O fundo do mar está se dissolvendo (e a culpa é dos humanos)

As emissões de gases de efeito estufa, que tem provocado mudanças climáticas no planeta, também estão fazendo com que o fundo do mar se dissolva cada vez mais rápido, de acordo com um novo estudo.

O oceano é conhecido como esgoto de carbono, uma vez que absorve carbono da atmosfera, que acidifica a água. Nas profundezas do oceano, onde a pressão é alta, a água do mar acidificada reage com o carbonato de cálcio, originário de criaturas mortas. A reação neutraliza o carbono, criando bicarbonato.

Ao longo dos milênios, essa reação tem sido uma forma prática de armazenar carbono sem prejudicar a química do oceano. Mas, como os humanos queimam combustíveis fósseis, cada vez mais carbono tem se acumulado no oceano.

De acordo com a NASA, cerca de 48% do excesso de carbono que os seres humanos enviaram para a atmosfera foram bloqueados nos oceanos.

Todo esse carbono leva a oceanos mais ácidos, o que significa uma dissolução mais rápida do carbonato de cálcio no fundo do mar. Pesquisadores liderados pelo cientista oceânico Robert Key estimaram a provável taxa de dissolução em todo o mundo, usando a corrente de água, medições de carbonato de cálcio em sedimentos do fundo do mar e outras métricas-chave, como a salinidade do oceano e a temperatura.

Os resultados, publicados em outubro nos Proceedings of The National Academy of Sciences, foram uma mistura de boas e más notícias. A boa era que a maioria das áreas dos oceanos ainda não mostrava uma diferença dramática na taxa de dissolução de carbonato de cálcio antes e depois da revolução industrial.

No entanto, existem vários locais onde as emissões de carbono causadas pelo homem tem feito uma grande diferença. O maior ponto crítico é o Atlântico Norte Ocidental, onde o carbono é responsável por entre 40 e 100% de carbonato de cálcio dissolvido. Há outros pequenos pontos críticos, no Oceano Índico e no Atlântico Sul, onde os depósitos de carbono e rápidas correntes aceleram a taxa de dissolução.

O Atlântico Norte Ocidental é o local onde a camada do oceano sem carbonato de cálcio subiu 300 metros. Essa profundidade ocorre quando o carbonato de cálcio proveniente de animais mortos é anulado pela acidez do oceano. Abaixo dessa linha, não há acumulação de carbonato de cálcio.

O aumento na profundidade indica que agora, quando há mais carbono no oceano, as reações de dissolução estão ocorrendo mais rapidamente e em profundidades menores.

“A destruição química de sedimentos ricos em carbonatos depositados já começou e vai se intensificar e se espalhar por vastas áreas do leito marinho durante as próximas décadas e séculos, alterando o registro geológico do fundo do mar“, escreveu Key.

Os cientistas ainda não sabem o que essa alteração no fundo do mar significará para as criaturas que vivem nas profundezas, mas futuros geólogos poderão ver mudanças climáticas provocadas pelo homem nas rochas, eventualmente formadas pelo leito oceânico da atualidade.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Sangue humano é encontrado em máscara funerária de civilização antiga do Peru

Um grupo de pesquisadores do Projeto Arqueológico Sicán, no Peru, descobriu vestígios de sangue humano e proteína de ovo de ave em uma máscara funerária de ouro de mil anos. O objeto pertence à civilização Lambayeque, …

Ebrahim Raisi

Irã anuncia retomada de negociações sobre acordo nuclear

Conversas sobre salvação do pacto assinado em 2015 estão paralisadas desde a eleição do novo presidente iraniano, o ultraconservador Ebrahim Raisi, gerando preocupação internacional. O Irã anunciou nesta quarta-feira (27/10) que vai retomar até o final …

Polônia é multada em € 1 milhão por dia por desobedecer decisão judicial da UE

A Polônia foi condenada nesta quarta-feira (27) a pagar para a Comissão Europeia, órgão Executivo do bloco, uma multa diária de € 1 milhão por não ter encerrado as atividades da câmara disciplinar da …

Startup ajuda pequenas empresas a monitorarem vacinação dos funcionários

A startup brasileira White Tents lançou uma versão em formato freemium — isto é, gratuita mas com alguns recursos pagos — de sua plataforma digital para pequenas empresas que queiram monitorar a vacinação de até …

Argentina vacinará brasileiros na região de fronteira e turistas estrangeiros menores de 18 anos

O governo argentino anunciou uma nova flexibilização para a entrada de estrangeiros no país, a vacinação de turistas menores de 18 anos e de cidadãos de países vizinhos que atravessarem a fronteira por via …

CPI da Pandemia conclui trabalhos e pede o indiciamento de Bolsonaro

Senadores aprovam relatório sobre atuação do governo na crise do coronavírus que propõe punição de 78 pessoas e duas empresas, após seis meses de depoimentos, coleta de provas e repercussão na mídia. A CPI da Pandemia …

Sinais de possível 1º exoplaneta fora da Via Láctea são detectados

Pela primeira vez na história, é possível que os cientistas tenham descoberto um planeta em outra galáxia. O possível exoplaneta recebeu o nome de M51-ULS-1 e se encontra a 28 milhões de anos-luz de distância na …

China vai vacinar crianças a partir de três anos contra a covid-19

Imunizantes aprovados são das farmacêuticas chinesas Sinopharm e Sinovac, fabricante da Coronavac. País será um dos primeiros a começar a vacinar essa faixa etária. No total, China já vacinou 76% da população. Ao menos cinco províncias …

"Bolsonaro ignora todas as necessidades culturais dos brasileiros", diz Gilberto Gil à revista Télérama

A imprensa francesa desta segunda-feira (25) destaca o show de Gilberto Gil nesta noite na Filarmônica de Paris. O músico brasileiro conversou com o jornal Le Monde e com a revista Télérama. "Gilberto Gil", embaixador …

"Peças extraordinárias" achadas na Indonésia podem ser da lendária "ilha do Ouro"

Tesouros no valor de milhões de dólares encontrados nos últimos cinco anos ao longo do rio Musi podem ser do antigo império malaio Serivijaia, na ilha de Sumatra, que por 300 anos dominou as rotas …