Descobertos misteriosos geoglifos escondidos por milhares de anos no Peru

Mais de 50 misteriosos geoglifos, conhecidos como linhas de Nazca, foram descobertos por arqueólogos no deserto do Peru. Esse é um dos grandes mistérios da arqueologia e acaba de ganhar mais um novo capítulo com o anúncio da descoberta.

A maioria destes misteriosos geoglifos foi criada pelo povo de Nazca, que viveu na região de 200 a 700 anos d.C., assim como outros desenhos já conhecidos na área.

No entanto, alguns dos geoglifos são séculos mais antigos. Os pesquisadores acreditam que foram feitos por povos de Paracas e Topará, que viveram na zona por volta dos anos de 500 a.C. a 200 a.C..

Essas obras são conhecidas como linhas de Nazca porque, normalmente, parecem apenas linhas quando olhamos para elas no chão. É preciso que as olhemos do alto para conseguir discernir os padrões. Aliás, é por esse motivo que essa arte só começou a ser compreendida depois da invenção dos aviões.

Esses desenhos gigantes são criados através da eliminação da camada superior de pedras vermelhas do deserto, de modo a que se consiga revelar uma camada mais pálida. É este contraste de tons que permite a leitura da figura.

Alguns geoglifos são formas geométricas, outros são linhas simples e os mais elaborados são representações de animais e objetos.

Os antigos geoglifos de Paracas eram frequentemente feitos em encostas, o que significa que podiam ser vistos por pessoas no solo. Em contraste com as formas geométricas do povo de Nazca, esses geoglifos costumavam também retratar humanos.

A maioria das figuras recém-descobertas de Paracas retrata guerreiros e antecedem as linhas de Nazca por séculos.

“Isso significa que é uma tradição de mais de mil anos que precede os famosos geoglifos da cultura de Nazca, o que abre as portas para novas hipóteses sobre a função e seu significado”, afirmou o arqueólogo Johny Isla, do Ministério da Cultura do Peru, à National Geographic.

Os cientistas utilizaram drones e fotografias de satélite para encontrar os geoglifos. Embora a degradação e a erosão do solo ao longo do tempo tivessem escondido essas linhas, foi mais fácil descobri-las devido aos drones, muito mais leves e acessíveis do que os aviões.

Isla é o responsável por preservar as linhas de Nazca. Em 2014, um protesto do Greenpeace, perto de um famoso desenho de um beija-flor, danificou a área protegida pela UNESCO. Desde então, Isla e sua equipe receberam ajuda financeira do governo dos Estados Unidos para auxiliar na conservação da região.

Atualmente, a equipe de Isla mapeia a área, algo que apresenta vários desafios. Ainda assim, a tarefa foi facilitada pela ajuda da iniciativa GlobalXplorer, que recruta cidadãos e cientistas amadores para procurar nas imagens de satélite locais de interesse, ou seja, potenciais sítios arqueológicos ou evidências de destruição e intervenção humana.

Apesar de os novos desenhos estarem dentro do local protegido pela UNESCO, entre Nazca e Palpa, ainda precisam ser registrados pelo governo peruano. A verdade é que ainda não estão sob ameaça.

Ainda assim, os dados de satélite continuarão úteis na luta contra a invasão humana.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

França proíbe uso de hidroxicloroquina para tratar covid-19

Decisão foi tomada após parecer desfavorável do Conselho Superior de Saúde Pública. País é o primeiro a adotar proibição desde que OMS suspendeu testes com o medicamento no tratamento de pacientes com o novo coronavírus. A …

Netflix vai permitir reprodução de filmes e séries parcialmente baixados

Já faz um bom tempo que a Netflix liberou a função de baixar filmes e séries para ver offline e, agora, parece que a empresa trabalha em uma maneira de liberar a reprodução antes mesmo …

China revela 1ª apresentadora virtual desenvolvida por inteligência artificial e tecnologia 3D

Apresentada recentemente pela agência estatal chinesa Xinhua, a primeira apresentadora digital, feita com tecnologia 3D e inteligência artificial do mundo já está trabalhando. Batizada de Xin Xiaowei, a âncora humanoide replica à perfeição a aparência, feições, …

Esta massiva galáxia antiga não deveria existir, de acordo com astrônomos

Uma galáxia massiva similar à Via Láctea desafia a compreensão da formação de galáxias por astrofísicos. Estudo publicado na Nature revela que o sistema surgiu 1,5 bilhões de anos após o Big Bang, sendo o …

Pela 1ª vez, Twitter alerta para fake news em posts de Trump

Rede social marcou dois tuítes do presidente americano com sugestão para que usuários chequem os fatos, apontando que alegações "não têm fundamento". Em reação, Trump acusou plataforma de interferir em eleições. A rede social Twitter colocou, …

Arqueólogos creem ter solucionado mistério de pinturas rupestres aborígenes

Equipe de arqueólogos australianos descobriu raros exemplares de arte rupestre detalhada e em pequena escala com recurso a estênceis, em um abrigo rochoso do povo aborígene Marra. O achado teve lugar em uma caverna que servia …

Costa Rica realiza primeiro casamento homoafetivo da América Central e celebra avanço social

Duas mulheres se casaram na manhã desta terça-feira na Costa Rica, que se tornou o primeiro país da América Central a legalizar o casamento entre pessoas homoafetivas. A pandemia de coronavírus restringiu as comemorações. …

Novo coronavírus não se propaga facilmente pelo contato com superfícies e objetos

Nós sabíamos que o novo coronavírus poderia sobreviver em superfícies por determinados períodos de tempo, e que há detergentes especiais para o manterem longe, mas essa não era a principal forma de transmissão. Agora o Centro …

Sistema do Twitter falha em rotular mensagens falsas

Com o propósito de ajudar seus usuários a não serem vítimas da desinformação sobre a pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2), o Twitter investiu em mecanismos com base na inteligência artificial para rotular postagens falsas e …

EUA antecipam veto a entrada de estrangeiros que passaram pelo Brasil

Restrição passa a valer às 23h59 desta terça-feira, dois dias antes do anteriormente anunciado. Medida atinge cidadãos não americanos que estiveram em território brasileiro nos últimos 14 dias, salvo algumas exceções. O governo dos Estados Unidos …