês saibam que em pouco tempo, se eu voltar ou alguém voltar, temos que organizar como na Venezuela as milícias armadas do povo”, disse Evo.

As declarações foram muito criticadas por opositores na Bolívia. O governo interino de Jeanine Áñez, que o substituiu no cargo após a renúncia, chegou a anunciar que apresentaria novas denúncias criminais contra o ex-presidente boliviano.

As mílicias ou coletivos chavistas são formados por civis armados que se dizem defensores da revolução bolivariana na Venezuela. Um desses “coletivos” abriu fogo contra um comboio que levava opositores de Nicolás Maduro à Assembleia Nacional, o parlamento do país. ONGs internacionais os consideram organizações paramilitares que funcionam como grupos de extermínio. Na carta, Evo afirmou que sente “profunda dor” pela situação da Bolívia.

“O decreto de impunidade das Forças Armadas, os massacres, os grupos paramilitares que percorrem as ruas, as casas queimadas, os tribunais eleitorais incendiados, os presos políticos e a perseguição sistemática. Todos esses crimes sem justiça”, escreveu.

Evo pede ainda na carta que a comunidade internacional garanta os direitos humanos na Bolívia. Para o líder do Movimento ao Socialismo (MAS), o país só pode voltar à paz com uma democracia plena, que restabeleça o Estado de direito e respeite a Constituição.

“Não quero que nada que eu diga seja usado como um pretexto para perseguir e reprimir meus irmãos e irmãs”, destacou o ex-presidente.

Áñez, que se autoproclamou presidente interina em meio ao vazio de poder após a renúncia de Evo e dos ocupantes dos cargos da linha sucessória do Executivo na Bolívia, iniciou um processo penal contra o ex-presidente para acusá-lo de sedição, terrorismo e financiamento ao terrorismo. Em dezembro, o Ministério Público da Bolívia emitiu uma ordem de prisão contra o ex-presidente.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Síndrome bizarra: esse é o primeiro caso de uma pessoa que urina álcool

Médicos do hospital da Universidade de Pittsburgh Medical Center (EUA) relataram o primeiro caso de uma síndrome bizarra na qual a pessoa urina álcool. Em outras palavras, o álcool se forma naturalmente na sua bexiga, …

Amazon abre seu primeiro supermercado que não aceita dinheiro

Dois anos depois de a Amazon inovar no ramo das lojas de conveniência abrindo a sua própria rede que aceita apenas pagamentos virtuais, a empresa está pronta para dar o próximo passo: nesta terça-feira (25), …

Não há motivo para pânico por coronavírus no Brasil, dizem especialistas

O primeiro caso do novo coronavírus no Brasil, confirmado nesta quarta-feira (26/02), levou o estado de São Paulo, onde reside o paciente infectado, a montar um centro de contingência para enfrentamento da doença. Quatro mil leitos, …

Abolição da pena de morte no Colorado entra em vigor em julho

O Colorado, no oeste americano, se tornou o vigésimo segundo estado dos Estados Unidos a abolir a pena capital, depois de um intenso e longo debate, especialmente por parte da oposição republicana. O fim da …

Cannabis tem potencial terapêutico como antibiótico, segundo cientistas

Uma equipe de cientistas da Universidade McMaster, no Canadá, estabeleceu que o canabigerol (CBG) tem potencial no tratamento de bactérias patogênicas. Cientistas da Universidade McMaster no Canadá identificaram um composto antibacteriano gerado pela maconha que poderia …

Escócia será o primeiro país a distribuir absorventes menstruais gratuitamente

O Parlamento autônomo da Escócia deu um passo em direção à gratuidade dos absorventes higiênicos para mulheres - decisão inédita no mundo. A proposta de lei foi votada por 112 deputados e visa lutar contra …

Não precisa sofrer. Carnaval começa cedo em 2021

Com a chegada da quarta-feira de Cinzas, está declarado o fim do Carnaval 2020… Ok, vai… Dá para fazer mais um bota fora na sexta e sábado dessa semana, pois, como sempre, brasileiro dá o …

Coronavírus: antiga vacina pode ter resposta para prevenção contra Covid-19

Novos casos do coronavírus SARS-CoV-2 continuam a se espalhar pelo mundo, mesmo que em velocidade menor de propagação, e sem nenhuma vacina ou medicamento para a prevenção — pelo menos até agora. Já são mais de …

Líderes políticos condenam apoio de Bolsonaro a ato anti-Congresso

Presidente teria compartilhado com aliados convocação para manifestações a seu favor e contra o Legislativo. Lula, FHC, OAB e outras lideranças alertam contra ameaça às instituições democráticas e à Constituição. Líderes políticos de várias correntes e …

A menina de 6 anos que foi presa por se comportar mal na escola nos EUA

Imagens gravadas pela câmera corporal de um policial mostram o momento em que uma criança de seis anos foi presa em uma escola de Orlando, na Florida, em setembro de 2019. As mãos da menina foram …