NASA detecta novas pistas sobre como galáxias antigas iluminavam Universo

NASA/JPL-Caltech/ESA/Spitzer/P. Oesch/S. De Barros/ I.Labbe

Foto tirada pelo telescópio espacial Spitzer, da NASA, mostra galáxias extremamente distantes (circuladas em vermelho), com uma delas sendo mostrada no canto inferior direito

O telescópio espacial Spitzer da NASA revelou que algumas das primeiras galáxias do Universo eram mais brilhantes do que o esperado.

Em um novo estudo, os cientistas relataram observações de algumas das primeiras galáxias que se formaram no Universo, cerca de 730 milhões de anos depois do Big Bang, que emitiram uma radiação ionizante extremamente forte. A luminosidade é um subproduto da liberação de altas quantidades de radiação ionizante.

Segundo os pesquisadores, isso poderia ter condicionado a chamada era da reionização do hidrogênio, durante a qual foram criadas as estrelas que hoje existem.

Antes da ionização, os átomos de hidrogênio interrompiam as ondas de luz, que não podiam ser propagadas eficazmentee. Essas colisões teriam retirado os átomos de hidrogênio neutros de seus elétrons, ionizando-os.

É uma das maiores questões abertas na cosmologia observacional […] Sabemos que aconteceu, mas o que o causou? Estas novas descobertas podem ser uma grande pista”, disse Stephane De Barros, investigador na Universidade de Geneva e autor principal do estudo, na declaração da NASA divulgada dia 8 de maio.

Usando essas observações do telescópio Spitzer, os astrônomos examinaram 135 galáxias que estão a mais de 13 bilhões de anos-luz de distância do nosso planeta e, portanto, são consideradas como vivendo até agora no período de reionização.

Os pesquisadores descobriram que essas galáxias eram particularmente brilhantes em dois comprimentos específicos de ondas infravermelhas, que são emitidas durante a colisão da radiação ionizante com hidrogênio e oxigênio dentro delas.

Eles concluíram que os antigos conjuntos de matéria eram dominados por estrelas compostas principalmente por elementos leves, ou seja, hidrogênio e hélio, que contêm quantidades muito pequenas de elementos “pesados” (como nitrogênio, carbono e oxigênio) em comparação com estrelas encontradas em galáxias modernas comuns.

“Estes resultados de Spitzer são certamente mais um passo na resolução do mistério da reionização cósmica […] Agora sabemos que as condições físicas nestas galáxias iniciais eram muito diferentes das existentes nas galáxias típicas de hoje. O trabalho do telescópio espacial James Webb será descobrir as razões detalhadas de isso acontecer“, disse Pascal Oesch, coautor do estudo.

A natureza das galáxias antigas continuará a ser estudada pelo telescópio Webb da NASA, cujo lançamento está previsto para 2021, lê-se no site da agência espacial.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Eduardo Bolsonaro desiste de ser embaixador nos EUA

Filho do presidente anuncia decisão após conquistar liderança do PSL na Câmara e em meio à incerteza sobre apoio de senadores à sua indicação à embaixada. Deputado diz que fica no Brasil para defender pauta …

Após coletes amarelos, Macron enfrenta crise e onda de suicídios no meio rural

Agricultores franceses protestaram nesta terça-feira em toda a França contra o que chamam de “agribashing”, ou, em tradução livre da expressão em inglês, uma "agressão violenta" (“bashing”) contra o setor. O fenômeno se repetiu na Alemanha, …

Sujar-se de terra é o mais moderno e eficaz antidepressivo de acordo com este estudo

Com a depressão já diagnosticada como a doença do século XXI, em um mundo cada vez mais tomado por medicamentos como a agomelatina, amitriptilina, escitalopram, mirtazapina e paroxetine – entre tantos outros – , a …

Patenteado material que permite ocultar objetos e é chamado capa de invisibilidade

A empresa canadense fabricante de uniformes de camuflagem para militares, HyperStealth Biotechnology, anunciou quatro pedidos de patente, todos relacionado ao Quantum Stealth. O material também é chamado de “capa de invisibilidade”. O inventor dos quatro pedidos …

Netanyahu desiste de formar governo em Israel

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, renunciou, nesta segunda-feira (21), à tarefa de formar um novo governo. O presidente Reuven Rivlin informou que entregará a missão ao opositor Benny Gantz. O primeiro-ministro anunciou a decisão nas redes …

'Nunca houve tanta interferência de uma família dentro de um poder', diz Joice sobre governo

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) declarou nesta segunda-feira (22) que "nunca houve tanta interferência de uma família dentro de um poder" como existe no governo do presidente Jair Bolsonaro. Após ser retirada da função de …

"Táxis de cocaína" são problema crescente em Berlim

Aumento do número de veículos que entregam drogas diretamente na casa dos usuários preocupa a polícia berlinense. A cocaína perde apenas para a heroína como causa de mortes relacionadas a drogas na capital alemã. A polícia …

A casa da Barbie existe na vida real – e você pode se hospedar lá

Possivelmente a mais célebre e vendida boneca do mundo, a Barbie costumava sugerir uma vida de luxo e deleite ao imaginário da criançada que cresceu – e ainda cresce – inventando uma vida enquanto brinca …

Eleição na Bolívia: Resultados parciais indicam 2º turno inédito entre Evo Morales e Carlos Mesa

Com quase 90% dos votos contabilizados, resultados parciais da eleição realizada neste domingo na Bolívia indicam que o atual presidente Evo Morales não teve votos suficientes para garantir já sua vitória, caminhando para disputar com …

Voo mais longo e sem escalas da história pousou em Sydney

O voo mais longo e sem escalas da história pousou nesse domingo (20) em Sydney, 19 horas e 16 minutos após a decolagem, em Nova York. Foi um teste da companhia australiana Qantas, que pretende …