“Foi horrível”. Brasileira diz que foi detida e humilhada nos EUA

Uma brasileira afirma ter sido humilhada e constrangida por autoridades americanas ao desembarcar no aeroporto de Detroit, nos Estados Unidos, na última quarta-feira (28).

A jovem professora de inglês de 23 anos, moradora de São Vicente, no litoral de São Paulo, ficou mais 10 horas no aeroporto e foi impedida de entrar no país, mesmo com visto válido até 2022.

Acompanhada de policiais americanos, a jovem, que prefere não ser identificada, retornou ao Brasil nesta sexta-feira (30) e contou que foi tratada como uma criminosa, mesmo depois de ter trabalhado por dois anos como babá em uma casa de família nos EUA sem envolvimento em nenhuma irregularidade naquele período.

Desta vez, no entanto, a estadia duraria cerca de uma semana, já que a passagem de volta já estava comprada para terça-feira (4). O bilhete de ônibus entre Nova York e a cidade de Boston, onde ela ficaria, também estava em mãos, mas não foi usado.

Eu morei entre 2014 e 2016 em Boston, nos Estados Unidos, cuidando de três crianças no programa Au Pair. Com o fim do contrato, voltei para o Brasil em fevereiro para dar aula de inglês, mas como deixei muitas roupas e objetos pessoais em Boston, decidi voltar para buscar”, conta a professora.

“Não ficaria nem uma semana lá e, quando cheguei no aeroporto quarta-feira, fui abordada como criminosa. Só faltou me algemarem”, destaca a professora.

Ao desembarcar em solo americano, a brasileira disse que passou pela imigração e apresentou os documentos necessários.

Em seguida, foi encaminhada para uma sala do departamento de segurança local junto com outros quatro brasileiros, sendo três mulheres e um homem. Todos passaram pelo mesmo constrangimento, segundo ela.

“Como eu entendo inglês, começaram a me fazer várias perguntas sobre a viagem, depois pegaram meu celular, olharam todas as conversas em aplicativos e e-mails. Respondi um questionário e mesmo assim disseram que eu estava mentindo sobre a minha ida e que meu nome e documentos eram falsos. Eu só queria buscar minhas coisas”, disse.

Visto cancelado

Após o interrogatório, a jovem conseguiu falar por telefone com a mãe que estava no Brasil. Chorando, ela revelou que havia ficado presa em uma cela e que o visto havia sido cancelado. Já o retorno ao Brasil seria em questão de horas. Um verdadeiro “bate e volta”.

“Foi uma sensação horrível. Até foto minha naquela parede branca de criminoso fichado eles tiraram. Me colocaram numa cela minúscula com câmeras de segurança e só me deram um lanche para comer porque eu dei 10 dólares para comprarem. Tentei argumentar de todos os jeitos, mostrar documentos, mas foram irredutíveis”.

Sem esperança de entrar no país para pegar os pertences, a jovem foi avisada que teria de retornar ao Brasil ainda na quinta-feira (29). Ela e outros quatro brasileiros foram colocados em um voo para Atlanta, também nos EUA.

“Quando a gente desceu do avião vi cinco policiais esperando por nós com nossos passaportes na mão e todos os passageiros olhando. Tivemos que descer na pista e fomos levados para uma outra sala secreta. Andei num carro da Polícia com câmeras, enquanto eles (americanos) ironizavam os brasileiros”, lamenta.

Mesmo com o visto cancelado, a professora ainda pode entrar nos EUA caso consiga um novo visto americano. Apesar da possibilidade, a brasileira disse que não pretende passar pelo constrangimento novamente.

Prefiro não arriscar. O que tinha para curtir lá eu já curti. É imoral o jeito que fui tratada. Eles brincam e ironizam os brasileiros porque a maioria não entende. Foi uma humilhação”, finaliza.

O Itamaraty ainda não se pronunciou sobre o caso.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …