“Super-Terra” a 40 anos-luz pode possuir sinais de vida

Apenas algumas décadas atrás, a ideia de quaisquer planetas alienígenas existentes nos confins do espaço era apenas hipotética. Agora, sabemos de milhares desses planetas – e hoje, os cientistas podem ter descoberto o melhor candidato para abrigar vida alienígena.

Esse candidato é o LHS 1140b, um exoplaneta orbitando uma estrela anã vermelha a 40 anos-luz da Terra – a equipe internacional de astrônomos que o descobriu tem o chamado de “super-Terra”. Usando o instrumento HARPS do ESO e uma gama de telescópios ao redor do mundo, os astrônomos localizaram o exoplaneta orbitando a estrela dentro de sua zona habitável.

Este mundo passa em frente de outras estrelas enquanto orbita, provavelmente reteve a maior parte de sua atmosfera e é um pouco maior e muito mais maciço do que a Terra. Em suma, super-Terra LHS 1140b está entre os mais empolgantes objetos conhecidos para estudos atmosféricos.

Embora o LHS 1140b esteja dez vezes mais próximo de sua estrela do que a Terra está do Sol, as anãs vermelhas são muito menores e mais frias do que o Sol, portanto a super-Terra está no meio da zona habitável e recebe cerca de metade da luz solar de sua estrela do que a Terra.

“Este é o exoplaneta mais emocionante eu vi na última décad”, diz o autor principal Jason Dittmann, do centro Harvard-Smithsonian de astrofísica. “Nós dificilmente poderíamos esperar um alvo melhor para realizar uma das maiores buscas da ciência – procurando evidências de vida além da Terra”.

Vida como conhecemos

Para sustentar a vida como a conhecemos, um planeta deve manter uma atmosfera e ter água líquida na superfície. Quando estrelas vermelhas anãs são jovens, elas emitem radiação que pode danificar as atmosferas dos planetas ao seu redor.

O tamanho grande deste planeta indica que um oceano de magma pode ter existido em sua superfície por eras, alimentando o vapor na atmosfera e reabastecendo o planeta com água até que a estrela tenha refrigerado e chegado e se mantido constante no seu momento atual.

Os astrônomos estimam que o planeta tem pelo menos cinco bilhões de anos de idade e deduzem que ele tem um diâmetro de quase 18 mil quilômetros – 1,4 vezes maior que o da Terra. Sua maior massa e densidade implica que provavelmente é feito de rocha, com um núcleo de ferro denso.

Dois dos membros europeus da equipe, Xavier Delfosse e Xavier Bonfils, declararam no comunicado: “O sistema LHS 1140 pode revelar-se um alvo ainda mais importante para a futura caracterização de planetas na zona habitável do que o Proxima b ou o TRAPPIST- 1. Este foi um ano notável para descobertas de exoplanetas!”.

Os cientistas esperam que as observações com o Telescópio Espacial Hubble permitam, em breve, avaliar a quantidade de radiação de alta energia que o exoplaneta recebe, e ainda mais no futuro – com a ajuda de novos telescópios como o Telescópio Extremamente Grande do ESO e o Telescópio James Webb – observações detalhadas das atmosferas dos exoplanetas serão possíveis.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Um traumatizado veterano SEAL da Marinha dos EUA disse que uma viagem "mágica" de cogumelo pôs fim à sua depressão

Antes de sua primeira viagem guiada de cogumelos “mágicos”, Chad Kuske era prisioneiro de sua própria raiva no trânsito. Se um carro parasse na frente dele, ele ficava consumido pela raiva, ultrapassando todos os veículos em …

Esta espécie rara de uva é maior que um ovo de galinha

Não, as fotos de uvas gigantes (do tamanho de ovos de galinha) não são falsas. Se você passa um tempo considerável na internet, deve ter visto imagens dessas frutas atípicas por aqui. Para a surpresa …

Reino Unido anuncia novas restrições após fim do lockdown para tentar conter segunda onda de covid-19

O Reino Unido sai na próxima semana de um novo lockdown, mas, diante do aumento de casos de covid-19 no país, não entra em um período de flexibilização das medidas de distanciamento social. Nesta quinta-feira (26/11), …

Neandertais podem ter usado as mãos de maneira diferente à dos humanos modernos

Os neandertais podem ter feito um uso diferente das mãos em comparação à forma como os humanos modernos as usam, para eles seria difícil repetir muitos gestos normais para nós hoje em dia. Os dedos do …

Catarro? Som da tosse? Conheça métodos alternativos para detectar a covid-19

Desde o início da pandemia, a realização de testes para detectar a covid-19 fez-se extremamente necessária. No entanto, com o passar dos meses, instituições e empresas privadas ao redor do mundo deram início ao desenvolvimento …

Ativistas preparam protesto global contra a Amazon

Um grupo internacional de ativistas climáticos, aliados a trabalhadores de armazéns da Amazon, lançou uma campanha online global, cujo objetivo é pressionar a gigante do e-commerce a oferecer melhores condições de trabalho para seus funcionários …

Pesquisadores descobrem em cometa elemento essencial para vida na Terra

A descoberta indica que os elementos imprescindíveis para o surgimento da vida podem ter chegado à Terra por meio de cometas. Pesquisadores identificaram fósforo e flúor em partículas de poeira sólida coletadas no interior do cometa …

Consumo de plásticos explode na pandemia e Brasil recicla menos de 2% do material

Com o avanço do delivery de alimentos e do comércio eletrônico, além do maior uso de material hospitalar descartável como máscaras e luvas, o consumo de plásticos explodiu durante a pandemia do coronavírus. O aumento do …

Cientistas explicam por que não se consegue parar a pandemia

Cientistas turcos descobriram que a quantidade de vírus SARS-CoV-2 no organismo de pacientes assintomáticos é mais alta do que nos que apresentam sintomas, o que diferencia radicalmente o novo coronavírus de outros patógenos e explica …

Al-Ahly venceu Liga dos Campeões da CAF

A equipa egípcia do Al-Ahly arrecadou o troféu da Liga dos Campeões da Confederação Africana de futebol pela nona vez ao derrotar o outro clube egípcio, o Zamalek, por 1-2. A final 100% egípcia decorreu no …