Exoplaneta mais próximo da Terra pode ser “altamente habitável”

European Southern Observatory / Flickr

Conceito artístico da superfície de Proxima Centauri b em órbita de sua estrela

O exoplaneta, localizado a 4,2 anos-luz da Terra, pode ser habitável devido à grande quantidade de água líquida na superfície.

Desde que Proxima Centauri b foi descoberto em 2016, os cientistas tentam entender se é capaz de sustentar a vida. Agora, através da modelagem computacional usada para estudar as mudanças climáticas, cientistas descobriram que o exoplaneta pode sim ser habitável.

“A principal mensagem que podemos retirar das nossas simulações é que há uma boa possibilidade de o planeta ser habitável”, afirmou Anthony Del Genio, cientista planetário do Instituto Goddard de Estudos Espaciais da NASA, à Live Science.

Proxima Centauri é uma pequena anã vermelha localizada a 4,2 anos-luz da Terra, sendo assim a estrela mais próxima do Sol. Apesar da proximidade, os cientistas ainda sabem muito pouco sobre o exoplaneta, que orbita a estrela a cada 11 dias. É sabido que o corpo celeste tem uma massa de, pelo menos, 1,3 vez a do nosso planeta.

O exoplaneta orbita na zona habitável da estrela, o que significa que está à distância certa para receber luz estelar suficiente para manter sua superfície acima da temperatura de congelamento da água. Porém, devido à proximidade, está bloqueado por marés gravitacionais, o que faz com que exiba sempre a mesma face para a estrela, algo semelhante ao que acontece entre a Lua e a Terra.

Estudos anteriores, publicados em 2016, apontavam que o lado sempre iluminado do exoplaneta estaria submetido a temperaturas muito altas (fazendo com que a água evaporasse), enquanto que o lado escuro seria extremamente frio (fazendo com que congelasse).

Portanto, apenas uma área muito limitada do planeta poderia ter água líquida, um cenário que a equipe de cientistas chamava de “globo ocular da Terra”.

Mas as novas simulações efetuadas no estudo, publicado no início de setembro na revista científica Astrobiology, foram muito mais esclarecedoras e incluem já um oceano dinâmico e circulante, capaz de transferir o calor de um lado do exoplaneta para o outro de forma muito eficaz.

Os pesquisadores também descobriram que os movimentos do oceano e da atmosfera combinam de tal forma que, “embora o lado da noite nunca veja a luz estelar, há uma faixa de água líquida que permanece em redor da zona equatorial”, diz Del Genio ao mesmo site.

O cientista compara a circulação de calor aos climas costeiros como, por exemplo, a costa leste dos EUA, que é mais quente do que deveria, porque a corrente do golfo transporta água quente dos trópicos. Na Califórnia, pelo contrário, as correntes oceânicas trazem água fria do norte, fazendo com que a costa oeste seja mais fria do que seria sem essa situação.

Os pesquisadores conduziram um total de 18 simulações diferentes, sendo que, em quase todos os modelos, o Próxima Centauri b acabou por ter um oceano aberto, que persistiu em pelo menos alguma parte da superfície.

“Quanto maior a fração do planeta com água líquida, maior a probabilidade de haver vida lá e assim podemos encontrar evidências dessa vida com futuros telescópios”, explicou.

Em fevereiro de 2017, porém, outro estudo da NASA sugeria que o exoplaneta poderia não ser capaz de suportar vida devido às erupções estelares da anã vermelha.

Ciberia // Sputnik / ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Senado dos EUA aprova indicada de Trump para Suprema Corte

A poucos dias das eleições americanas, Amy Barrett é confirmada para a vaga por 52 votos a 48. Conservadora e católica devota, ela substitui Ruth Bader Ginsburg, uma das mais célebres figuras progressistas do tribunal. O …

NASA descobre grandes quantidades de água em cratera iluminada na Lua

Nesta segunda-feira (26), a NASA revelou os resultados de dois estudos que trouxeram novas descobertas sobre a Lua: dados obtidos pelo observatório aéreo Stratospheric Observatory for Infrared Astronomy (SOFIA) confirmam, pela primeira vez, que existe …

Ciclone no litoral brasileiro pode causar tempestades em 9 estados

Um ciclone no litoral brasileiro já está causando graves chuvas em diversas regiões do Brasil e seus impactos podem causar tempestades em 9 estados. O Instituto Nacional de Metereologia (Inmet) emitiu sinal de alerta para diversas …

Processo contra o Google nos EUA pode afetar o modo como você usa seu celular

Na última terça-feira (23), o Departamento de Justiça dos EUA entregou um "presente de Halloween" pouco agradável ao Google: um gigantesco processo antitruste, acusando a empresa de práticas que eliminam a competição nos mercados de …

Chilenos decidem a favor de nova Constituição por ampla maioria

Em plebiscito, quase 80% dos eleitores votam a favor de uma nova Carta Magna, em substituição à herdada da era Pinochet, e de que ela seja escrita por uma Assembleia Constituinte com igualdade entre mulheres …

'Vai comprar lá na Venezuela', rebate presidente a apoiador que reclamou de preço do arroz

O presidente Jair Bolsonaro rebateu neste domingo (25), durante passeio de moto por Brasília, crítica de apoiador sobre a alta do preço do arroz. No momento em que saia da Feira Permanente do Cruzeiro, região administrativa …

Espanha, Itália e França ampliam restrições em fim de semana com recorde de casos da Covid-19

Os líderes europeus intensificam as medidas de combate à pandemia do coronavírus, depois da alta de 42% de novos casos da Covid-19 em uma semana. A Itália reforçou neste domingo as medidas de restrição …

Pistachio, o cãozinho filhote que nasceu com pelo verde na Itália

O fazendeiro italiano Cristian Mallocci esperava uma ninhada normal de cachorros de sua cadelinha labradora. Entretanto, ao ver os filhotinhos que nasceram, ele percebeu que um era um pouquinho diferente. ‘Pistachio’, como foi nomeado posteriormente, …

Fóssil de pterossauro nunca antes visto de 100 milhões de anos é descoberto na China

Um novo gênero e uma nova espécie de pterossauro dsungaripterídeo, que viveu durante o Cretáceo Inferior, foram catalogados na China após análise de uma mandíbula inferior incompleta. Pterossauros eram répteis voadores que viveram simultaneamente com os …

A consciência é um campo energético: afirma estudo

Uma nova ideia incomum em neurociência sugere que nossa consciência é derivada de um campo de ondas eletromagnéticas emitidas pelos neurônios quando disparam suas cargas elétricas. A ideia é que essas ondas de atividade elétrica sejam …